De acordo com o El País, um em cada quatro casais já decidiu dormir em camas separadas. Tudo isto porque, apesar de estar perto de quem amamos ser visto pela maioria como reconfortante e carinhoso, a verdade é que também envolve cenários menos românticos. Desde ressonar a dar pontapés ao companheiro, tudo pode acontecer.

Perante as evidências, vários especialistas concordam que passar a noite em camas ou mesmo quartos separados pode ser benéfico para a qualidade do sono. “Se tivermos ao lado alguém que faça algum ruído, que se mexa, que abane muito as pernas ou que ronque, passaremos de um sono mais profundo para um mais superficial. Durante a noite não vamos notar, mas sim no dia seguinte, quando tivermos a sensação de não ter descansado bem”, explica Eduard Estivill, fundador da Clínica do Sono Estivill.

A psicóloga Francina Bou tem uma perspetiva igualmente interessante: “Dormir como casal é algo que não se faz com mais ninguém. É um ato de intimidade no qual são trocados abraços, carícias ou conversas no fim do dia. É um espaço único e exclusivo de calor e proteção. Mas não deixa de ser cultural. Há muitos outros atos em um casal que criam essa intimidade”.

Mas a verdade é que, inevitavelmente, se se dorme em zonas separadas, surge a sensação de que é porque o casal enfrenta problemas na relação. E isto é, simplesmente, “um estereótipo“, de acordo com a sexóloga Ana Fernández. A verdade é que dormir em camas separadas pode mesmo trazer vários benefícios à relação – se descansamos melhor, também nos iremos sentir melhor e tal refletir-se-á na forma como lidamos com o nosso parceiro.

casal cama separada.jpg

Clicknique

Segundo Estivill, 30% da população tem problemas relacionados com o sono, sendo que muitos deles acabam por interferir com o sono da pessoa que têm ao lado. Além disto, casais que trabalham por turnos enfrentam também esta dificuldade, bem como pessoas com hábitos de lazer distintos – quer seja dormir de luz acesa ou apagada, ou ver televisão até mais tarde. E todos estes pormenores são facilmente resolvidos com a separação de espaços de sono para cada um.

Mas como chegar a um acordo? Primeiro, não devemos “interpretar essa decisão como uma rejeição“, afirma Bou. Caso uma das partes não concorde, pode tentar-se desenvolver um horário. Por exemplo, sugere a psicóloga, no início da semana, quando é precisa mais energia para o trabalho, dormir em camas separadas e, mais para o final da semana, voltarem a dormir juntos. Esta “transgressão” da norma pode até ser entusiasmante para o casal.

De acordo com o El País, 38% dos casais britânicos que tomaram a decisão chegaram mesmo a dizer que as relações sexuais melhoraram. O sexo transcende a cama. Os casais que costumam ter uma vida sexual mais rica usam outros lugares: a casa de banho, a cozinha, o sofá…O principal inimigo é a rotina e, nesse sentido, dormir separados pode servir para estimular a surpresa”, refere Bou.

Acima de tudo, esta deve ser uma decisão tomada em conjunto, tendo em conta as mais variadas componentes da vida do casal – desde os horários de trabalho, aos horários de escola dos filhos ou, simplesmente, à vontade de cada um. E experimentar não custa, certo?

Tempos difíceis exigem a melhor informação

Tempos difíceis exigem a melhor informação É por isso que a Trust in News decidiu oferecer um pack mensal de revistas digitais a um preço simbólico: €9,90 por 9 revistas: VISÃO, VISÃO História, VISÃO Júnior, VISÃO Saúde, Jornal de Letras, Exame, Courrier Internacional,  ACTIVA e Exame Informática. Para ler no seu smartphone, tablet ou computador, facilmente e em sua casa. Está garantida uma boa leitura para toda a família! #euleioemcasa Saiba mais

Relacionados

Comportamento

Cara Delevingne e Ashley Benson compraram um banco sexual. Mas, afinal, para que serve?

O brincquedo pode mudar a sua vida - ou ser um desperdício de quase 400€.

Comportamento

As mulheres têm sonhos eróticos tão frequentemente quanto os homens

Revela um novo estudo.

Comportamento

É isto que homens e mulheres realmente querem entre quatro paredes

Apostamos que as respostas não podiam estar mais longe daquilo que está a imaginar.

Mais no portal

Lifestyle

Passou a #BlackOutTuesday. E agora?

Saiba como pode continuar a fazer a diferença na luta antirracista.

Moda

Estes são os dois truques que me ajudam a encontrar o visual perfeito

Conheçam-nos e vejam os cinco 'looks' que recriei com roupa que tinha em casa.

Moda

Steve Madden e Winnie Harlow juntos numa coleção de fazer perder a cabeça

A marca de acessórios juntou-se à famosa modelo internacional para criar uma coleção de sandálias arrojada e cheia de cor.

Inspirações

Quem é Ella Jones? Conheça a nova presidente da Câmara de uma cidade americana marcada pelo racismo

Ella Jones será a primeira pessoa negra a liderar Ferguson, uma cidade que se tornou símbolo de protestos antirracismo em 2014, após a morte de um jovem de 18 anos pela polícia.

Beleza e Saúde

7 coisas que deve desinfetar em casa para evitar ficar doente

Numa altura em que estamos mais conscientes para a importância de higienizar tudo aquilo em que tocamos e o que nos rodeia, saiba por onde deve começar dentro de casa.

Beleza e Saúde

Médicos explicam os riscos de ir à praia durante a pandemia

Embora possa parecer seguro, esta atividade requer alguns cuidados.

Moda

4 tendências de calçado da Mango que queremos já

Reunimos algumas propostas da marca espanhola para quem já está a preparar o regresso ao trabalho.

Celebridades

Esta celebridade acabou de se assumir bissexual

Após se saber, recentemente, que o namoro que vivia há cerca de três anos tinha chegado ao fim.

Beleza e Saúde

Faça este exercício para melhorar a sua vida sexual

Hilaria Baldwin partilhou a demonstração de um exercício simples, que pode ser feito em qualquer lugar e tem benefícios para a vida sexual.

Moda

O vestido que pode levar ao próximo evento especial custa menos de 16 euros

Simplicidade e elegância: os elementos-chave para arrasar.

Lifestyle

As viseiras divertidas que as crianças não se vão importar de usar

Tem a opção 'Pirata' e 'Unicórnio', entre outras.

Inspirações

Paulo Pascoal: "Temos de deixar de ver os negros como 'os outros'"

Falámos com o ator Paulo Pascoal sobre o significado do assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos, e o impacto que este teve (e continua a ter) em todo o mundo.

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel