135848474.jpg

1.Em família fazemos questão de…

a)Preparar as refeições em conjunto e em função do que eles mais gostam

B)Tomar o pequeno-almoço todos os dias

c)Preparar sobremesas todos os fins-de-semana

2. Na hora das compras, olho sempre para os rótulos dos produtos e tenho atenção aos teores de açúcar, sal e gordura?

a)Sempre. Só assim faço as escolhas mais saudáveis

B)Quase sempre. Mas, muitas vezes acabo por levar o mais barato ou o que gosto mais

c)Não. O preço é que determina o que compro

3. O pequeno-almoço deve ser tomado em casa porque…

a) É mais barato do que comer na rua

b) Não é necessário. Eles podem beber o leite e comer o pão no caminho para a escola

c) É um momento em família que aproveitamos para partilhar bons hábitos alimentares

4. Escolho os cereais de pequeno-almoço em função …

a)Do que os meus filhos querem

b)Olho sempre para o rótulo e escolho o que tem menor percentagem de açúcar, mas muitas vezes acabo por escolher o mais barato

c)Da informação disponível nos rótulos e escolho os que têm maior percentagem de cereais integrais, menos açúcar e gorduras

5. A fruta faz parte do dia…

a)Logo desde o pequeno-almoço, com os cereais de pequeno-almoço, ao lanche e às refeições principais

b) Não insisto muito pois comem na escola

c) Só nas refeições principais e sempre uma peça de fruta diferente

6. Na hora do lanche [manhã e tarde] gosto que eles comam…

a)Iogurte líquido e um pão com queijo, fiambre ou doce

b) Não vale a pena comer pois perdem o apetite para o almoço/jantar

c) Um bolo e um refrigerante, pois ainda vão gastar muita energia

7. Procuro dar-lhes vegetais e legumes…

a)Todos os dias e recorro a pequenos truques para os “convencer” a comer

b)Todos os dias, mas nem sempre consigo que comam

c)Raramente, pois já comem na escola

8. A fruta está normalmente no frigorífico para…

a) Evitar que se estrague

b) Não, prefiro coloca-la em cima da mesa para que eles se sintam tentados

c) Não compro pois ninguém gosta muito

9. Gosto que eles experimentem alimentos novos…

a) Não vale a pena pois eles recusam sempre tudo

b)Nas idas ao supermercado incentivo-os a escolher um alimento novo, mas eles não se deixam convencer

c) Aproveito sempre os seus pratos preferidos para colocar novas verduras ou legumes

10. Quando eles não querem comer…

a) Aceito, pois quando tiverem fome logo comerão qualquer coisa

b) Obrigo-os a comer, sob pena de ficar de castigo

c) Aceito e quando tiver fome dou-lhes uma refeição saudável

Pontuações

1. a) 2; b) 3; c) 1 

2. a) 3; b)2; c)1

3. a) 2; b)1; c)3

4. a)1; b)2; c) 3

5. a) 3; b)1; c)2

6. a)3; b)1; c)2

7. a)3; b)2; c)1

8. a) 2; b)8; c)1

9. a)1; b)2; c)3

10. a)1; b)2; c)3

 

 

Dos 0 aos 10 pontos| É urgente mudar de hábitos à mesa!

A formação dos hábitos alimentares começa nos primeiros anos de vida. Por isso, invista o quanto antes na educação dos gostos à mesa. A rotina familiar e os bons hábitos são essenciais para tornar esta tarefa mais fácil. Apesar de eles dizerem “não gosto” siga os mandamentos: À mesa dê primazia aos legumes, mais peixe e carnes brancas e alimentos com pouco sal e gorduras. A água deverá ser a bebida de eleição, assim como a sua criatividade. Poderá ficar surpreendido com o sucesso que fará! Não se esqueça que a leitura dos rótulos ajuda-a (o) a fazer as escolhas mais equilibradas. Prefira os produtos com menos açúcares, gorduras e, por exemplo, no caso dos cereais de pequeno-almoço, os que têm maior percentagem de cereais integrais. Não deixe apenas para a escola o papel de educador à mesa. Lembre-se que os mais novos repetem os bons (e os maus) hábitos à mesa que assistem em casa. Uma alimentação equilibrada e adequada fornece à criança o suporte para um bom crescimento e desenvolvimento, diminuindo o risco de desenvolver distúrbios nutricionais – diabetes tipo 2, colesterol, obesidade.

Dos 10 aos 20 pontos | No caminho da… saúde!

