Por ocasião do casamento de Anita da Costa (agora Anita da Costa Castanheira), falámos com a noiva sobre a importância da maquilhagem para o visual de um dia tão especial. E a ‘influencer’ reconheceu que sabia bem o que queria: “O conceito para maquilhagem sempre foi fácil! Sabia que queria uma cara fresca e luminosa. Queria uma maquilhagem simples, que não é de todo simples fazer. Queria o ar de “acordei assim”, tive uma ótima noite de sono, apanhei 30 minutos de sol, fiz uma caminhada na natureza, fiz uma máscara, bebi sumos verdes e a minha pele está cheia de luz.. No fundo, como todas nós gostávamos de acordar todos os dias. E sabia que a Tinoca era a pessoa ideal para fazer isso!” O que não queria? “Maquilhagem carregada e dramática. Nada contra, só não é o meu género, muito menos no dia do meu casamento.”

Maquilhada com produtos Givenchy, quisemos saber como surgiu a parceria: “Foi uma escolha óbvia! A Givenchy fez-me o convite e o sim foi imediato! É uma marca com a qual me identifico e que de facto uso imenso. Adoro a linha L’intemporel de skincare. Tem palettes de sombras e batons com cores lindas, e bases ótimas.” Por outro lado, “a Tinoca é muito boa maquilhadora, incrível a fazer pele. Foi a primeira pessoa que me veio à cabeça quando pensei na maquilhagem para o big day. Também foi uma escolha muito fácil!

A responsabilidade esteve assim nas mãos de Tinoca que, em resposta às nossas questões, começou logo por afirmar que não acredita que exista maquilhagem de dia, de noite, de noiva, enfim, como se convencionou chamar. “Devo estar a ser ostracizada pela indústria da cosmética neste momento [risos]. Mas na minha opinião existe apenas maquilhagem, adaptada a cada pessoa e às suas características físicas e gosto pessoal. Se, por um lado temos a noiva que gosta de uma make up no make up, também temos a noiva que gosta de olhos esfumados e até algum glitter ou mesmo boca vermelha. Por isso maquilhagem é maquilhagem adaptada a cada um e a cada circunstância”.

No caso da maquilhagem da Anita, foi escolhida entre as duas: “Já conheço a Anita há alguns anos e sabia logo que seria algo natural, mas com luminosidade. Ambas gostamos do mesmo tipo de make up que realça a beleza natural e da pele apenas com ligeiro toques de sofisticação. A Anita tem uma beleza natural e uma textura de pele invejável, por isso só poderia ser algo natural e luminoso”. E como se alcança esse efeito? Tinoca explica: “quando queremos conferir à pele e ao rosto alguma luminosidade localizamos em pontos específicos materiais e texturas que dão luz e realce nesses mesmos pontos para criar dimensões no rosto. Para não parecer bidimensional e sim tridimensional. É tudo um jogo de claro/escuro, mas atenção com passagens e aplicações muito subtis. Para criar esse efeito é necessário todo um conjunto de produtos que vão trabalhando em parceria.”

Tinoca usou o creme em bruma l’intemporal Blossom como primer e finalizante a base da linha Prisme, as sombras em creme Ombre Interdite e os iluminadores Shimmer Powder. “Nestas situações é muito importante aplicar muito pouco pó matificante apenas localizado, por exemplo nas abas do nariz, queixo, testa…”

Mas devemos pensar apenas no rosto num dia tão importante? A maquilhadora deixa uma dica importante:Existem sempre alguns retoques e detalhes a finalizar após se colocar o vestido. Por exemplo peito, costas, braços e mãos devem ser também cuidados com luminosidade, seja apenas com creme (que não manche) ou mesmo com iluminadores, não demasiado brilhantes. E obviamente verificar se tudo está impecável para o grande momento como, por exemplo, o batom…”

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal