Michael Jackson volta a ser notícia, desta vez devido a documentação divulgada pelo FBI, sobre investigações relacionadas com o cantor.

Um dos casos remonta a 1992, a uma investigação a um individuo que ameaçou matar Michael Jackson e o presidente norte-americano
George Bush.

O homem envolvido,
Frank Paul Jones, era um fã de Jackson e chegou a ser sentenciado a dois anos de prisão, depois de ter sido detido perto da casa de Michael, em Los Angeles.

Nos relatórios constam algumas cartas enviadas pelo individuo, onde fazia ameaças: "Se não me detiverem ou não resolverem o meu problema, tentarei matar o presidente
George Bush" disse numa carta. "Irei cometer um assassinato em massa num concerto de
Michael Jackson e pessoalmente mata-lo se ele não pagar" ameaçou noutra.

Além deste caso, há vários documentos relacionados com casos de assédio sexual a menores, em que alegadamente o cantor estaria envolvido.


Clique para subscrever a NEWSLETTER ACTIVA.pt!


Siga-nos no Twitter


Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal