Quando se fala de gordura na barriga pensamos logo na estética, mas a verdade é que esse não é o pior dos problemas. A localização dessa gordura, dentro ou fora do músculo abdominal, é que define o tipo de situação e, logo, qual o nível de risco para a saúde. Claro que gordura corporal em excesso, independentemente de onde está alojada, é sempre um risco. No entanto, aquela que envolve as nossas vísceras é a mais perigosa.

Dentro da nossa barriga temos os órgãos ou vísceras –  estomago, fígado, pâncreas, rins, intestinos, entre outros. Estes órgãos ali, arrumadinhos e sustentados pelo músculo abdominal.

A gordura alojada do músculo abdominal, aquela que está visível e que conseguimos ‘agarrar’, e a que o cirurgião plástico consegue remover no processo cirúrgico designado lipoaspiração, é a gordura subcutânea. Já aquela gordura que fica dentro da nossa barriga, que envolve as vísceras é a gordura visceral. E esta é a mais perigosa! O grande risco de haver excesso dessa gordura visceral reside no facto de nesse nível, ser considerada já como um órgão endocrinológico, porque é produtora de hormonas.

Saiba que que já foram catalogadas mais de 35 hormonas diferentes: são as adipocitocinas (citocinas produzidas pelos adipócitos), hormonas pro – inflamatórias que ativam gatilhos inflamatórios. O perigo reside ainda no facto de não haver sintomatologia, mas internamente estes processos inflamatórios e oxidativos estão a acontecer e, no futuro, promovem doenças como diabetes, doenças cardiovasculares, cancro, Alzheimer, entre outras – em boa verdade, são resultado de uma doença que é o excesso de deposito de gordura visceral.

A gordura visceral é formada por um erro do metabolismo das células, causado pelo excesso de consumo de glicose (hidratos de carbono). Como consequência, as células, impossibilitadas de metabolizar o excesso de glicose (hidratos de carbono) originam uma resistência à insulina ou pré-diabetes, responsável pela formação da gordura visceral.

Para medir a gordura visceral, pode fazer uma tomografia computorizada, uma ressonância magnética, uma ecografia ou recorrer aos aparelhos mais avançados de bioimpedância magnética. Ou, alternativamente, e ainda mais simples, é medir a barriga com uma fita métrica e verificar se a gordura que se acumula está em excesso. No caso dos homens, ao fazer esta medição, a circunferência da cintura não deve ultrapassar os 94 cm; no caso das mulheres, não deverá exceder os 80 cm, já que valores superiores correspondem a um maior risco de vir a desenvolver patologias como a diabetes e doenças cardiovasculares, caso do enfarte ou AVC.

O tratamento? Apostar numa dieta com alimentos de baixo índice glicémico, acrescentar alimentos termogénicos, como a canela, o café, o gengibre ou o chá verde, que ajudam a acelerar o metabolismo e facilitam a perda de gordura.

DIETA PARA DIMINUIR GORDURA VISCERAL

A dieta para eliminar a gordura visceral é fácil de seguir e consiste, principalmente, em ingerir alimentos com pouco açúcar e pouca gordura. Veja a lista em baixo:

ALIMENTOS PRIORITÁRIOS

Maçã, pera, mirtilo, amora, morango, kiwi, ananás;

Acelga, espinafre, alface, couve, rúcula;

Abóbora, salsa, curgete, pepino, beterraba, tomate, cebola, alho, pimentos;

Peixes – pescada, linguado, robalo, dourada;

Carne de frango ou de peru;

Amêndoas, nozes, avelãs, sementes de chia, linhaça, abóbora ou girassol

ALIMENTOS QUE DEVEM SER EVITADOS

Frutas muito doces, caso do caqui, uvas ou figos – estes não devem ser consumidos se quer perder a gordura visceral.

Outros alimentos que devem ser evitados e que são ricos em gordura e açúcar, promovendo o ganho de gordura visceral são os enchidos, fritos, bolos, bolachas, chocolates, rebuçados, refrigerantes, refeições pré-preparadas, molhos, pizzas e lasanhas.

As bebidas alcoólicas também estão proibidas porque têm muitas calorias e vão fazer com que a gordura se acumule mais facilmente sobre os órgãos.

EXERCÍCIOS QUE AJUDAM A ELIMINAR A GORDURA VISCERAL

Praticar qualquer atividade física já ajuda a estimular o metabolismo e a queima de gordura, mas para combater a gordura visceral o ideal é praticar exercícios aeróbicos, como: caminhada, corrida, natação, ciclismo e saltar à corda, sendo importante fazer pelo menos 30 minutos por dia.

Amélia Duarte. Nutricionista

CRN – 5 (0821) Brasil ON – 3895N Portugal

www.ameliaduarte.pt; Telm: 939215362

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza e Saúde

Experiementei a receita de dois ingredientes que dizem ser muito saciante

Se o desafio envolve comida, não há como recusar, não é?

Lifestyle

2021 irá trazer uma boa dose de funk a Portugal

O próximo ano ficará marcado pela 1ª edição do Kondzilla Festival em Lisboa. Kevinho e David Carreira já estão confirmados.

Beleza e Saúde

7 motivos pelos quais não consegue ter um orgasmo

Se não é o seu caso, com certeza já ouviu as queixas de alguma amiga, certo? Entenda por que algumas mulheres sentem esta dificuldade.

Celebridades

Ex-namorada de Drake Bell acusa-o de violência doméstica

A atriz conta que o companheiro a chegou a arrastar pelas escadas de casa.

Celebridades

Angelina Jolie acredita que está a acontecer algo estranho no divórcio com Brad Pitt

Apesar de já estarem oficialmente divorciados, os dois ainda têm algumas questões a decidir, nomeadamente sobre os filhos e finanças.

Celebridades

Pippa Middleton não queria convidar Meghan para o casamento

Rumores de que a irmã de Kate sentia alguma inveja da companheira de Harry parecem ter sido confirmados numa obra recente.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: truques para comer gelados sem engordar

Não precisa de eliminar este tipo de alimento por completo, mas sim saber as melhores dicas para o consumir com moderação.

Celebridades

Chris Pratt e Katherine Schwarzenegger dão as boas-vindas ao primeiro filho

Chris Pratt e Katherine Schwarzenegger celebraram o primeiro aniversário de casamento em junho e assinalam agora a chegada do primeiro filho.

Moda

Estes são os ténis que vão dar um novo fôlego à sua corrida

O regresso de um clássico, em novas cores.

Celebridades

Simon Cowell no hospital após acidente de bicicleta

O jurado do 'America´s Got Talent' está no hospital.

Lifestyle

Unique Sushi Lab: onde comer é sempre uma (boa) surpresa

O restaurante que os amantes de sushi têm de conhecer e que ér capaz de converter mesmo os mais desconfiados em fãs da culinária japonesa. A culpa é do chef Johnny Keep.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel