iStock-916691828.jpg

South_agency

Alerta: um novo estudo acabou de revelar algo que pode trazer uma grande mudança à sua vida sexual. No que aos momentos entre lençóis diz respeito, sejamos honestos, nem sempre é o “interior que conta”. A nossa aparência física representa um grande papel, e o facto de o nosso parceiro o realçar pode ser um grande afrodisíaco.

Ora, o estudo, publicado no Journal of Sex & Marital Therapy, envolveu 244 mulheres entre as idades de 18 e 30 anos – comprometidas há, pelo menos, três meses, e que tiveram relações sexuais no último mês – às quais foram feitas questões em relação à imagem que tinham do próprio corpo e sobre as respetivas vidas sexuais.

Primeiro, tiveram de responder a perguntas como o quanto concordavam com afirmações como “Sinto-me bem com o meu corpo” e “Respeito o meu corpo“, e, no final, as frases eram da perspetiva masculina, “O meu parceiro gosta do meu corpo“. Em seguida, chegaram as questões relativas à vida sexual.

iStock-487691394.jpg

PeopleImages

Com quanta frequência sentiam desejo, qual o seu nível de excitação, lubrificação, número de orgasmos e satisfação sexual foram alguns dos tópicos abordados. Adicionalmente, tiveram de referir se alguma vez tinham sentido dor no ato sexual, e qual era a satisfação global relativa à vida íntima, tendo em conta o quanto apreciadas se sentiam.

E os resultados não poderiam ter sido mais interessantes: quando mais a mulher sentisse que o parceiro apreciava o seu corpo, mais satisfeita se sentia com a vida sexual e a relação geral de ambos, mais lubrificação tinha, bem como excitação e orgasmos. Também foi, claro, notada uma relação, ainda que menos significativa, entre a forma como as mulheres viam o seu corpo e o modo como diziam que o parceiro o via – maior confiança no próprio corpo, maior confiança no facto de o parceiro também o achar atraente.

Todos gostamos de nos sentir atraentes, contudo, os investigadores deste estudo acreditam que estes resultados podem estar ligados a um sentimento mais profundo: a confiança. Ora, o ato sexual, por si só, torna-nos mais vulneráveis, mais expostos, e, como tal, o facto de o nosso parceiro nos assegurar do quando aprecia o nosso corpo nu – e vice versa -, faz com que tenhamos maior facilidade em soltar-nos.

Ou seja, incluir elogios às nossas formas físicas, bem como às do nosso parceiro, na hora “H”, pode trazer inúmeros benefícios. Não só à vida íntima, como, consequentemente, à relação em si. E se ainda não está convencida, nada como experimentar!

Já nas bancas!

O que precisa de saber para viver melhor e mais tempo Compre já

Relacionados

Comportamento

7 benefícios inesperados de ter um orgasmo

O clímax tem um grande impacto no corpo e na mente.

Celebridades

Kanye West "furioso" com a divulgação de novo vídeo erótico de Kim Kardashian com o ex

O mesmo ex-namorado com quem a socialite protagonizou o vídeo casei...

Comportamento

Sabe o que é sexo de manutenção?

Este é o truque que pode salvar o seu relacionamento.

Mais no portal

Já nas bancas!