Como caçar um milionário

Isto podia ser um artigo puramente de graçolas. Não é. Pelo menos, puramente. O blog de negócios da CNN apresenta-nos três maneiras de sair da crise: ganhar a lotaria, aprender a gerir as suas finanças ou casar com um milionário. Sendo que a primeira não depende lá muito de nós e a segunda dá muito trabalho, resta a terceira. Não se pode dizer que seja original, mas ao que parece a caça ao milionário, tal como a caça à perdiz, é um ofício em vias de extinção.

Se já está a perguntar, então é como é que eu caso com o tal milionário, a CNN também apresenta a solução: Ms. Lisa Johnson Mandell escreveu um livro precisamente intitulado ‘Como caçar um milionário’, e não contente com isso, dá aulas sobre o assunto. E há quem vá.

Então vamos lá à caça. O que é que é preciso fazer, segundo a nossa guru? Estes foram os conselhos que ela deu aos seus 100 alunos (98 mulheres e dois homens. Um deles parece que fugiu a meio, e quanto ao outro, não chegámos a perceber o que estava lá a fazer, a não ser que fosse um milionário encapotado a querer infiltrar-se e descobrir os segredos da oposição, ou quisesse caçar um milionário gay, que também os há).

Seja apetecível – Vista-se às cores e use sapatos de salto alto. Parece que nenhum milinário vai atrás de alguém que não enfeite uma sala e use Doc Martens, que fazem imenso barulho no chão de madeira do palacete da mãe dele.

Seja ‘aproximável’ – Se usar os saltos agulha para lhe furar o umbigo ou se puser a dizer que apesar de ter nuances também tem um mestrado em geopolítica internacional aplicada à astrofísica, nenhum milionário há-de querer ser caçado.

Vá aos sítios certos – Se passar a tarde no SPA Maribel a aplicar unhas de gel quadradas ou frequentar a tasca do Chico Zé com os seus colegas do ginásio para comer percebes e ver os jogos da Taça da Liga com o Carcavelinhos contra o Barreirense, é pouco provável que encontre algum milionário.

E o que não fazer:

Não fale demais – Não se ponha a dizer que quer ser a mãe dos filhos dele, que o Benfica anda agora muito em baixo, que o seu ex era um sacana com pinta de serial killer que lhe fugiu com as pratas e o faqueiro e a Soraia Patrícia (não era a amante, era a Yorkshire Terrier), que por causa disso você desenvolveu uma aversão a todos os homens pobres e com pinta de serial killer, além da verruga vaginal que de certeza que também é culpa dele.

Não esteja nervosa – Se não souber o que responder, pergunte. Todos os soldados sabem que a melhor defesa é o ataque.

Não lhe salte para a, enfim, espinha – Não vá com muita sede ao pote (ai esta ainda é pior que a da espinha). Quer dizer: os milionários são como todos os outros homens e ao que parece não querem sexo no primeiro encontro, diz a Lisa. Quer dizer, querer querem, mas como as nossas avós e a Lisa avisavam, não compensa.

Segundo Lisa, as mulheres não deviam ter vergonha de querer caçar um milionário. Afinal, diz ela, nenhum homem tem vergonha de querer caçar uma top-model. Claro que a teoria tem vários problemas: primeiro, qualquer milionário de jeito topa uma ‘caçadora’ à distância, foi a primeira coisa que as mãezinhas lhes ensinaram em pequeninos ainda antes de abrirem alas ao Nodi. Segundo, é lamentavelmente machista porque ninguém dá aos homens, coitados, dicas de como caçar uma milionária (mas aguentem, que qualquer dia inda havemos de colmatar essa lamentável lacuna aqui no site). E terceiro, com franqueza, onde é que hoje em dia vocês ainda encontram um milionário mais ou menos caçável?

Mas relaxem: no caso de não encontrarem nenhum ou de os vossos encantos não serem suficientes para o agarrar, podem sempre escrever um livro sobre a coisa. Parece que funciona ainda melhor do que casar com ele.

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal