Conhecemos muitos dados sobre as doenças relacionadas com o coração. Elas representam algumas das principais causas de morte nos países ocidentais e, em grande parte, isso prende-se com o fato de adotarmos hábitos pouco benéficos para a saúde, como o sedentarismo e a má alimentação. Mas quais são as outras coisas que temos de saber sobre o órgão? 

Saiba, abaixo. 

1. Ser magra não é sinónimo de ter um coração saudável 

É verdade que doenças como a diabetes tipo 2, a hipertensão e o colesterol elevado são mais recorrentes em pessoas com excesso de peso e obesas. Contudo, pessoas magras, mas sedentárias, com maus hábitos alimentares e/ou fumadoras também correm sérios riscos – principalmente aquelas que apresentam gordura visceral (acumulada na região da cintura).

2. Deve apostar nas gorduras boas

Não tem de cortar todos os tipos de gordura para manter o coração saudável. A dieta mediterrânica, uma das mais eficazes para atingir o objetivo, inclui óleos, azeites e alimentos gordurosos. O importante é prestar atenção ao tipo de gordura que consome: deve evitar as trans e saturadas, e apostar mais nas polinsaturadas.

3. O stress e a depressão são inimigos do coração

Um estudo alemão de 2017 comprovou o elo. As pessoas depressivas têm hipóteses 15% superiores de desenvolverem doenças cardiovasculares. Mas e as pessoas stressadas? “Ainda não há um consenso científico sobre se o stress pode ou não deixar as pessoas hipertensas. Mas podemos afirmar que ele dificulta, sim, o controlo da doença e até é um gatilho para o seu desenvolvimento. Além disso, eleva em 20% o risco de ataques cardíacos,” diz o médico cardiologista Marcelo Nishiyama ao site da revista brasileira “Boa Forma”.

4. A pressão arterial na gravidez dá pistas sobre o futuro

Durante a gravidez, algumas mulheres sofrem de pré-eclâmpsia, uma elevação da pressão arterial combinada com a eliminação de proteína pela urina. Geralmente assintomática, ela pode vir acompanhada de retenção de líquidos nos membros inferiores, bem como de excesso de peso. “As mulheres que tiveram pré-eclâmpsia na gravidez podem tê-la novamente na gestação seguinte. Entre seis a oito semanas após o parto, a pressão sanguínea tende a normalizar. Se isso não acontecer, a mulher tornou-se hipertensa,” afirma o Dr. Nishiyama.

5. Dormir mal prejudica o coração

O Congresso de Cardiologia de 2019, que teve lugar em Paris, apresentou um estudo que contou com a participação de 2213 idosos e encontrou um elo entre a pressão arterial e a qualidade do sono. Quer isto dizer que dormir mal pode prejudicar bem mais do que apenas a produtividade no dia seguinte.

Palavras-chave

Relacionados

Beleza e Saúde

Depressão é tão perigosa para a saúde do coração quanto fumar

As consequências a longo prazo são bastante semelhantes.

Beleza e Saúde

Dor de ouvido pode ser sintoma de covid-19

Médicos explicam a ligação.

Comportamento

O stress está a aumentar com a pandemia. Saiba como combatê-lo

Um artigo de opinião de Rita de Botton, médica patologista clínica da SYNLAB, para assinalar o Dia Mundial do Stress.

Mais no portal

Beleza e Saúde

Cabelos: Risco ao meio ou de lado? A melhor opção para cada formato de rosto

A forma como reparte o cabelo pode mudar muito o seu visual - num cenário ideal, sempre para melhor. Saiba como valorizar o seu rosto.

Comportamento

5 formas de ultrapassar momentos menos bons

De acordo com vários especialistas.

Beleza e Saúde

O resultado de uma semana sem qualquer tipo de exercício físico

Para qualquer adepto de um estilo de vida ativo, estar parado é um verdadeiro desafio. E foi assim que encarei esta semana.

Lifestyle

Saiba como fazer a deliciosa salada de espinafres de Julie Deffense

Simples e deliciosa.

Beleza e Saúde

Chiara Ferragni mostra-nos como o azul com glitter resulta sempre para fazer os nossos olhos brilhar

A influencer criou novamente uma coleção com a Lancôme, em que o glitter é a aposta.

Moda

O vídeo que nos fala de Paris, de mulheres e do que acontece quando se trocam duas malas

Esta produção é uma viagem ao mundo das mulheres parisienses com toda a emoção e “joie de vivre” da cidade de Paris.

Beleza e Saúde

Não vai acreditar com que idade Halle Berry teve o primeiro orgasmo

A confissão da atriz veio surpreender o público.

Moda

Esta é a prova de que o 'nightwear' pode ser usado o dia todo

Seda, cetim ou caxemira?

Beleza e Saúde

Quando deve anunciar a gravidez?

A norma é que se ultrapasse a meta das 12 semanas. Mas será que é mesmo preciso?