Ideias para levar qualquer homem à loucura

*Swing. Em Portugal, vive ainda na clandestinidade, enquanto lá fora é a moda do momento. Mas a troca de casais não é sinónimo de ‘vale tudo’. Os dois elementos do casal têm de respeitar a vontade um do outro e estabelecer sinais que lhes permitam saber se, quando conhecem eventuais parceiros, estes são, ou não, do agrado de ambos. Também os clubes de swing apresentam regras rígidas: para o casal entrar, tem de ser convidado por frequentador habitual. Nesses espaços deve reinar a boa educação e o respeito, pelo que ‘não’ significa mesmo ‘não’ e a confidencialidade é cem por cento garantida. Se tiver curiosidade, o site www.swingersportugal.com explica-lhe tudo





* Lubrificante com anestesiante. ‘Será que dói?’, perguntam muitas mulheres quando a questão é sexo anal. Depende, é claro, do grau de descontracção de cada uma, mas este tipo de produto faz a mulher sentir-se mais ‘protegida’ e entregar-se sem stress a esta prática. À venda em qualquer sex-shop. As mais tímidas podem encomendá-lo em www.lojasexo.com





* Bondage. Está definitivamente a invadir a vida sexual de cada vez mais pessoas. O que é? São jogos de dominação light (levemente inspirados no sadomasoquismo), que incluem o recurso a sapatos de salto agulha, lingerie sensual, um par de meias de vidro ou de rede, umas algemas ou um lenço que sirva para amarrar um dos parceiros à cama, ficando um no lugar de dominador e o outro de dominado (conforme os gostos…).





* Sexo ao vivo. Há quem diga que todos temos um voyeur dentro de nós: quem não espreitaria um casal a fazer sexo se tivesse a certeza que não seria apanhado? Ora essa é uma fantasia fácil de realizar. No Megasex (Calçada da Glória, 2, em Lisboa), tem possibilidade de assistir a um show de sexo ao vivo numa cabine privada, longe de olhares indiscretos.





*Striptease de profissional. Teresa Mendes, professora do Círculo de Dança de Lisboa , ensina esta dança de forma livre de preconceitos. Se nos Estados Unidos e em França já se generalizou, porque não em Portugal? Nada como uma dança de varão para dar um toque diferente às suas noites. Informações pelo tel.: 217 120 600 ou no site www.circulodedancadelisboa com Preço: 150 euros (oito aulas de uma hora).





* Depilação artística . Fazer desenhos na zona púbica é uma invenção que chegou do Brasil e que está a ter êxito em terras lusas. Flores, borboletas ou setas, tudo é permitido no Instituto Vanlouicci, na Av. João XXI, em Lisboa (tel.: 21 874 31 54).



Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Relacionados

Mais no portal