Miley Cyrus sabia que todas as atenções estariam postas sobre si na noite da entrega dos prémios MTV Europe Music Awards, na Holanda.  Depois da polémica performance com Robin Thicke nos Video Music Awards da MTV, a cantora voltou a surpreender.

No seu já habitual registo rebelde, a norte-americana subiu ao palco para receber o prémio de melhor vídeo do ano com o tema ‘Wrecking Ball’. Miley agradeceu aos fãs por terem votado nela numa das principais categorias da noite e, enquanto remexia na carteira, afirmou: ” Não tenho espaço aqui para guardar o prémio mas encontrei isto…” Retirou depois da carteira aquilo que aparentou ser um cigarro de cannabis, que acendeu em palco sem qualquer cerimónia.

Antes de receber o prémio, Miley já tinha subido ao palco de Amesterdão para cantar o single que seria vencedor , ‘Wrecking Ball’. Durante a performance no grande ecrã foi projetada a cara de choro da norte-americana, em vez das imagens do vídeo original. Neste momento da noite, optou por usar um reduzido bodie branco com um cinto dourado. Antes disso, já tinha usado um look do outro mundo, vestida de astronauta para cantar ‘We can’t stop’.

Em jeito de provocação, Miley não dispensou o célebre twerk, a dança ousada que tanta polémica causou há pouco dois meses. Mas, desta vez, dividiu o palco com uma anã, com quem dançou de forma atrevida.

A ex-princesa da Disney chegou ao evento com um mini-vestido com fotos dos rappers Biggie Smalls e Tupac Shakur, no qual podia ler-se a frase “Por favor parem a violência”. Como sempre, deixou-se fotografar de língua de fora.

Na mesma noite Justin Bieber foi, pelo quarto ano consecutivo, considerado o melhor artista masculino. Katy Perry levou para casa o prémio de Melhor Artista Feminina e Bruno Mars venceu a categoria de Melhor canção.

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal