A indicação era para as convidadas irem de preto, mas a Kate Middleton evitou o dress code dos BAFTA este domingo à noite, dia 18 de fevereiro.

A mulher de William, grávida do terceiro filho, surgiu na passadeira vermelha dos mais importantes prémios do cinema britânico num vestido verde-escuro, de assinatura Jenny Packham, apenas com um cinto em cor preta, contrariando assim tendência geral. O motivo prende-se com o facto de, como membro da família real, a Duquesa de Cambridge ter de se manter neutra relativamente a qualquer campanha ou movimento de cariz político, nem estar autorizada a fazer declarações de natureza política. Porém, há quem veja na faixa preta um apoio subtil ao movimento Time’s Up ou no verde-escuro do vestido uma homenagem ao movimento das Suffragettes, que, no início do século XX, usaram a cor para representar a esperança, na sua luta pelo direito de voto das mulheres. No entanto, apesar das múltiplas leituras a que se prestou o look de Kate, o Palácio de Kensington Palace recusou-se a comentar o significado da cor do vestido ou do cinto.

As mulheres que marcaram presença nos BAFTA receberam uma carta antes de cerimónia, encorajando-as a vestirem de preto, como uma tomada de posição contra o assédio e a agressão sexual, bem como as desigualdades na indústria do entretenimento. À semelhança do que sucedeu nos Golden Globes Awards, o repto foi aceite e a red carpet dos BAFTA encheu-se de vestidos pretos.

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA e receba dois coffrets da Rituals Assine já

Relacionados

Cabelos: os essenciais de Kate Middleton em viagem

A cabeleireira pessoal da Duquesa de Cambridge revelou tudo no Inst...

Vestidos de noiva: quatro modelos em que Meghan pode ter encontrado inspiração

Os olhos do mundo estarão postos na atriz norte quando esta trocar ...

O segredo de Kate para ter penteados sempre impecáveis

Está em todo o lado e é extremamente acessível.

Mais no portal

ASSINE 1 ANO (12 edições) POR 30€ E RECEBA 30€ EM OFERTAS

Assine Já!