Problemas de coluna nas crianças

Começamos muito cedo a maltratar o alinhamento das nossas costas, e quando crescemos juntamos às tropelias que fizemos à nossa pobre coluna desde crianças o excesso de peso corporal e a falta de exercício. Mas é na infância que se irá definir a saúde das nossas costas. Para a ortopedista infantil Antónia Fonseca, do Hospital Ortopédico Dr. José d’Almeida, a criança, no seu desenvolvimento normal, geralmente não tem problemas de coluna, ‘mas quando tem queixas devemos investigar. Por vezes até pode ser psicológico, mas temos de fazer o despiste para ver se não há qualquer coisa por trás dessas queixas, porque há doenças que são localizadas na coluna’, alerta a especialista.

OS MAIS COMUNS

Uma coluna sem problemas tem curvaturas normais: vista de costas, deve ser completamente direita, mas de lado deve fazer um ligeiro S. Para identificar alguns dos problemas da coluna são utilizados os termos ‘cifose’ (a deformação mais frequente e que pode ter origem congénita ou ser causada por más posturas) e ‘lordose’ (uma situação pouco significativa na infância). Assim, uma criança tem hipercifose quando as suas costas fazem uma espécie de corcunda; hiperlordose lombar quando tem o rabinho de prateleira (inclinado) ou cervical se tem a cabeça inclinada para a frente. Também muito frequente é a escoliose, que provoca o chamado desvio na coluna para o lado; se olharmos, olhamos para ela de costas.

O MEU FILHO TEM UMA CORCUNDA?!

Nem sempre o facto de uma criança ou um adolescente ter as costas curvadas quer dizer que tenha um problema na coluna.

Causas: O dorso curvo é provocado pelo desequilíbrio muscular devido ao crescimento rápido do esqueleto e pode ter a ver com uma atitude corporal adoptada pela criança, mas principalmente por jovens na puberdade e adolescência. Chama-se ‘atitude cifótica’ a este tipo de porte, que pode ser corrigido apenas se mudar voluntariamente a postura. Não existe deformação óssea nem alterações radiológicas, por isso não entre em pânico e não comece a pensar que o seu filho irá mesmo ficar corcunda. Esta postura atinge um número ligeiramente mais elevado de rapazes e deve-se quase sempre ao facto de eles não andarem com as costas direitas. É o vulgar meter o peito para dentro, típico não só dos jovens com atitudes corporais inadequadas mas sobretudo de jovens muito altos, que não querem destacar-se perante os colegas de menor estatura.

As meninas adquirem este tipo de postura por altura da puberdade, devido a uma vergonha excessiva pelo desenvolvimento mamário. Prevenção e tratamento: Para a ortopedista Antónia Fonseca, é importante verificar se a cifose se resolve apenas com exercício: ‘Se for redutível, procuro que façam uma actividade física que obrigue a uma boa postura. No caso das meninas, peço o balê ou as danças que actualmente puxam muito pelas miúdas. tudo o que seja uma actividade normal em grupo que obrigue a determinada postura e onde não poderá ter erros, senão arrisca-se a ser chamada à atenção.’ O importante é fazer os despistes necessários junto de um ortopedista, por forma a evitar que exista evolução de situações funcionais para estruturais.

PEQUENOS DESVIOS

Escoliose é o termo usado para a curvatura lateral da coluna, ou seja, quando vista de costas a coluna faz um S quando deveria estar direita e a criança parece ter um ombro mais elevado que o outro.

Causas: Há desvios que têm origem numa deformação na estrutura da coluna e há outros que são uma compensação por perturbações, quando, por exemplo, uma pessoa tem uma perna maior que a outra. A ortopedista Antónia Fonseca indica que as escolioses causadas por más posturas não têm problema algum e que, de facto, muitas vezes as diferenças de tamanho das pernas (chamadas dismetrias) se resolvem no fim do crescimento. ‘O membro que é mais curto dá um esticãozinho, um encerra mais cedo, o outro acaba mais lento, e às vezes a dismetria diminui’, explica, salientando que ‘as que são superiores a 4 cm são resolvidas com cirurgia’. Mas, atenção!, cerca de 70% das escolioses não têm causa bem definida, iniciam-se entre os 10 e os 12 anos e podem progredir ou piorar até ao fim do crescimento, o que normalmente acontece por volta dos 15-16 anos.

Durante a infância a escoliose afecta meninos e meninas, mas na adolescência as raparigas são cinco a oito vezes mais afectadas. Prevenção e tratamento: Não é possível prevenir a escoliose, mas a sua detecção e tratamento na fase de crescimento da criança irá evitar a sua evolução. A escoliose sem causa definida pode passar despercebida porque raramente se apresenta com dor na criança. Os maus hábitos adoptados ao sentar, andar e permanecer em pé podem ser facilmente observados pelos pais e educadores. Para evitar a progressão do desvio devem ser tomadas medidas de fortalecimento da musculatura da coluna através de actividades físicas, como a natação.

A IMPORTÂNCIA DE SE SENTAR BEM

As cadeiras e as mesas das salas de aula são tão importantes para a coluna como o peso das mochilas que carregam. É importante a maneira como as crianças se sentam e onde se sentam. As nossas escolas não têm dado a atenção devida a este assunto: o equipamento padronizado não responde às necessidades das diferentes idades, sendo que as mesas de trabalho destinadas aos alunos de 9-10 anos são as mesmas usadas pelos miúdos de 6-7 anos, sem atender às diferentes fases do crescimento.

PREVENIR

É muito importante que as crianças mantenham actividades físicas que promovam e estimulem o equilíbrio do seu corpo. Aqui ficam alguns conselhos para que os mais novos cresçam sem problemas de coluna.

ACTIVIDADES DIVERSIFICADAS Não praticar apenas um desporto até aos 12 anos. ‘As crianças não devem fazer desportos que trabalhem só uma parte do corpo para se desenvolverem harmoniosamente – e é importante referir isto como prevenção’, salienta Antónia Fonseca.

ALONGAMENTOS É natural que uma criança de 5 anos tenha certa flexibilidade, por exemplo que consiga tocar com as palmas das mãos no chão sem dobrar os joelhos. Mas isso nem sempre acontece, porque tem excesso de peso ou uma vida sedentária.

PESOS E CARGAS Uma criança não deve transportar carga que ultrapasse 10% do seu peso, ou seja, se pesar 30 kg, só deve carregar na mochila 3 kg de material. Acima destes valores aumenta-se o esforço da musculatura em fase de crescimento e de adaptação.

BOA VISÃO E AUDIÇÃO Uma criança que tenha dificuldades de visão ou audição irá adoptar posturas de compensação que lhe permitam melhorar a acuidade visual e auditiva e isso reflecte-se na coluna. Uma das maneiras de detectar este problema é pelo aproveitamento escolar do seu filho. Uma consulta médica é quanto basta para despistar estas situações.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

Saúde infantil: prepare o detector de mentiras

No que respeita à saúde das crianças, há ditos que passam de geração em geração, mas nem tudo o que se diz é certo. Verdade ou mentira? Venha descobrir connosco.

Comportamento

Os dez mandamentos dos pais

É preciso um curso para ser mãe ou pai? Quase. Os pedagogos têm as suas ideias sobre as obrigações morais dos pais de hoje… E elas não incluem só providenciar saúde, pão e educação.

Comportamento

Como cuidar da pele do seu bebé

Ultra sensível, a epiderme do bebé é um alvo fácil para as doenças cutâneas. Compete-lhe a si conhecê-las melhor para actuar, sem dó nem piedade, na protecção da saúde do seu filho.

Comportamento

O meu filho tem um angioma

Depois de nove meses de expectativa, nasce o seu bebé. Lindo, gordinho e... com uma manchinha avermelhada no corpo. Não entre em pânico, geralmente são inestéticas mas inofensivas.

Mais no portal

Moda

10 artigos da Zara que vão arrasar em qualquer destino de férias

Estes visuais prontos a usar prometem fazer furor nos seus dias de descanso.

Comportamento

Como lidar com a frustração sexual?

Existem várias causas para a insatisfação com a vida íntima, que pode afetar a qualidade de vida em geral.

Moda

Saiba como fazer uma mala de férias sem complicações

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para escolher os derradeiros essenciais de viagem.

Moda

Encontrámos as Havaianas perfeitas para dar brilho ao verão

Se é fã da famosa marca brasileira e gosta de dar um toque de brilho a tudo o que faz, vai delirar com esta novidade.

Lifestyle

6 dicas para viajar de carro tranquilamente com crianças

"Estou com fome! Quanto chegamos? Preciso de fazer xixi!" Viajar com crianças durante um longo período de tempo pode ser um verdadeiro pesadelo.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é uma "depressão de baixo grau"?

Recentemente, Michelle Obama fez um desabafo sobre a sua saúde mental. Entenda o que se passa com a antiga Primeira-dama dos Estados Unidos.

Celebridades

Michelle Obama admite que sofre de uma "depressão de baixo grau"

A pandemia aliada a todo o clima de tensão que se vive nos Estados Unidos afetou a saúde mental da antiga Primeira-dama do país.

Celebridades

Daisy Coleman, de documentário da Netflix sobre abuso sexual, morre aos 23 anos

O caso da jovem, que se tornou uma defensora das vítimas de violação, é retratado numa série documental do serviço de streaming.

Lifestyle

Estes podem ser os motivos para continuarmos a ver filmes para adolescentes

Sim, tenho mais de 30 anos e por vezes vejo (e revejo) filmes com histórias para adolescentes. Mas sei que não sou a única!

Celebridades

O interior do frigorífico de Selena Gomez revela muito sobre a cantora

A estrela norte-americana mostrou o que armazena neste eletrodoméstico, bem como no congelador.

Beleza e Saúde

5 produtos de skincare que testei há um ano e agora fazem parte da minha rotina

O mais barato custa menos de 3 euros.

Moda

Criei 5 visuais diferentes com uma peça de roupa que todas temos no roupeiro

Por vezes - e falo por experiência própria -, só precisamos de um pouco de originalidade para não nos cansarmos daquilo que vestimos.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel