Schu.jpg

AFP/Getty Images

Michael Schumacher voltou a ser operado na noite de segunda-feira, na tentativa de diminuir a pressão do cérebro causada pelo grave traumatismo craniano. Segundo informações da equipa médica, após o procedimento, um novo exame apontou para uma ligeira melhoria no quadro clínico.

"Temos alguns sinais para achar que a situação está mais controlada", afirmou Jean-Francois Payen, um dos membros da equipa médica que anteriormente já tinha referido que o ex-piloto estava a "lutar pela vida". De acordo com os médicos, as próximas horas serão cruciais para a melhoria do estado de saúde de Schumacher, que continua em coma induzido.

"Foi uma decisão difícil. Mas decidimos eliminar um hematoma. O nível de pressão intracraniana melhorou. Mas os exames mostram que existem outras lesões. Não se pode afirmar que ele está fora de perigo, porque as coisas podem evoluir muito rapidamente, tanto para melhor quanto para pior, mas o estado geral está melhor do que ontem. Ainda não podemos dizer em que estado estará em quando acordar ", explicou Emmanuel Gay, um dos cirurgiões do Hospital Universitário de Grenoble.

Michael Schumacher, sete vezes campeão mundial de Fórmula 1, embateu com a cabeça numa rocha, quando esquiava fora de pista na estância de Méribel, nos Alpes franceses.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal