10 formas de regressar ao ginásio e manter o ritmo!

Vai começar a agora e não sabe que aulas escolher? Vai voltar às esteira e às bicicletas? Aqui fica, algumas ideias para ser uma atleta de outra coisa que não o sofá.

1. Que modalidade escolher?

Confesse lá: andou a espreitar às portas e a multidão em fúria a pedalar com ar de quem tinha de estar em Odivelas daqui a 5 minutos ou a pular de um lado para o outro de um step sem se enganar uma única vez assustou-a ligeiramente… Relaxe: as aulas de Step ou Jam (dança) são as únicas com mais coreografia e mais difíceis de agarrar por um principiante, mas todas as outras se apanham rapidamente. Experimente uma aula de RPM (bicicletas fixas), que é só ouvir a música e andar para a frente. Em sentido figurado, claro. Se tudo aquilo lhe parecer muito agressivo, tem sempre Balance (aula de alongamentos e resistência) ou hidroginástica, um tipo de exercício fantástico que trabalha todo o corpo dentro de água e sem impacto.

2. Tenho medo de não conseguir acompanhar

Não entre em pânico, seja o que for que aconteça: faça os passos ao seu ritmo, ponha só os pesos que conseguir levantar, e pedale mais devagar, mas não se encoste à parede a pensar que nunca lá devia ter posto os ténis. Vá à luta! Se a adrenalina da aula a estiver a enervar, respire fundo. Se se baralhar com os passos, experimente seguir a pessoa à sua frente em vez de seguir o professor. Ah, e experimente ainda uma visita ao site http://www.lesmills.com/: há instrutores on-line que demonstram os passos-base de quase todas as modalidades, o que dá imenso jeito.

3. Como sei quantas calorias queimo?

Não sabe, a não ser que use um relógio que conta-calorias, e mesmo esses não são inteiramente fiáveis. As máquinas dão uma indicação, mas a não ser que o façam baseadas no seu peso, é uma indicação média, pensada para o peso médio de um homem. O que é que o peso tem a ver com as calorias? É que, quanto mais pesar, mais gasta. Por isso é que uma pessoa mais magra tem mais dificuldade em perder peso do que uma pessoa com… mais peso para perder. Uma pessoa que pese 80 kg vai queimar mais calorias no mesmo exercício que uma pessoa que só pese 50 kg (é como nos carros: um carro grande gasta mais gasolina…) Além disso, mesmo o equipamento que leva em consideração o peso não leva em consideração a composição corporal. Então é assim: quem tem mais gordura e menos músculo queima menos calorias do que quem tem mais músculo, porque o músculo ‘come’ mais. Conclusão: as máquinas indicam quase sempre menos calorias do que aquelas que de facto gastamos. Outra conclusão: não se fixe nas calorias, mas no esforço, no cansaço e no suor. Pode crer que, se uma aula estiver a puxar por si, vai dar por isso sem precisar de contar caloria nenhuma.

4. Quais as modalidades de ginásio que queimam mais calorias?

Há uma discussão ainda sem vencedor entre os adeptos de RPM e de Attack: entre as duas, a diferença é pouca. São imbatíveis no nosso gasto de ‘gasolina’, seguidas de Combat, Jump e Step (não se deixe enganar: parece que andam ali a dançar o vira em cima de um degrau mas aquilo cansa que se farta). As cinco são atividades de treino cardiovascular, mas há muitas diferenças de treino: RPM tem menos impacto que todas as outras, que incluem saltos, chutos e pulos, bem como noções básicas de direita e esquerda, mas é um tipo de exercício focalizado na parte inferior do corpo e treina pouco os braços. O ideal é conjugar dois tipos de exercício diferente.

5. Não vejo como é que sofrer pode dar prazer…

É estranho, mas é verdade. Por que é que acha que há tanta gente nas aulas? Não é só para queimar 9000 calorias nem porque são masoquistas nem porque têm uma força de vontade que move montanhas (e pesos de 10 kg): por estranho que pareça, estão ali porque gostam mesmo. Ao contrário do que estamos habituadas a pensar, o nosso corpo está feito e pensado para se esforçar, e ao fim de uns tempos, vai sentir a falta desse esforço. Trabalhar para um objetivo faz parte dos nossos genes, resta (re)descobri-lo. Além disso, o exercício faz com que o corpo liberte endorfinas, uma ‘droga’ natural que nos causa sensação de bem-estar e à qual nos habituamos rapidamente (por isso é que é recomendado como terapia contra a depressão)…Só tem de resistir ao primeiro mês, para dar tempo ao corpo de se habituar à rotina. Se se esforçar como deve ser, vai ficar toda partida depois da primeira aula. Não desista: faça pelo menos duas aulas até concluir que aquele exercício não nasceu para si. Claro, não se martirize: se não vai mesmo com a cara das bicicletas, experimente outra coisa. Há tanto por onde suar!

6. Vou ao ginásio mas não perco peso nenhum…

Pode haver várias razões para isso: infelizmente, não se estar a esforçar o suficiente é mesmo a mais comum. Não é só ir ao ginásio: temos mesmo de suar. Se a maquilhagem se aguenta intacta ao fim da aula, temos pena mas é normal que não esteja a perder peso nenhum. Se foi para a passadeira andar na velocidade 4, também não deve ter gasto muita ‘gasolina’. Se fez uma aula inteira e não houve um único momento em que teve vontade de morrer, não se esforçou o suficiente. Se vai fazer a aula de Domingo de manhã mas durante a semana nunca aparece, é pouco. Paradoxalmente, quem está muito habituada a treinar terá mais dificuldade em perder peso porque o corpo ‘aguenta’ bem o exercício e não ‘regista’ uma modificação se não for mesmo em dose de elefante (olímpico). E pode ainda não precisar de perder peso: se for muito magra, o corpo defende-se.

7. E depois, posso comer tudo o que me apetecer?

Poder pode, depois não diga é que o rabo grande é do RPM… Como já vimos atrás, queimamos menos calorias do que pensamos, por isso não convém pôr-se a comer desalmadamente. É importante resistir às ‘fomes’ de gordura: coma proteína, hidratos de carbono, vegetais e fruta. Pode ser útil tomar um suplemento de vitaminas, especialmente C, magnésio e cálcio: é que também perdemos cálcio quando suamos… Mas é importante continuar a comer e comer bem: se não comer bem, o corpo vai consumir massa muscular e ir ao ginásio ou não ir vai dar ao mesmo.

8. Se gasto mais em aulas cardiovasculares, vou só a essas.

O ideal é equilibrar aulas cardio com aulas de pesos e alongamento. As mulheres têm o fantasma de que vão ficar como o Shwarzennegger depois de umas aulas de musculação, mas não desenvolvemos músculo dessa maneira, por isso pode esforçar-se à vontade. Além disso, a partir dos 35 começamos a perder massa muscular, por isso é especialmente importante para as mulheres fazerem pesos pelo menos duas vezes por semana. Outra vantagem: se fizer pesos, aumenta a sua massa muscular, e como o músculo gasta mais calorias do que a massa gorda (mesmo em repouso) vai aumentar o seu gasto calórico mesmo quando não está a fazer nada. Que bom, não é?

9. Tenho medo de desistir…

Por isso é que é importante fazer alguma coisa de que goste. Mas aqui, como diziam as nossas avós, às vezes o amor vem com o tempo…É normal que dois dias depois da sua primeira aula odeie profundamente o seu instrutor e tenha vontade de pôr a mochila às costas e partir para qualquer sítio bem longe dali. Dê ao seu corpo tempo para se habituar a um tipo de exercício antes de concluir que não nasceu para si. Segundo mandamento, não vá atrelada a uma amiga. Depois a amiga desiste, e você desiste atrás. Mais vale fazer amigos no ginásio: é pouco provável que desistam em bloco. E terceiro, compre equipamento giro… Pode parecer um mandamento fútil, mas é muito mais animador fazer exercício e sentir-se fantástica do que ir para lá como quem vai trabalhar nas obras.

10. Estou farta da mesma rotina…

Então mude de rotina: mude de ginásio, mude de aula, mude de modalidade. Às vezes basta mudar de horário, ou fazer a mesma aula com um professor diferente ou uma turma diferente. Se fizer o mesmo exercício durante muito tempo, o corpo habitua-se. De vez em quando, mude de exercício, mude de rotina. E faça amigos novos.

O QUE ESCOLHER SE QUISER…

– Queimar calorias – RPM, Attack, Combat, Step

– Tonificar – Pump, RPM, Total Condicionamento, Hidroginástica

– Alongar – Balance

O QUE É…

– Body Attack – Aula de aeróbica de alto impacto, com muita corrida, pulos e chutos. Adequado a quem já tem alguma preparação física.

