109728252.jpg

Steve Jobs

Se o iPhone, o iPad, o iPod, o iMac e o iTunes fazem parte do nosso quotidiano, a responsabilidade é de um homem: Steve Jobs, o criador e CEO da Apple, que morreu ontem, dia 5 de outubro, aos 56 anos.

Segundo um comunicado da própria Apple, Steve Jobs morreu pacificamente, na companhia da família. É do conhecimento público que Steve lutava há já alguns anos contra um cancro hepático, que lhe foi diagnosticado em 2004. Na época, os médicos deram-lhe seis meses de vida. Steve não cruzou os braços, continuou a trabalhar e viveu mais sete anos, período em que a sua influência nunca se deixou de sentir, quer na Apple como na sociedade contemporânea.

O percurso de Steve na Apple não foi linear. Esteve à frente da empresa até aos 30 anos, altura em que desavenças com o sócio o levam a afastar-se. Steve regressa em 1997, desempenhando desde então o cargo de CEO, até que o estado frágil da sua saúde, em Agosto deste ano, o leva a renunciar ao cargo.

Quando Steve regressa à Apple, em 1997, ‘salvou’ da falência a empresa numa época em que parecia impossível lutar contra os grandes, como a Microsoft ou a IBM. O seu espírito visionário revolucionou o conceito de computador pessoal, com o iBook, mudou a nossa relação com a música, lançando, em 2001, o  iPod, que se tornou sinónimo de leitor de mp3, e comprando a iTunes, a loja online de música da Apple. Steve mudou para sempre a indústria dos telemóveis com o lançamento do iPhone, em 2007, o smartphone que ainda não encontrou rival à altura. Mas Steve foi ainda mais longe, foi durante o seu reinado que surge o iPad, o tablet que desde então obrigou toda a indústria a repensar o conceito de PC e de entretenimento.

Na homepage do site da Apple apenas a fotografia de Steve Jobs, o seu nome, e data de nascimento e morte.

Mensagens de pesar pela morte de Steve Jobs chegaram de todo o lado. Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, escreveu: “Steve, obrigado por teres sido um mentor e um amigo.  Obrigado por me mostrares que aquilo que criamos pode mudar o mundo. Vou sentir a tua falta.”

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Saúde

Menopausa: vamos falar sobre como viver melhor esta fase

Um artigo de opinião assinado pela Dra. Marina Gonçalves, diretora do centro de medicina digital P5, a propósito do Dia Mundial da Menopausa (18 de outubro).

Saúde

Dicas que ajudam a melhorar a qualidade de vida das mulheres após a menopausa

A propósito do Dia Mundial da Menopausa (18 de outubro), uma ginecologista e uma fisioterapeuta de pavimento pélvico partilham algumas informações úteis.

Saúde

Os motivos para o IMC ser um método ultrapassado para avaliar o peso e a saúde

Trata-se de um sistema falho e, como tal, não deve ser a única referência para determinar se uma pessoa é (ou está) "saudável".

Moda

Este truque de styling deixa os cadigãs mais elegantes

É simples, mas faz uma grande diferença.

Pera Doce

Já conhece o Otro lado do luxo?

O que têm em comum a perfumaria de nicho, o design e a arquitetura, a alfaiataria de luxo e o chef Vitor Sobral? Foi isso mesmo que fomos descobrir no primeiro restaurante do grupo OTRO.

Celebridades

Adele dita as próximas tendências da estação com look outonal perfeito

Das cores, passando pelos tecidos, às silhuetas, a cantora acertou em cheio.

Celebridades

Kourtney Kardashian e Travis Barker estão noivos

Veja as fotografias do momento em que o músico pediu a empresária em casamento.

Beleza

Seda ou cetim? A melhor opção de fronha para cabelos afro

Deixar tecidos como o algodão de lado faz maravilhas pelos cabelos com textura durante a noite.

Moda

Mafalda Carvalho mostra os desfiles (e as emoções) do último dia de Portugal Fashion

Veja tudo o que aconteceu na Alfândega do Porto.

Lifestyle

A Pizzaria Luzzo é uma das pérolas da Graça

Da comida ao ambiente, tudo é pensado para proporcionar refeições (e momentos) super agradáveis.

Lifestyle

Esta câmara trendy foi concebida para tirar selfies

Ela permite tirar, imprimir e partilhar fotografias em movimento. Um sonho para a Geração Z.