É das (os) que sabem que não se desiste à primeira volta! Por isso não se deixa influenciar pelos “não quero”, “não gosto”! Sabe que investir agora é sinónimo de menos dores de cabeça no futuro. Por isso incentiva o seu filho a fazer 5 a 6 refeições por dia, a consumir frutas e legumes [o puré de batata com couve-flor e os croquetes com cenoura são excelente ideias…], mais peixe do que carne e a evitar as comidas com elevado valor calórico e baixo valor nutricional [doces, refrigerantes, snacks salgados…]. Nunca é demais relembrar que o pequeno-almoço é a primeira e a mais importante refeição do dia, e que deverá ser tomada em casa, de preferência em família, com direito a leite, fruta e uma fonte de cereais integrais [pão, cereais de pequeno-almoço…]. Porque não é fácil fazer as melhores escolhas, lembre-se que a rotulagem nutricional dá-lhe a ajuda que precisa para escolher os alimentos com menos açúcares, sal, gorduras e, se for caso disso, com maior teor de cereais integrais. Continue no bom caminho!

 

Dos 20 aos 30 pontos| Boas ações recompensadas!

Sabe que a saúde do seu filho depende das opções nutricionais que faz todos os dias. Sabe o quanto é importante cumprir o horário das refeições, não abusar dos alimentos ricos em gorduras e ter a fruta e os legumes como alimentos de primeira linha! Sabe, por isso que é de manhã que se começa o dia, e tomam o pequeno-almoço diariamente, assim como os lanches são aproveitados para aumentar o aporte de vitaminas e minerais, através da fruta, do leite ou iogurtes. Os açúcares e os alimentos com maior aporte de gordura devem continuar a ser evitados, para isso continue atento aos valores nutricionais descritos nos rótulos. Esta informação ajudará, por exemplo, a avaliar o teor de açúcares dos iogurtes, ou mesmo perceber que existem cereais de pequeno-almoço com maior percentagem de cereais integrais e com menor teor de açúcares e de sal. As boas ações são sempre recompensadas! Continue a ser saudável!

 

 

 

 

Assine a ACTIVA por apenas €2,60/mês. Aproveite esta oferta especial, tenha acesso ilimitado a todo o conteúdo e arquivo digital, leia em qualquer lugar e cancele quando quiser. ASSINE AQUI

Relacionados

Comportamento

Alimentos biológicos são melhores para crianças e grávidas

Se acha que as designações bio e probiótico querem dizer a mesma coisa e tem ideia que os rótulos verdes são mais saudáveis mas não sabe porquê, está no sítio certo. Nós tiramos-lhe as dúvidas.

Comportamento

Crianças e jovens em risco de hipertensão

Um estudo nacional, feito com mais de 5300 crianças e adolescentes, revelou que 12,8% tinha níveis de tensão arterial acima do normal. O médico autor da pesquisa está preocupado.

Comportamento

Nova marca portuguesa de roupa para criança

A MIM tem roupa para crianças dos 0 aos 10, made in Portugal. Veja as propostas para esta estação...

Comportamento

Chicco promove sessões de esclarecimento de nutrição infantil

Uma alimentação incorrecta representa um perigo para a saúde. Por isso mesmo, a CHICCO vai promover sessões de esclarecimento sobre o tema da nutrição infantil junto dos pai

Comportamento

APCOI promove rastreio nutricional gratuito para crianças no Green Festival

Entre os dias 28 de Setembro e 2 de Outubro  a APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil convida todas as famílias, com crianças a partir dos 2 anos, a visitarem o  espaço 'APCOI - Por um futuro mais saudável'.

Mais no portal

Saúde

Sabe o que é a distimia?

A doença pode ser semelhante à depressão. Conheça as diferenças e saiba como tratar.

Saúde

Como é que a ansiedade pode sabotar o seu relacionamento?

Este é um transtorno psicológico que merece tratamento.

Beleza

Este truque simples tem muitos benefícios para a pele e o cabelo

Os especialistas dizem que vale muito a pena fazer esta substituição à noite.

Nas Bancas

Conheça melhor o delicioso mundo de Luísa Villar

Uma artigo para ler e saborear com todos os sentidos, sobre esta mulher inspiradora que decidiu mudar de vida aos 50 anos.

#VozActiva

Helena Isabel abre o coração sobre o significado da idade

O que é a idade e o que é que ela nos traz? Helena Isabel, a protagonista de capa da nossa edição de fevereiro (nas bancas) responde no #vozactiva deste mês.

Diz Quem Sabe

Síndrome do Impostor: quando somos o nosso pior inimigo

Saiba como contornar o problema.

Saúde

Porque é que a COVID-19 causa confusão mental?

Um estudo recente encontrou respostas.

Saúde

Este truque potenciam os inúmeros benefícios do alho

Confira como deve consumir este poderoso alimento.

Lifestyle

Instituto Macrobiótico fecha portas após 40 anos

As dificuldades financeiras trazidas pela pandemia foram motivo apontado.

Lifestyle

EasyJet tem viagens a partir de 14,99 euros

Aproveite!

Moda

As tendências de botas que vão vingar em 2022

De acordo com a Zara.

É só uma sugestão

5 truques para proteger as mãos do frio

Gestos que podemos ter para evitar danos nesta parte do corpo que, regra geral, está muito exposta e acaba por sofrer lesões quando as temperaturas estão mais baixas.