– Body Combat – Combina passos de dança com artes marciais como karaté, kickbox ou capoeira.

– Body Pump – Aula estática com pesos e halteres, que tonifica todo o corpo.

– Body Balance – Conjunto de alongamentos e resistência muscular, que desenvolve o equilíbrio, a flexibilidade, o controlo corporal e a força.

– Total condicionamento – Trabalha todos os músculos do corpo, e devia ser a base de todo o treino…

– RPM – Aula de bicicletas fixas em que se pedala ao som de músicas diferentes. Tem a variante Cycle, que inclui mais exercícios de resistência. Prepare-se para suar a sério.

– Hidroginástica – Se tiver de escolher só uma aula, faça hidro… Não tem contraindicações e fica com um corpo fantástico.

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Relacionados

Beleza

Como gastar 200 calorias por dia em férias

Se conseguir queimar duzentas por dia, e esquecer outras tantas, pode ser o suficiente para perder oito quilos em seis meses. Coragem: nas férias é mais fácil começar...

Beleza

Tenha o corpo de uma estrela de cinema

Faz uma dieta rigorosa e ginástica diariamente, tudo para ficar com a silhueta da Charlize Theron! Mas será que está a ser realista? Descubra qual a celebridade que tem um tipo de corpo igual ao seu e qual o exercício físico que fará de si uma musa!

Beleza

Os melhores exercícios para fazer na praia

Sugestões de exercícios fáceis e simples para fazer na praia, que a vão ajudar a queimar calorias, tonificar os músculos e ficar em forma neste Verão.

Beleza

Como fazer exercício mesmo sem ir ao ginásio!

Não deixe que o stress do trabalho deite a sua saúde por terra. Saiba como bastam pequenas mudanças na sua vida para levar uma vida mais equilibrada.

Beleza

Podemos mudar a forma do nosso corpo?

Quase todas as mulheres estão descontentes com alguma parte do seu corpo: umas gostariam de ter as coxas mais estreitas, outras, a barriga ‘durinha’, e outras ainda, o rabo mais pequeno. Fomos saber se a dieta e o exercício podem ajudar-nos a esculpir o corpo que desejaríamos ter.

Beleza

Etiqueta no ginásio

Agora que os ginásios se enchem de 'atletas' dispostos a recuperar dos erros das festas, vamos saber quais são as regras mínimas de boa convivência num treino.

Beleza

Ténis que ajudam a manter-se em forma

A marca americana Skechers lançou uma nova linha de ténis para caminhada que ajudam a tonificar o corpo. Veja como funcionam!

Beleza

Ginástica para o tipo pimento

Beleza

Ginástica para o tipo cenoura

Mais no portal

Comportamento

3 motivos para o sexo (por vezes) causar apego emocional

Eis a explicação de uma especialista, mestre em Sexologia.

Saúde

Os testes de ovulação valem mesmo a pena quando se tenta engravidar?

Esta é uma das formas de identificar o período fértil.

Beleza

O que há de novo na maquilhagem que vale a pena descobrir

Para os olhos, lábios e uma pele imaculada.

Celebridades

Ryan Reynolds afasta-se dos ecrãs

O ator anunciou uma pausa na carreira.

Diz Quem Sabe

A importância dos lacticínios numa alimentação saudável

Um artigo de opinião da Dra. Fernanda Cruz.

Beleza

Saiba como combater e prevenir a queda de cabelo sazonal

Um problema que é muito comum nesta altura do ano.

Beleza

7 passos para cuidar da pele antes de dormir

Uma rotina tão importante quanto a matinal.

Moda

4 peças em cabedal que são must-haves para o outono

E como usá-las.

Saúde

iMM-Laço Hub nasce como uma nova esperança na luta contra o cancro da mama

Com um laboratório focado na investigação em cancro da mama metastático e uma equipa especializada.

Moda

The Bra Stories: uma campanha pela luta contra o cancro da mama

Assinada pela C&A.

Moda

Andreia Dinis lança marca de roupa

Sugar n’Spice Concept é o novo projeto online da ariz.

Lifestyle

Neste hotel, a reserva de duas noites equivale à oferta da terceira

Aproveite uns dias relaxantes no campo.