Já muitos pais apanharam sustos quando faziam às crianças a pergunta da praxe quando não se tem mais nada de que falar, e receberam impavidamente respostas como: "quero ser solteiro", ou "caçador de lagartos", ou mesmo laconicamente "rico."

Quando eles são pequenos, facto e fantasia misturam-se alegremente e eles mudam de profissão todos os dias conforme os filmes que vêem, as pessoas que conhecem ou os sítios onde vão. Uma noite no circo tem logo como resultado que metade da família pretenda ganhar a vida como trapezista ou domador de elefantes (nunca ninguém quer ser palhaço, os mais pequenos percebem instintivamente quais são os empregos com mais ‘status’), um tio médico faz com que pelo menos metade dos sobrinhos queira usar estetoscópio, e uma prima bailarina inspira metade das meninas a inscreverem-se na dança. E se há quem queira ser solidamente ‘cozinheiro’ durante anos a fio, também há quem mude de profissão todos os dias, hoje astronauta, amanhã zoólogo.

Depois também há as ‘profissões da moda’: as raparigas querem todas ser modelos e os rapazes futebolistas, e tanto rapazes como raparigas querem ser actores e jornalistas. Muitos dos mais velhos já escolhem as profissões baseados naquilo que vão ganhar, que é uma abordagem prática mas nem sempre tão realista como parece…Afinal, a gratificação imediata não existe, e passar a vida toda a exercer uma profissão com a qual não se tem a mínima afinidade só por casua do dinheiro, não parece lá muito boa ideia como proposta de futuro.

É possível adivinhar?

Há de facto famílias que parecem apresentar certa predisposição para uma profissão: toda a gente conhece clãs de médicos, advogados, empresários, políticos, escritores, ou toureiros. Mas também aparecem génios da música em famílias onde toda a gente é dura de ouvido até à quinta geração, e bailarinos educados por militares, e agricultores no fim de uma longa linhagem de citadinos.

O que é inegável é que desde pequenos eles vão dando sinais que mostram para que área se inclinam mais. Segundo os psicólogos, existem pelo menos sete tipos de inteligência:

– Visual – São os que, para explicar qualquer coisa, pegam imediatamente em caneta e lápis. Gostam de desenhos, de mapas, de puzzles, de tirar fotografias e de fazer esquemas, e no futuro podem dar em artistas, gráficos, arquitectos, decoradores, engenheiros.

– Verbal – São talvez os mais fáceis de reconhecer: são os que têm ‘jeito para línguas’ os que explicam tudo muito bem explicadinho, os que andam sempre agarrados a um livro e escrevem diários e poemas. Podem vir a ser escritores, jornalistas, professores, advogados, tradutores.

– Lógico – Não se atrapalham nada com números, gostam de desafios, são sensatos e analisam tudo antes de tomar decisões. Possíveis carreiras: cientista, informático, economista, matemático.

– Físico – Corre o risco de ser uma vocação pouco valorizada nos dias que correm, mas não tente cortar-lhe a vocação se ele tem imenso sentido de ritmo e de movimento, dança ou joga muito bem, ou tem muito jeito de mãos. Pode dar um excelente bailarino, atleta, treinador, actor, bombeiro, artesão ou mesmo cirurgião…

– Musical – Passa muitas vezes sem ser descoberta nem desenvolvida porque não está presente em muitas escolas e portanto não é detectada. Perdem-se assim muitos músicos, disc-joqueis, cantores, compositores.

– Interpessoal – Como é um tipo de inteligência vista mais como um traço de carácter do que uma vocação, também não é muito vista como uma possível indicação de vida futura. Mas esteja atenta se a sua criança tem o dom de compreender e ouvir os outros. Pode estar ali uma psicóloga, vendedora ou mesmo política!

– Intrapessoal – Geralmente desenvolve-se em crianças mais crescidas e é rara nas mais pequeninas. São aqueles que entendem muito bem os seus próprios pontos fortes e fracos e percebem de que maneira os pensamentos se organizam em padrões. Possíveis carreiras: Investigador, teórico, filósofo.



Leve-o a ver o mundo

Os seus gostos desenvolvem-se segundo a profissão dos pais, aquilo que vêem na televisão ou o tipo de ambiente que os rodeia. O importante é não stressar e ir desenvolvendo os seus gostos, hobbies e vocações. Tente fugir dos seus próprios sonhos ou daquilo que deseja para eles.

Se a sua filha não tem jeito nem inclinação para a dança, por que é que vai gastar dinheiro no ballet? Não é melhor uma boa classe de judo ou mesmo futebol? Perceba ainda que eles vão passar por muitas experiências: se calhar, não faz assim tanto mal que hoje queiram andar no judo e amanhã já queiram passar para o basquete e depois achem que afinal nasceram para o hóquei. Só experimentando é que nos descobrimos a nós próprios. Uma ideia que pode resultar é perguntar se não há a possibilidade de experimentarem algumas aulas antes de os inscrever.

Nem tudo o que os outros fazem é necessariamente bom para todos. Se ele não tem assim muito jeito para o futebol, por que não experimentar o pingue-pongue, por exemplo? Se ela odeia piano, que tal os ferrinhos? Se ela odeia ballet, que tal o ioga? Às vezes, afastar-se das margens demasiado povoadas pode ser uma boa solução, menos stressante e mais compensadora, até em termos de futuro.

Além de escolher bem as actividades, leve-o a ver o mundo e a descobrir quais são os tipos de profissões que existem. Se o deixar em casa o dia todo a ver televisão, não se admire que ele pense que as únicas possibilidades de futuro são actor ou cantor…

Dos actores aos modelos

Querer ser actor é quase uma fase por que passam todos os adolescentes. O que é normal: é uma idade em que se quer atenção, e ser actor é uma profissão que vive precisamente do olhar dos outros. O que eles querem dizer quando dizem que querem ser actores é: olhem para mim. Idealmente, ser actor significa que são observados, reconhecidos, admirados e ouvidos. Funciona como uma bengala para as suas inseguranças. Portanto, quando ele lhe vier com esse sonho, não o leve logo a fazer testes para a próxima telenovela nem leve logo as mãos à cabeça a dizer que só por cima do seu cadáver e que ele vai é ser engenheiro hidráulico como o avô Carlos. Perceba o que ele está a tentar dizer-lhe e dê-lhe atenção em dose dupla, elogios quando se justificar, e o máximo de tempo que puder.

Quanto às ‘modelos’, explique que ela pode ao mesmo tempo ser bonita e ter outra profissão. Ajude-a a sentir-se bem com o seu próprio corpo e elogie os seus olhos e o seu cabelo, mas não dê demasiada importância ao lado físico. Ser modelo também corresponde, para elas, numa forma de gratificação imediata e sem muito esforço. Vá mostrando ao longo do tempo a alegria que dá fazer um trabalho bem feito, ou ver um esforço recompensado. Mostre como vale a pena esforçar-se para atingir aquilo que quer.









Relacionados

Comportamento

Geração XL: o perigo da obesidade infantil

Porque é que as crianças de hoje são mais gordinhas do que os seus avós? Não, não é porque se fartam de comer: até comem menos calorias do que antigamente. O que acontece é que gastam muito menos. Aqui ficam algumas dicas para prevenir a obesidade infantil.

Comportamento

Por que é que as crianças não aprendem?

Fazê-lo passar o dia a estudar não ajuda necessariamente o seu filho. Numa altura em que as dificuldades escolares estão a aumentar em Portugal, um especialista ajuda-a a tornar o seu filho num bom aluno... e feliz!

Comportamento

Saiba o que pode comprometer o sucesso escolar do seu filho!

Será que o seu filho sofre de dislexia? Ou de hiperactividade? Estas são duas das maiores causas para o insucesso escolar. Saiba como pode identificá-las e qual o tratamento.

Comportamento

Como tornar o seu filho mais confiante em si mesmo!

A confiança e segurança da criança não se conseguem instigando a competição ou fazendo-lhe todas as vontades. Essencial é conseguir dotar o seu filho de uma imagem adequada de si mesmo e da capacidade para lidar com o fracasso. Quer saber como?

Comportamento

Eduque os seus filhos para ver anúncios

Não se habitue a deixar as crianças 'consumirem' sem filtro todos os anúncios que passam na televisão.

Comportamento

15 segredos dos bons alunos

No começo do segundo período aproveite para descobrir como o seu filho pode usar os truques daqueles bons alunos, quem passa a vida a ter 20 valores.

Beleza

Teste: Está preparada para ter filhos?

Se calhar, ter filhos é o seu sonho desde pequenina, se calhar só agora é que começou a pensar nisso, e se calhar não está muito para aí virada e é só porque o marido quer… Mas será que vai dar uma boa mãe? Está realmente preparada para engravidar?

Comportamento

O que não deve (nunca) dizer aos seus filhos

'Não é preciso ter medo' ou 'se gostasses de mim não te portavas dessa maneira' são frases que diz sem pensar e à pressa? Mas o seu filho não as esquece. Nunca desvalorize o poder das palavras: elas podem ser a diferença entre uma criança alegre e confiante e um miúdo inseguro e infeliz.

Comportamento

Não deixe que o seu filho seja violento na escola

Agressões verbais e mesmo físicas entre professores e alunas não faltam. Mas haverá forma de resolver a violência nas escolas? E se o seu filho for um dos agressores? A pedagoga Eulália Barros avança com respostas para os pais sobre esta questão.

Comportamento

O que fazer quando ele odeia ir para a escola

Há quem faça amigos com facilidade e seja popular entre o grupo. E quem é tímido e se transforma no bombo da festa? Saiba ajudar o seu filho quando ir para a escola é um pesadelo.

Comportamento

Campeonato Cool-Power chega às escolas já em Outubro!

Comportamento

Gripe A: como pode proteger o seu filho

Pensar que a gripe não vai atingir os mais novos e que se pode esterilizar o ambiente em que o seu filho vive, brinca ou estuda, é uma utopia. Então, o que pode fazer para o proteger da gripe A?

Comportamento

Ajuda a crianças carenciadas: recolha de roupas

A Petit Patapon volta a fazer a sua iniciativa 'Partilhar Carinho', com recolha de roupa para crianças carenciadas

Comportamento

ESPECIAL FILHOS da ACTIVA já nas bancas!

Deve dar a vacina da gripe A ao seu filho? E a da gripe sazonal? Pode prever a altura que ele terá em adulto? Conheça a resposta a estas e outras questões no ESPECIAL FILHOS, da ACTIVA.

Beleza

Como saber que está com uma depressão pós-parto?

A depressão pós parto não é um mito. É um problema que afecta cerca de 20% das mulheres. Manter-se alerta aos sinais é uma das armas para não ser apanhada de surpresa.

Comportamento

Sabia que o seu filho pode ser um hacker do futuro?

Quando um estudo recente revela que 67% dos jovens entre os 15 e os 18 anos de idade já realizaram actos de pirataria informática... é normal qualquer pai ficar preocupado. É que a nova geração parece inclinada para usar os seus conhecimentos informáticos da pior maneira possível.

Comportamento

Como aumentar a confiança do seu filho

Gostava que o seu filho fosse bom aluno? Pois, não é só o estudo que conta. Está provado que crianças confiantes e autónomas são crianças mais felizes e com melhores rendimentos escolares. Mas para que isso aconteça, o seu papel é essencial.

Comportamento

50 coisas que fazem as crianças felizes

Algumas já as fazíamos em pequeninos, outras são ideias recentes. Mas há milhares de actividades simples que as crianças continuam adorar, e que não dão trabalho nenhum. Pelo menos 50 dias de brincadeira estão garantidos.

Comportamento

Mochilas: como evitar que prejudiquem as costas dos mais pequenos

No regresso às aulas, a mochila é o acessório principal. No entanto, há que ter atenção à sua escolha para evitar que as crianças transportem demasiado peso nas suas costas

Mais no portal

Moda

Estas saias prometem fazer furor nas estações quentes

Apresentamos-lhe seis modelos que são ótimos investimentos tanto para a primavera como para o verão de 2021.

Lifestyle

Vamos falar sobre os deliciosos tacos japoneses do FishFish Sushi?

Às quartas-feiras, na compra de três tacos, o restaurante oferece um quarto. Uma oferta literalmente irresistível!

Body Shaper

O derradeiro plano para declarar guerra à celulite e à retenção de líquidos

O novo episódio da rubrica Body Shaper traz-lhe um plano de ataque, sublinhe-se, só com dicas caseiras.

Diz Quem Sabe

Questões a ponderar antes de avançar com uma mudança na vida profissional

A coach Lúcia Palma deixa alguns pontos a ter em conta antes de efetuar qualquer mudança neste campo.

Saúde

Os reajustes necessários para perder peso depois dos 40

Aconselhados por uma especialista.

Beleza

Base demasiado clara? Este truque do TikTok ajuda a resolver o problema

É bastante simples e económico.

Moda

Duvidamos que haja um vestido mais prático do que este

É só vestir e sair porta fora, sem pensar muito no styling.

Comportamento

Os 10 pilares de relacionamentos saudáveis

De acordo com um perito em relações amorosas, existem 10 alicerces de uma parceria que tendem a ser subestimados.

Celebridades

Ex-mulher de Travis Barker alega que o músico teve um caso com Kim Kardashian

Barker é o novo namorado de Kourtney Kardashian.

Diz Quem Sabe

O guia para criar uma selva urbana em casa

Um artigo de opinião assinado por José Luís Velasco, product manager da Gardenia, sobre os novos hábitos que se cultivaram e enraizaram em tempos de confinamento.

Comportamento

Como ser mais vulnerável num relacionamento (mesmo que isso a assuste)

O medo da rejeição faz-nos levantar a guarda e, por conseguinte, perdemos coisas boas como a intimidade e a conexão.

Diz Quem Sabe

O couro cabeludo também precisa de proteção solar

O Dr. Carlos Portinha, coordenador Clínico do Grupo Inspary, explica que o cancro da pele pode ser uma das consequências da exposição do couro cabeludo aos raios solares.