GettyImages-510335582.jpg

Kevork Djansezian

Jane Fonda, 78 anos, fez uma revelação surpreendente. Num ensaio, a atriz diz que chegou 30 anos atrasada ao feminismo e entra em detalhes em relação à sua jornada para se tornar feminista, que nasceu de forma complexa. “Fui lenta a chegar aqui”, admitiu.

A estrela citou um artigo que escreveu nos anos 70, no qual dizia não perceber o Movimento pela Libertação das Mulheres. Um cenário que mudou quando se tornou ativista anti-guerra e conheceu algumas feministas, incluindo uma anónima que discursou para um grupo de soldados.

“A mulher disse que se existisse verdadeiramente igualdade entre homens e mulheres, seria bom para ambos os sexos”, recapitulou. “Não é uma questão de as mulheres ficarem com parte da vossa tarde, é sobre partilhar a tarde e torná-la maior. Todos ganham. Meninos, homens, mulheres, raparigas, a Terra, tudo”.

A partir daí, Fonda começou a identificar-se como feminista, mas foi preciso superar o seu “sexismo interiorizado”.

“Quando entrei na adolescência, o espetro da feminilidade apareceu, tudo o que importava era o meu aspeto e integrar-me”, escreveu. “Esvaziei. Quase tudo interessante em relação a mim recolheu-se para fora e passou a residir ao lado do vazio”.

A atriz veterana admite que odiava o próprio corpo, algo que se refletiu num distúrbio alimentar e na escolha de homens que não reparavam porque tinham os seus próprios “problemas”. Tornar-se sexagenária inspirou uma nova forma de pensar.

“Quando completei 60 anos e entrei no meu terceiro e último ato, decidi que, independentemente do quão assustador fosse, precisava de curar as feridas que o patriarcado me infligiu”, disse. “Não queria chegar ao fim da minha vida sem fazer os possíveis para me tornar uma mulher inteira, com voz própria”.

Jane Fonda disse ainda que a sua jornada é externa, interna, pessoal, política e sobre “lentamente tornar-se o sujeito da própria vida”.

“Demorei 30 anos a percebê-lo, mas não faz mal desabrochar tarde, desde que não se perca o espetáculo de flores”.

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA e receba o perfume da Carven. Dans Ma Bulle Assine já

Mais no portal

Diretoras da Executiva.pt inspiram com histórias de mulheres no poder em Portugal

O que une as maiores empreendedoras nacionais? O que distingue uma mulher no poder de um homem? É fácil para uma mulher de um alto cargo conciliar carreira e profissão? Maria Serina e Isabel Canha respondem a estas e a outras questões!

A coleção de Beyoncé para a Adidas esgotou em 24 horas

Conheça as novidades que levaram celebridades e fãs à loucura.

Calças efeito balão para usar em qualquer parte do mundo

Um dos must-have desta temporada.

Fã de um estilo pouco convencional e criativo? Então olhe bem para estes ténis

Diz quem sabe: A verdade sobre as dietas detox

Estes programas visam uma suposta desintoxicação no entanto é dúbio qual ou quais são os “tóxicos” visados na mesma.

Kim Kardashian mostra o interior de mais 5 dos seus frigoríficos

A socialite voltou a fazer uma visita guiada a divisões da sua mansão em Los Angeles.

Instagram passa a sinalizar as imagens com Photoshop

Saiba o que vai mudar na rede social.

Oprah Winfrey ensina a fazer o chá perfeito

A apresentadora aprendeu a preparar a bebida com uma família indiana.

Isabel II decidiu não fazer desta vez a vontade a Harry

O anúncio foi feito este sábado pelo Palácio de Buckingham.

As referências que marcam o estilo de Jean Paul Gaultier

O estilista, que completa 50 anos de carreira, anunciou que vai deixar as passareles.

Kylie Jenner anunciou que vai lançar uma linha de maquilhagem dedicada a Stormi

E a internet não está a saber lidar.

Inspire-se no estilo de Valentina Ferragni com estas peças de roupa

A irmã de Chiara Ferragni é também um exemplo a seguir no mundo da moda.

Assine 1 ano (12 edições) por 42€ e receba um perfume Carven

Assine Já!