@alexandrapereira

Certamente já ouviu dizer que quanto mais colorido for um prato, mais saudável ele é. Este é um dos princípios mais importantes de uma boa alimentação, pois as cores dos alimentos estão diretamente relacionadas com os benefícios que eles oferecem para a saúde.

Essas propriedades devem-se à presença dos compostos fitoquímicos, substâncias encontradas em alimentos de origem vegetal que não são consideradas nutrientes, mas causam diversos efeitos no organismo, tendo um papel importante na prevenção de doenças e na manutenção da saúde, incluindo da pele. Com isso em mente, explicamos como é que a cor dos alimentos pode beneficiar o bem-estar da derme.

Vermelho

Os fitoquímicos presentes nos alimentos vermelhos, com alto teor de licopeno, antocianinas e ácido elágico, são antioxidantes, o que reforça a nossa defesa contra o envelhecimento cutâneo e os danos causados pelo sol e fatores ambientais. Os raios ultravioletas promovem a formação de radicais livres que podem danificar as células da pele. O licopeno atua como um escudo protetor para defender as células da pele desse ataque. 

Cor-de-laranja

Quanto mais alaranjado for um alimento, maior é a concentração de betacaroteno, um carotenoide antioxidante. Isto é sinónimo de um maior poder antioxidante e de mais propriedades de saúde como fotoproteção oral, redução do risco de alguns tipos de cancro e cardiopatias. Muitos destes alimentos também contêm Vitamina C, um cofator para a produção de colagénio.

Amarelo

Estas opões são importantes para a saúde dos olhos, mas também da pele, na medida em que combatem os efeitos nocivos do sol e de irritantes ambientais. Os alimentos ricos no carotenoide luteína ajudam a preservar o colagénio, além de auxiliarem na manutenção e renovação da pele. As curcuminas, presentes na curcuma, também são pigmentos amarelos com funcionalidades antioxidantes e anti-inflamatórias. 

Verde

Há um motivo para os sumos verdes serem tão populares. Consumir alimentos verdes promove a desintoxicação, reduz a inflamação e melhora a digestão. As folhas verdes, por exemplo, ajudam a melhorar a circulação e a nutrição celular, o que tem reflexos no viço e hidratação da pele. A clorofila presente nestes alimentos também protege a pele devido às propriedades antivirais.

Azul e roxo

Estes alimentos são ricos em flavonoides, que combatem os radicais livres, protegem contra danos celulares e mantêm a aparência mais jovem. No que diz respeito a doenças crónicas da pele, esses alimentos podem reduzir a resposta inflamatória do corpo e promover a desintoxicação.

 

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal