stk23284hls.jpg

Surpresa: fugir aos problemas típicos que causam o excesso de peso não é difícil – é só uma questão de saber identificar o ‘inimigo’.

20 anos
Problema: O stresse do primeiro emprego

O problema é comum a tantas ‘vintinhas’: a pessoa saiu de casa dos pais, vive sozinha, quer provar que é eficiente, chega tarde a casa, não tem paciência para fazer o jantar e come a primeira coisa que apanha no frigorífico. Como é nova, acha que pode comer de tudo e não engorda, quando na maioria das vezes não engorda porque se esquece de comer (embora ela diga que come imenso) ou simplesmente porque ainda não teve tempo para engordar. Como é que se resolvem estes problemas?

Erro: achar que pode comer mal

Ao contrário do que se pensa, esta é a idade mais importante para não cometer erros: são os hábitos que se adquirem aos 20 que vão durar toda a vida. "As doenças relacionadas com a alimentação não acontecem de um dia para o outro", lembra Cláudia Viegas, dietista da Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril. "Essa é uma das grandes dificuldades com as pessoas mais novas: como acham que têm 20 anos para fazer asneiras, dizem que aos 40 é que vão começar a comer bem. Depois chegam aos 40 obesas: esquecem-se de que os hábitos de vida começam quando a pessoa é nova, e que se chegarem aos 40 com anos e anos de maus hábitos, vai ser muito difícil mudar. O corpo habitua-se ao bem e ao mal, portanto habitue-se ao bem."

Ideia principal: organize-se!

Mesmo com uma vida caótica, é possível comer bem: afinal, legumes congelados não dão trabalho nenhum a preparar. "Temos de ter cuidado com os alimentos enlatados pelo seu conteúdo em sal, mas pode passar por água antes de comer, ou então comprar congelados: não leva tempo nenhum a cozer umas ervilhas", lembra a nutricionista. "E depois, misturar com uma lata de atum e uma cebola picada. É uma refeição que leva dois minutos a fazer. E não esqueça a sopa: pode congelar e depois ir descongelando."

Alimentos aconselhados

As pessoas acham que comer vegetais é comer alface e tomate. Errado: não enche e é nutricionalmente pobre. Um alimento fabuloso que tem proteínas, fibras e hidratos de carbono, são as leguminosas: ervilhas, grão, feijão. As pessoas acham que engorda, o que é mentira: enchem e não engorda. É o alimento ideal.
– Não se esqueça… de tomar o pequeno-almoço. E comer… o quê? Cláudia ensina: "Começar com uma peça de fruta, seguir com uma sandes (de queijo magro, fiambre ou compota) ou cereais (mas cuidado porque a maioria dos cereais à venda está cristalizada em açúcar). Coma com cereais integrais o cálcio do leite é menos bem absorvido (como o do leite com café, sabia?) varie: uns dias integrais e outros sem ser integrais. Junte leite ou iogurte."
– Não passe muito tempo sem comer. Levar para o trabalho pão, fruta, iogurtes, Bolacha-Maria (as menos ricas em gordura). Atenção às bolachas dietéticas: há as que têm 20g de gordura, comparado com as oito da Bolacha Maria. As pessoas só se preocupam com o açúcar, mas mais vale comer um bocadinho mais de açúcar e menos gordura, até porque a gordura produz mais calorias que o açúcar.

Plano de treino: para começar já

Esta é também a melhor idade para se habituar a ir ao ginásio. Não tem tempo? Mas tem tempo para ver televisão, não tem? O problema é que as pessoas vêem o exercício como um sacrifício, e nunca temos tempo para sacrifícios. Por isso, descubra já qual é o exercício que ama, que adora, que lhe dá pica, que tem um instrutor genial, onde pode fazer amigos fantásticos e exibir o umbigo, e ponha-se a mexer!

30 anos
Problema: As transformações da gravidez

A gravidez pode desequilibrar até a mulher mais equilibrada. Como evitar que um bebé nos roube a boa forma? E mesmo quando não se engravida, como não perder aos 30 a forma dos 20?

Erro: Fazer dieta durante a amamentação

"A amamentação ajuda a recuperar, porque é mais exigente a nível energético do que a própria gravidez", lembra Cláudia Viegas. "Há alguns alimentos que podem dar sabor ao leite, como a cebola e a couve-flor, mas deve comer de tudo o que normalmente se come."

Ideia principal: controle as gorduras

Se se estiver grávida ou a amamentar, é muito importante o tipo de gorduras que se come. Deve evitar as gorduras de má qualidade, porque isso vai reflectir-se no leite. Prefira o azeite e peixe, e evitar as gorduras trans, que estão presentes em muitas bolachas.

Alimentos aconselhados

Não caia na armadilha de evitar os hidratos de carbono: "Não há alimentação equilibrada sem eles", explica Cláudia Viegas. "Quando se pergunta a alguém hoje em dia o que é que faria para retirar calorias a um prato, toda a gente desata a retirar a batata e o arroz, e nunca olham para a quantidade de gordura que usaram para confeccionar o prato, nem para o tamanho descomunal do bife. Isso muitas vezes leva a que o organismo recorra às proteínas como fonte denergia. As proteínas não devem ser usadas como fonte de energia, para já porque isso produz mais compostos tóxicos, e depois porque elas servem é para reconstrução muscular."

– Não se esqueça de… fazer do ‘acompanhamento’ o prato principal. Desactive aquela mania muito portuguesa que diz que vegetal não é comida, é acompanhamento. As pessoas acham que legumes não enchem: mas isso é porque não os comem em quantidade suficiente! A ideia de que devemos comer muita carne e muito peixe é um mito: quase não precisamos de proteína, não mais do que uma porção diária de carne ou peixe do tamanho da palma da mão.

Plano de treino: não perca o pé

‘Encaixar’ a criança numa rotina de exercício pode ser complicado, mas faça tudo por tudo para não perder a ‘onda’. Ou então, recomece o exercício assim que recomeçar o trabalho: vá à hora de almoço, por exemplo. Mesmo que esteja cansada, vá nem que seja para não perder o hábito, nem que seja para fazer banho turco. Aos poucos, vai ver como a energia volta.

40 anos
Problema: compensar a monotonia do trabalho… comendo

O período pré-menopausa devia ser bem-empregue preparando um futuro radioso, mas o problema é que a pessoa já se habituou a alguns erros alimentares. Está muito habituada a uma rotina e a certos alimentos que lhe dão conforto: os quilos acumulam-se e é mais difícil mudar. Mas nada que não se consiga…

Erro: Comer mais do que precisa

A partir dos 40 anos precisamos de cada vez menos energia. "Não nos apercebemos disso e continuamos a comer da mesma forma, só que já não gastamos tanto, e de repente vemo-nos com quilos a mais sem perceber porquê", nota a nutricionista. Ou seja: tem de comer de acordo com as suas necessidades: se quiser comer mais, também tem de gastar mais.

Ideia principal: Gastar mais!

"O simples facto de se comer 100 calorias a mais em cada dia vai representar alguns quilos ao fim do ano, e 100 calorias é muito pouco. Claro que não se deve andar aí a fazer contas, mas nesta idade é mesmo importante aumentar o nível de exercício", explica Cláudia Viegas.

Alimentos aconselhados

Citrinos que lhe vão dar energia e vitamina C (especialmente importante se é fumadora: os cigarros sugam-nos quantidades astronómicas de vitamina C), proteína magra, legumes de folha verde. Como já se está naturalmente mais stressada, tem-se tendência a compensar com a comida. Errado: não coma por compensação, encontre outras formas de ter prazer. Como já deve ter percebido nesta altura do campeonato, nada está organizado para nos ajudar a comer bem. "A escolha saudável devia ser a escolha facilitada, e isso nunca acontece. Nos cafés, os bolos estão à vista, o pão está escondido." Por isso, seja do contra! Querem que peça um queque? Peça uma sandes! Traga o almoço para o trabalho: é coisa de pobre? Quando virem que é magra, saudável e gira, vão logo deixar de dizer que é coisa de pobre.
– Desactive a resistência – Nós já temos uma vida complicada, agora ainda andarmos a ter de ‘resistir’ é duro. Por isso, treine-se desde nova para não ter de ‘resistir’: quanto melhor comer, mais a alimentação saudável será um hábito e não uma questão de ‘reistência’.

Plano de treino: Descubra a sua energia

Esta é uma altura em que muitas mulheres desistem porque acham que ‘já não vale a pena’, e é precisamente a altura em que é mais importante persistir: a fixação de cálcio depende muito da actividade física, e a osteoporose é um dos fantasmas de todas as mulheres. Por isso, ande a pé ou corra, faça ‘jump’ ou ‘ataque’, salte para o step ou para a passadeira, mas mexa-se! Se já faz exercício, não desista agora, que está no bom caminho.

Não se esqueça de… fazer massagens

– Se puder, são uma óptima ajuda: ajudam a relaxar, acalmam, lutam contra o stresse, dão-lhe endorfinas para substituir a comida, e actuam como uma defesa contra comer de mais.

50 anos
Problema: O peso da menopausa

As mulheres podem notar que engordam com mais facilidade, porque o metabolismo é mais lento. Mesmo quem nunca teve hipertensão pode começar a ter, o que requer alguns cuidados que se calhar não se tinha.

Erro: Achar que já não tem paciência

Aos 50 mais do que aos 40, é importante alimentar-se bem, ter cuidado consigo, arranjar mil e uma maneiras de se mimar, e tratar de si.

Ideia principal: Aprenda a manejar uma passadeira

Depois da menopausa o gasto energético diminui, portanto há que fazer algum exercício para aumentar aquilo que se gasta, senão ganha-se peso rapidamente. Até porque se mantiver a actividade física ao longo da vida mantém a massa muscular, e a massa muscular é que consome energia.

Alimentos aconselhados

Tudo, mas em menos quantidade. Atenção: não caia na má-nutrição. Quando se come pouco, é mais fácil comer… mal. Tenha o cuidado de não abusar dos hidratos de carbono e de não esquecer as proteínas: carne e peixe são importantes para não perder demasiado tecido muscular. O cálcio também é importante: sardinhas, vegetais verdes, frutos secos, leite meio-gordo ou iogurte. E não se esqueça de beber: "muitas vezes, a pessoa não tem sede mas precisa de água", recorda Cláudia Viegas. "Até podemos ter dores de cabeça, e isso é simplesmente sede."
– Não se esqueça de… controlar o sal. À medida que se avança na idade, começa a perder-se a sensação de sabor, por isso é importante cultivar-se uma culinária mais atraente sem recorrer tanto ao sal: usar ervas, limão, condimentos. "Em Portugal consumimos sal a mais, e muito dele já está nos alimentos, especialmente os processados: mesmo as bolachas doces têm sal", lembra a nutricionista. "E o problema do sal é que se usa aos punhados." Não devemos comer mais de seis gramas por dia – uma colher de chá. Habitue-se a pôr sal com a medida da colher, em vez de levar a mão ao saleiro. Pode ainda pôr sal na carne ou no peixe e não no acompanhamento, ou vice versa. Muitas vezes, a salada come-se perfeitamente só temperada com azeite.
– O melhor a fazer: não ignorar o prazer. Lá porque temos de comer menos, não quer dizer que vamos passar em dieta rigorosa o resto da vida. A alimentação também deve ter a componente do prazer: às vezes, não é um bocadinho de manteiga no pão que vai fazer assim tão mal.

Plano de treino: Mexa-se pela sua saúde… e não só

Mesmo quem não vai ao ginásio, é fácil fazer caminhadas e pode ainda comprar uns pesos para ter em casa e fazer alguns exercícios enquanto vê a telenovela. Se nunca fez exercício, está sempre a tempo de começar: há imensos exercícios divertidos e eficazes. E nem sequer é só uma questão de saúde (se fosse, ninguém aguentava mais que uma semana no ginásio). É que fazer exercício pode abrir uma nova vida: pode ser uma forma de fazer amigos de todas as idades e descobrir uma energia que nunca teve. Mas claro: comece sempre com acompanhamento.

Palavras-chave

Relacionados

Beleza

Biodanza: liberte o seu mundo interior (com vídeo)

Se pensa que tem de saber dançar... não tem! Todos podem praticar biodanza: a ideia é dar a capacidade de escutar o seu próprio mundo e expressá-lo através do movimento.

Beleza

Dança Oriental: seduza enquanto perde peso!

Dança Oriental, feita e concebida para mulheres, tem tudo para tonificar o seu ventre (e pôr um homem com a cabeça a andar à volta!).

Beleza

10 formas de regressar ao ginásio e manter o ritmo!

Já não temos cadernos a que regressar a meio de Setembro, mas há por aí muita aula que espera por si… no ginásio. Depressa, os ténis!

Beleza

Como gastar 200 calorias por dia em férias

Se conseguir queimar duzentas por dia, e esquecer outras tantas, pode ser o suficiente para perder oito quilos em seis meses. Coragem: nas férias é mais fácil começar...

Beleza

Tenha o corpo de uma estrela de cinema

Faz uma dieta rigorosa e ginástica diariamente, tudo para ficar com a silhueta da Charlize Theron! Mas será que está a ser realista? Descubra qual a celebridade que tem um tipo de corpo igual ao seu e qual o exercício físico que fará de si uma musa!

Beleza

Os melhores exercícios para fazer na praia

Sugestões de exercícios fáceis e simples para fazer na praia, que a vão ajudar a queimar calorias, tonificar os músculos e ficar em forma neste Verão.

Beleza

Como fazer exercício mesmo sem ir ao ginásio!

Não deixe que o stress do trabalho deite a sua saúde por terra. Saiba como bastam pequenas mudanças na sua vida para levar uma vida mais equilibrada.

Beleza

Podemos mudar a forma do nosso corpo?

Quase todas as mulheres estão descontentes com alguma parte do seu corpo: umas gostariam de ter as coxas mais estreitas, outras, a barriga ‘durinha’, e outras ainda, o rabo mais pequeno. Fomos saber se a dieta e o exercício podem ajudar-nos a esculpir o corpo que desejaríamos ter.

Beleza

Etiqueta no ginásio

Agora que os ginásios se enchem de 'atletas' dispostos a recuperar dos erros das festas, vamos saber quais são as regras mínimas de boa convivência num treino.

Mais no portal

Moda

Fomos espreitar as propostas da Primark e estes são os nossos 10 acessórios preferidos

Os acessórios must-have para os dias de calor

Moda

Quem disse que não há lugar para fatos num armário de primavera?

Dos tons neutros aos mais vibrantes; das silhuetas justas às oversized, é impossível resistir a estes 10 conjuntos coordenados.

Beleza

Cabelos: três tendências inspiradas nas Deusas do Olimpo

Confira as sugestões Jean Louis David.

Lifestyle

Aos fins de semana, há 'brunch' na Doca de Santo

Com vista para o Tejo.

Moda

Uns ténis para quem não tem medo de brilhar debaixo dos holofotes

Os novos ténis da marca Puma em colaboração com Dua Lipa

Celebridades

Harry aterra no Reino Unido sem Meghan e reencontra-se com o irmão

A propósito do funeral do avô, Philip.

Moda

Estas cinco combinações de cores são a definição de luxo

Quer dar mais cor ao seu guarda-roupa? Então, inspire-se nestes visuais que encontram equilíbrio em apostas inesperadas.

Moda

Parfois: 10 artigos imperdíveis em promoção

Confira as sugestões que selecionámos.

Saúde

Um beijo, três consequências para a saúde oral

O Dia do Beijo celebra-se anualmente a 13 de abril, e Portugal não foge aos festejos. Aqui ficam três consequências (boas e más) deste gesto de carinho na saúde oral.

Body Shaper

A receita caseira que combate três grandes preocupações estéticas das mulheres

No novo episódio da rubrica Body Shaper, partilho uma massagem que ajuda a eliminar a celulite, a má circulação e a retenção de líquidos.

Saúde

CDC declara racismo ameaça à saúde pública

A agência americana focou-se no impacto deste a nível físico e emocional.