hipertensão

hipertensão

Thinkstock

Não é à toa que a hipertensão é chamada “doença silenciosa”. Muitas vezes nem se anuncia de mansinho com sintomas, até ao primeiro grande susto cardiovascular. “É muito prevalente na população portuguesa e um fator de risco muito importante para o enfarte do miocárdio, do AVC e da falência renal, que leva à entrada em diálise – é muito habitual os doentes em diálise serem hipertensos ou diabéticos, ou ambos”, alerta o cardiologista Pedro Gonçalves, do hospital de Santa Cruz, em Lisboa. A hipertensão afeta 42% dos portugueses adultos mas apenas 11% a têm controlada clinicamente.

Simples e sem cirurgia

Pedro Gonçalves, juntamente com o cardiologista Manuel Almeida e as nefrologistas Augusta Gaspar e Patrícia Branco, do mesmo hospital, formam uma equipa interdisciplinar pioneira em Portugal, numa intervenção pensada para os casos mais difíceis, a ablação renal para hipertensão arterial resistente. “Não é uma cirurgia nem é feita num bloco operatório e, sim, num laboratório por cardiologistas de intervenção”, explica Pedro Gonçalves. “O doente não está sob anestesia geral, mas tem o apoio de um anestesista que lhe pode dar medicamentos que lhe tiram as dores e o adormecem. Depois, é introduzido um cateter na artéria femoral, dentro do qual está outro ainda mais fino que aplica radiofrequência na artéria renal. A radiofrequência aquece os tecidos e destrói as terminações nervosas que fazem a comunicação entre o sistema nervoso e o rim, sem destruir a artéria renal.” A intervenção dura cerca de uma hora; o doente vai para casa no dia seguinte e ao fim de três pode voltar à vida normal. É indicada para hipertensos resistentes aos medicamentos. “Já tomam, em média, cinco ou seis fármacos só para a hipertensão e continuam com valores muito elevados. Têm, em média, entre 50/65 anos e um  risco maior de acidentes cardiovasculares”, diz Augusta Gaspar.

A equipa ouviu falar do tratamento pela primeira vez há quase três anos e desde então tem feito formações consecutivas e esforços logísticos para o trazer para Portugal. Um estudo internacional publicado no jornal médico ‘The Lancet’, em 2010, confirmou que era eficaz e apontava para uma redução de cerca de 30mm na tensão sistólica (o valor mais alto). O tratamento está a ser feito, por esta equipa, nos hospitais de Santa Cruz e Luz (Lisboa), e também já está disponível em Santa Maria e Santo António (Porto). De julho a outubro, nove doentes foram tratados, com resultados animadores até agora. Para já, tem o inconveniente de ser caro – cerca de 4500 euros – mas pode salvar vidas.

Um problema nada simpático

Hoje, os médicos sabem que, em muitos casos, é o sistema nervoso simpático que está por detrás desta hipertensão resistente aos medicamentos, tal como de alguns casos de resistência à insulina na diabetes de tipo 2. O sistema nervoso simpático é uma das partes do sistema nervoso autónomo, que controla vários órgãos internos. O sistema simpático ajusta o organismo a suportar situações de perigo, esforço intenso, stresse físico e psíquico. São as suas terminações nervosas, situadas na artéria renal, que são destruídas através desta intervenção. Na maioria dos casos de hipertensão, são as artérias que estão doentes e rígidas.  Mas aqui o problema é outro. “Os rins são órgãos endócrinos, sensores e emissores de estímulos, e contribuem para estados de hiperatividade do sistema simpático. Nestes casos, a hipertensão é uma manifestação desta hiperatividade”, explica Patrícia Branco. “Este tratamento permitiu não só controlar a hipertensão mas também baixar os níveis de glicemia em jejum nos doentes que os tinham altos.” Augusta Gaspar acrescenta: “Cerca de 30% dos doentes que entram em diálise têm esta doença metabólica, que também se manifesta por diabetes e dislipidemias [colesterol e triglicéridos elevados].”

Palavras-chave

Relacionados

Beleza

Hipertensão: como prevenir

Nos primeiros tempos não dá sintomas mas é um dos maiores perigos da saúde cardiovascular. Saiba a quantas anda a sua tensão e porque é tão importante ter mão no seu estilo de vida para a controlar.

Beleza

Colesterol alto: risco para a saúde?

Depois de anos a sermos bombardeados com informações acerca dos malefícios do colesterol alto, eis que surgem estudos a dizer que afinal ele pode não ser tão mau como pensávamos, e até ter efeitos benéficos na saúde.

Beleza

OS NÚMEROS PARA UM CORAÇÃO SAUDÁVEL

Em Maio propomos-lhe que grave estes números para um coração mais feliz e livre... de risco cardiovascular. Do colesterol ao perímetro de cintura, um especialista explica-lhe quais os valores a que deve estar atenta.

Beleza

Factos e números sobre o colesterol

É essencial à manutenção do nosso organismo mas também se pode tornar no maior inimigo da saúde. Saiba o que é, como nos afecta e como controlar o seu colesterol.

Beleza

10 flores que curam doenças: saiba quais são!

Existem na Natureza e escondem propriedades medicinais que podemos usar no dia-a-dia para tratar maleitas comuns. Quer ficar a conhecê-las melhor?

Beleza

Varizes: o que sabe sobre as suas veias?

Saiba quais os sintomas e como defender-se do aparecimento da Doença Venosa Crónica.

Mais no portal

Comportamento

4 formas de salvar o planeta entre quatro paredes

A sustentabilidade chegou ao sexo.

Moda

Parfois: 5 colares perfeitos para o verão

Cor não lhes falta!

Comportamento

Os 10 países mais ecológicos do mundo ficam na Europa - mas Portugal não é um deles

Veja em que posição estamos e o que podemos aprender com as nações que dão o exemplo.

Moda

Conheça cinco marcas de moda que estão a mobilizar-se pelo planeta

O resultado são estas coleções, que aliam estilo a consciência ambiental.

Beleza

As novidades de beleza para um estilo de vida mais sustentável e consciente

Para celebrar o Dia da Terra, assinalado anualmente a 22 de abril.

Lifestyle

O segredo de Vanessa Martins para poupar até 5 litros de água por dia em casa

Um pequeno gesto com grandes repercussões.

Mulheres Inspiradoras

Quatro ambientalistas portuguesas que tem mesmo de conhecer

Aqui ficam alguns exemplos de mulheres que renovam diariamente o compromisso de conservação e preservação ambiental.

Saúde

Grávida? Entenda a importância da gestão da ansiedade e do exercício físico

Uma fase de várias mudanças que exige um grande sentido de adaptação.

Moda

Roupa interior e de banho criada a pensar em mulheres que passaram por uma mastectomia

A Mango estreia-se neste tipo de underwear e swimwear específicos, sendo que todos as lucros da venda desta coleção serão doados à associação teta & teta.

#VozActiva

Madalena Brandão: "Ser mãe é uma aprendizagem constante"

No #VozActiva deste mês, a nossa protagonista de capa fala sobre a jornada que é a maternidade. Uma conversa a não perder!

Nas Bancas

A sua Activa ao alcance de um click

Abril águas mil e aquela preguiça de correr debaixo de chuva até ao quiosque para comprar a Activa mais recente? Não stresse. Basta assinar a ACTIVA digital e tem acesso a tudo, sem se molhar.