Quando lhe dói o ouvido

A maior parte das vezes, as otites infantis não têm grande gravidade, mas também podem assumir contornos mais sérios. É bom, por isso, que os pais saibam o essencial sobre esta infecção. Reconhecer correctamente os sintomas e ir ao médico atempadamente pode poupar muitas dores ao seu filho. Até aos quatro anos é relativamente vulgar as crianças sofrerem de algum tipo de otite.
Isto acontece porque a trompa de eustáquio, o órgão que liga o ouvido à parte de trás do nariz, ainda está em formação. "Vai passar de uma posição mais ou menos horizontal para uma posição inclinada, processo que não facilita o funcionamento do ouvido. É um problema fisiológico, que desaparece com o crescimento do crânio", explica o otorrino Fausto Machado.

Tipos de otite
As otites distinguem-se pela parte do ouvido que afectam: o ouvido externo, o ouvido médio (cavidade preenchida por ar dentro do osso temporal e que contém três pequenos ossículos articulados que amplificam o som) e o ouvido interno ou labirinto.

EXTERNA Geralmente devese a uma infecção por bactérias causada por excesso de humidade, entrada de água (comum quando andam na natação) ou substâncias irritantes. Também se pode dever ao uso de cotonetes, que empurram o cerume para dentro do canal auditivo, facilitando a retenção de água, o que incentiva a proliferação de bactérias e fungos.
MÉDIA – É a mais comum nas crianças. Por norma, está ligada a complicações infecciosas das vias aéreas (como gripes ou sinusites), mas também pode ocorrer depois do contacto com outras crianças doentes. Os bebés podem desenvolver esta otite quando tomam o biberão deitados, porque a posição facilita o refluxo de leite pela trompa de Eustáquio, favorecendo uma infecção.
LABIRINTITE – É a mais grave e bastante perigosa devido à proximidade do labirinto (parte do ouvido interno) do sistema nervoso central. Pode causar transtornos do equilíbrio, já que o ouvido interno é responsável pelo nosso sentido espacial.

Sinais de alarme
Febre, choro constante, irritabilidade e náuseas são alguns dos sintomas das otites. No caso dos bebés, nem sempre é fácil detectá-los. Desconfie se ele mexer constantemente no ouvido e tiver febre alta.

A forma de tratar
A maior parte das otites é viral e não precisa de ser tratada com antibióticos. Mas também podem ser bacterianas, ou fúngicas, e só o otorrino pode fazer o diagnóstico certo.
O tratamento atempado é especialmente importante para evitar danos permanentes no canal auditivo, o que pode até nalguns casos interferir no desenvolvimento normal da linguagem na criança.

O que fazer durante a doença
Os analgésicos podem ajudar a baixar a febre, se existir. Tente acalmá-lo e distraí-lo, já que o choro aumenta a pressão no ouvido, causando mais dor, e mantenha-o sentado ou em pé, já que a posição de deitado aumenta a pressão intracraniana e as dores de ouvidos.

PREVINA ANTES DE REMEDIAR
. Os cotonetes são para deitar no balde do lixo. Os ouvidos devem ser limpos com uma toalha apenas.
. Não vale a pena proteger os ouvidos das crianças no banho, praia e piscina. "A entrada de água é normal e é contranatura proteger ouvidos saudáveis", diz Fausto Machado.
. Evite que se acumulem as secreções nasais.
. Não alimente os bebés deitados.

Mais no portal

Imagem de Sucesso

As regras de estilo para escolher "looks" mais frescos sem descurar a elegância

Este é o tema do novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso.

Diz Quem Sabe

Ervilha amarela: uma nova alternativa aos alimentos de origem animal?

Um artigo de opinião assinado pela nutricionista Ana Leonor Perdigão.

Diz Quem Sabe

Tudo o que precisa de saber sobre a reabilitação oncológica

Um artigo de opinião assinado pelo médico Énio Pestana, do Hospital CUF Cascais, sobre este tipo de cuidados.

Saúde

Podcast: Sandra Gomes Silva responde às nossas questões sobre vegetarianismo

Os prós e os contras de um tipo de alimentação que leva em conta preocupações éticas e ambientais. Afinal, precisamos mesmo da carne para sermos saudáveis?

Saúde

O vegetarianismo melhora a vida sexual? Eis o que diz a Ciência

Não podemos subestimar o poder de uma dieta à base de plantas.

Mulheres Inspiradoras

Tem mesmo de conhecer estas ambientalistas portuguesas

Aqui ficam alguns exemplos de mulheres que renovam diariamente o compromisso de conservação e preservação ambiental.

Beleza

Conheça as grandes vantagens dos champôs sólidos

Preparámos também uma lista de produtos que pode incluir na sua rotina de cuidados capilares.

Nas Bancas

Como salvar as suas plantas

Na ACTIVA Verde, já em banca, os conselhos para escolher e cuidar das suas plantas.

Nas Bancas

Este casal mostra-nos como é viver "fora da rede"

Uma casa de madeira foi o início da mudança.

Nas Bancas

Receitas (de chef): desperdício zero

Sabia que está a deitar fora uma das melhores partes dos seus legumes?

Comportamento

A sustentabilidade chegou ao sexo

Conheça quatro formas de ajudar a salvar o planeta entre quatro paredes.