159292714.jpg

Getty Images/moodboard RF

Associamos as artroses à idade avançada mas elas podem surgir bastante mais cedo. Por volta dos 30-40 anos já há quem sofra com a perda gradual de cartilagem, que resulta em inflamação e progressiva limitação dos movimentos. A crer na Sociedade Portuguesa de Reumatologia, a artrose, ou mais precisamente a osteoartrose, é a doença crónica mais frequente do ser humano. Afeta acerca de 20% da população adulta. Em Portugal, cerca de meio milhão. Além da idade, o excesso de peso é um dos principais fatores de risco.

Tudo começa com o desgaste da cartilagem, que funciona como amortecedor e lubrificante das articulações. As mais afetadas são as dos joelhos, ancas, zona cervical e lombar, mãos e pés. Sem o apoio da cartilagem, o osso cresce e fica mais denso, formando osteófitos, conhecidos como bicos de papagaio. Dor, inflamação e progressiva dificuldade de movimentos aparecem logo a seguir.

Sabe-se pouco sobre a forte carga genética associada à doença. Mas é certo que para além dela existem os fatores de risco que podem fazer a osteoartrose desenvolver-se mais rapidamente, como a obesidade ou o desporto de alto impacto. “A atividade física intensa ou atividades profissionais específicas, como a agricultura, podem influenciar o aparecimento de artroses prematuras devido à sobrecarga das articulações, assim como traumatismos antigos resultantes de acidentes”, explica o ortopedista Pedro Barradas.

Ter malformações nas articulações, como os joelhos tortos (genu varo e valgo), também aumenta a probabilidade de artrose, uma vez que se altera o eixo de carga, o que causa desgaste na articulação. “E  quem sofre de artrite, um processo inflamatório das articulações, também, já que é comum uma doença degenerar na outra.”

É possível atrasar a doença

O principal sintoma da osteoartrose é a dor, que se agrava com o esforço físico e melhora com o repouso (ao contrário da artrite, em que a dor é permanente). A rigidez matinal das articulações é outro sintoma comum.

Apesar de não ter cura, é possível evitar a progressão da doença, nomeadamente com a toma regular de comprimidos de sulfato de glucosamina e condroitina, duas substâncias lubrificantes naturais que existem nas cartilagens. “Há estudos que sugerem que estas substâncias podem ter efeitos positivos, ajudando a evitar o agravar da doença”, confirma Pedro Barradas.

Além da prevenção, é importante  combater a dor e a inflamação. Geralmente prescrevem-se analgésicos e anti-inflamatórios. “A injeção de ácido hialurónico intra-articularmente também proporciona alívio porque lubrifica, ao mesmo tempo que estimula os condrócitos, o que promove alguma regeneração da cartilagem.”

Por fim, convém não esquecer que a atividade física continua a ser essencial para fortalecer os músculos que suportam as articulações (e combater o excesso de peso), desde  que se opte por desportos de baixo impacto, como natação, hidroginástica ou bicicleta.

Vale a pena lembrar que a Organização Mundial de Saúde considera a artrose uma das doenças prioritárias na área da prevenção e tratamento. Com o envelhecimento da população, é de esperar que os casos aumentem.

Relacionados

Beleza

Desfaça 4 mitos da saúde oral

Os dentes são muitas vezes os ‘parentes pobres’ da nossa saúde. Mas sabe como tratá-los bem?

Saúde

'Efeito Google' pode afetar a memória

Um estudo da Universidade de Harvard quis saber se o uso constante dos motores de busca na Internet pode afetar as capacidades de memorização. Estas ferramentas já são vistas como uma extensão da memória humana, que dispensa a necessidade de decorar factos e datas.

Beleza

'Música no Coração' para combater o Alzheimer? Sim, ajuda

Cantar pode melhorar o desempenho mental de pessoas com esta doença, de acordo com uma nova pesquisa.

Beleza

Loja do Coração vai abrir no Colombo

O espaço vai estar temporariamente aberto no C.C. Colombo, em Lisboa, e vai ser totalmente dedicado à saúde cardiovascular.

Mais no portal

Moda

Estas saias prometem fazer furor nas estações quentes

Apresentamos-lhe seis modelos que são ótimos investimentos tanto para a primavera como para o verão de 2021.

Lifestyle

Vamos falar sobre os deliciosos tacos japoneses do FishFish Sushi?

Às quartas-feiras, na compra de três tacos, o restaurante oferece um quarto. Uma oferta literalmente irresistível!

Body Shaper

O derradeiro plano para declarar guerra à celulite e à retenção de líquidos

O novo episódio da rubrica Body Shaper traz-lhe um plano de ataque, sublinhe-se, só com dicas caseiras.

Diz Quem Sabe

Questões a ponderar antes de avançar com uma mudança na vida profissional

A coach Lúcia Palma deixa alguns pontos a ter em conta antes de efetuar qualquer mudança neste campo.

Saúde

Os reajustes necessários para perder peso depois dos 40

Aconselhados por uma especialista.

Beleza

Base demasiado clara? Este truque do TikTok ajuda a resolver o problema

É bastante simples e económico.

Moda

Duvidamos que haja um vestido mais prático do que este

É só vestir e sair porta fora, sem pensar muito no styling.

Comportamento

Os 10 pilares de relacionamentos saudáveis

De acordo com um perito em relações amorosas, existem 10 alicerces de uma parceria que tendem a ser subestimados.

Celebridades

Ex-mulher de Travis Barker alega que o músico teve um caso com Kim Kardashian

Barker é o novo namorado de Kourtney Kardashian.

Diz Quem Sabe

O guia para criar uma selva urbana em casa

Um artigo de opinião assinado por José Luís Velasco, product manager da Gardenia, sobre os novos hábitos que se cultivaram e enraizaram em tempos de confinamento.

Comportamento

Como ser mais vulnerável num relacionamento (mesmo que isso a assuste)

O medo da rejeição faz-nos levantar a guarda e, por conseguinte, perdemos coisas boas como a intimidade e a conexão.

Diz Quem Sabe

O couro cabeludo também precisa de proteção solar

O Dr. Carlos Portinha, coordenador Clínico do Grupo Inspary, explica que o cancro da pele pode ser uma das consequências da exposição do couro cabeludo aos raios solares.