Embora muitas pessoas tenham estrias, não é algo que costumam exibir com orgulho. Contudo, não há motivos para ter vergonha. Somos mais do que corpos e devemos tratar-nos sempre com carinho!

As estrias não passam de cicatrizes na epiderme, normalmente longas e finas, que aparecem quando a pele estira muito e as fibras do tecido conjuntivo se rompem. Isto pode acontecer por vários motivos, incluindo o crescimento, a falta de humectação e até mesmo a gravidez. Beber pouca água também pode ditar o surgimento destas marcas, uma vez que esta é essencial para ajudar a hidratar todas as estruturas do corpo.

“É um rompimento do colagénio que é visível na superfície da pele”, explica a Dra. Sweta Rai, membro da Associação Britânica de Dermatologistas. Inicialmente são vermelhas ou roxas, mas, com o passar do tempo, tendem a atenuar-se e a ganhar um tom esbranquiçado. 

Reunimos algumas coisas que (provavelmente) não sabia sobre estrias:

  1. Os homens também têm estrias. Se pensa que esta é uma preocupação exclusivamente feminina, desengane-se. Nos homens, é comum que as estrias surjam na adolescência, quando há um crescimento acelerado do corpo e alterações hormonais. Para além disso, oscilações de peso ou a prática de musculação também são alguns dos outros ‘vilões’ desta história;
  2. As estrias podem surgir em qualquer parte do corpo, inclusive no rosto, mas são mais frequentes em áreas que tendem a armazenar gordura;
  3. As estrias não aparecem só durante a gravidez. Como já referi acima, as estrias surgem quando a pele estica muito num curto espaço de tempo e são vários os fatores que podem contribuir para o seu surgimento, desde a genética ao estilo de vida;
  4. Nem todas as grávidas têm estrias. Tudo vai depender de determinados fatores como, por exemplo, quanto a barriga cresce, a genética e os cuidados mantidos ao longo da gestação;
  5. Na maioria dos casos, não é possível reverter e eliminar estrias. Sim, há cada vez mais tratamentos promissores, mas é importante alinhar as expectativas e a realidade. A medicina estética não é matemática e existem vários fatores envolvidos, como o tipo de pele e de estria, o procedimento escolhido e a resposta individual ao mesmo;
  6. Ao longo do tempo, a maioria das estrias tende a atenuar-se e algumas desaparecem completamente. Contudo, esse processo pode levar mais de um ano e é importante sublinhar que cada caso é um caso;
  7. Os especialistas recomendam não banalizar condições dermatológicas como as estrias, uma vez que, para algumas pessoas, elas podem ter um impacto psicológico e emocional duradouro;
  8. As estrias podem surgir como efeito colateral de doenças. O cancro da glândula suprarrenal, por exemplo, eleva a produção de cortisol, que faz surgir estrias. Em caso de dúvida, consulte um médico e faça exames periódicos;
  9. A cor depende do tempo do estiramento das fibras. As estrias vermelhas são as mais recentes e têm essa cor porque ainda existe circulação sanguínea no local, com o intuito de recuperar o dano. Passado um tempo, a vascularização vai diminuindo e mudam de cor. As estrias brancas, por sua vez, são as mais antigas e já não apresentam reação inflamatória. Ou seja, a irrigação sanguínea está baixa e, por isso, ficam dessa cor;
  10. As estrias mais difíceis de se tratar são as brancas, pois são mais profundas e requerem um tratamento longo, sendo que os resultados não são garantidos, em clínica.

Palavras-chave

Relacionados

Body Shaper

A receita caseira que ajuda no tratamento das estrias

No episódio de hoje da rubrica Body Shaper Activa, partilho uma dica para lidar com estas lesões na pele.

Celebridades

Confiante, Kourtney Kardashian exibe estrias na anca

Os fãs louvaram a atitude da estrela.

Mulheres Inspiradoras

Iskra Lawrence mostra celulite e estrias em nome do amor-próprio

"Vocês são bons o suficiente tal como são. Os vossos corpos e vidas não precisam de retoques."

Mais no portal

Diz Quem Sabe

Tudo o que precisa de saber sobre a reabilitação oncológica

Um artigo de opinião assinado pelo médico Énio Pestana, do Hospital CUF Cascais, sobre este tipo de cuidados.

Beleza

Conheça as grandes vantagens dos champôs sólidos

Preparámos também uma lista de produtos que pode incluir na sua rotina de cuidados capilares.

Nas Bancas

Como salvar as suas plantas

Na ACTIVA Verde, já em banca, os conselhos para escolher e cuidar das suas plantas.

Nas Bancas

Este casal mostra-nos como é viver "fora da rede"

Uma casa de madeira foi o início da mudança.

Nas Bancas

Receitas (de chef): desperdício zero

Sabia que está a deitar fora uma das melhores partes dos seus legumes?

Comportamento

A sustentabilidade chegou ao sexo

Conheça quatro formas de ajudar a salvar o planeta entre quatro paredes.

Moda

7 coleções que mostram que a moda sustentável é o estilo do futuro (a começar agora)

Coleções sustentáveis que são um “must-have” para receber o calor

Saúde

Experimentei um copo menstrual pela primeira vez - e foi assim que correu

Nunca é tarde para tomar uma decisão com impacto positivo no ambiente.

Beleza

Saiba como criar uma rotina de beleza mais sustentável

Pequenas mudanças de hábitos podem fazer uma grande diferença no compromisso com a sustentabilidade.

Lifestyle

Faça você mesma: receitas de detergentes ecológicos

Para além destas seis sugestões, partilhamos outros truques que podem ajudar o lar a ser mais "eco-friendly".

Nas Bancas

Activa Verde: é urgente mudar o futuro

Nas bancas!