Quando as estações do ano mudam, o mesmo deve acontecer com a nossa rotina de cuidados cosméticos.

Agora que o verão ficou definitivamente para trás, é altura de fazer alguns ajustes para encarar as temperaturas mais rigorosas do outono e, em particular, do inverno. O ar mais seco e a baixa humidade do ar característicos desta altura do ano apresentam uma conta alta à pele e se ela não estiver devidamente preparada, acaba por pagar o preço. Isto pode afetar a barreira de hidratação e, por conseguinte, a capacidade de proteção face às agressões externas.

Assim, não é difícil perceber o motivo para os produtos leves de verão – quando a epiderme tende a estar mais oleosa e a humidade do ar é mais alta – não serem tão eficazes no inverno.

Um ano atípico

Não podemos ignorar que a pandemia mudou a nossa relação com o skincare. O confinamento, o teletrabalho e o uso diário de máscaras, entre outros fatores, tiveram (e continuam a ter) um grande impacto. Se, por um lado, se verifica uma menor exposição à poluição e à luz solar, e menos desidratação, por outro, também temos uma diminuição da oxigenação da pele, a possibilidade de sensibilidade cutânea, mais irritações e imperfeições.

Tendo tudo isto em conta, torna-se cada vez mais importante prestar atenção às necessidades sazonais da tez e ajustar as respostas adequadamente. E é aqui que entra o Institut Esthederm. Nos últimos meses, tenho usado o Coffret Eau Cellulaire da marca, composto por apenas três produtos, que tem como objetivo ajudar a superar os danos causados por diferentes estilos de vida, bem como manter uma aparência jovem. Nesse sentido, visa prover um efeito hidratante, desintoxicante e energizante, para potenciar o equilíbrio natural e a hidratação cuidada da pele.

A rotina

Coffret Eau Cellulaire (P.V.P. 38,50€)

O primeiro passo consiste em aplicar o Eau Micellaire Osmopure: uma água micelar 3 em 1 para a higiene diária do rosto, que desmaquilha, limpa e tonifica num único gesto. Faz tudo o que promete. Pela primeira vez em muito tempo, sinto que encontrei uma solução micelar capaz de fazer frente ao best-seller da Bioderma, porque dei por mim a gastar menos algodão (e produto, claro) para limpar o rosto, sem comprometer a eficácia.

Segue-se o Eau Cellulaire Brume. Esta bruma energizante, refrescante e revitalizante promete assegurar a vitalidade e qualidade da tez, otimizando o metabolismo celular. Confesso que vaporizar o rosto e fazer o produto penetrar na pele com leves toques é um dos meus momentos preferidos desta rotina. Isto porque se trata de uma prática que refresca e conforta de imediato, deixando toda a área pronta para receber o hidratante.

Por fim, temos o Eau Cellulaire Gel. Trata-se de um gel que recarrega a pele com água e energia, preservando a juventude cutânea e protegendo a tez dos danos causados pelo meio ambiente. É ideal para peles mistas, como a minha, e pode ser usado nos cuidados diários e noturnos – mais um ponto positivo. Aqui, destaco a frescura e as propriedades hidratantes. Sempre que uso este gel, sinto que o meu rosto estava com sede e que acabei de lhe dar o tal 1,5 L de água recomendado por dia.

Resumindo: a qualidade dos produtos aliada a uma abordagem descomplicada é uma fórmula vencedora! Nos tempos que correm, em que privilegiamos a praticidade mais do que nunca, aquilo que o Institut Esthederm nos propõe é uma rotina tão simples como contar até três.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal