iStock-522123968.jpg

*artigo da revista ACTIVA de agosto de 2017

Não partilhar fotografias sem permissão

“O mais importante é que as regras de casal que se seguem cá fora também estejam presentes nas redes sociais”, esclarece a psicóloga Cláudia Morais, autora dos livros ‘O Amor e o Facebook’ e ‘Sobreviver à Crise Conjugal’. “E essas regras quem as deve fazer é o próprio casal.”

Claro que na net é mais fácil cometer alguns erros porque não estamos conscientes deles. Um dos mais comuns é a publicação de fotografias. “Há pessoas que não têm qualquer problema em mostrá-las, mas há quem seja mais reservado, e nós temos de respeitar isso. Ou seja, o que é importante é que os casais conheçam verdadeiramente o outro, e saber o que o deixa desconfortável ou inseguro.” Enfim, a verdade é que não temos grande controlo sobre isso: quem anda na rua numa cidade arrisca-se a ser fotografado sem o saber… “É impossível controlar tudo o que é publicado a nosso respeito, por isso não vale a pena perder muita energia mental com coisas que não podemos controlar”, defende Cláudia. Mas se já sabemos que o outro não gosta, que se respeite isso. “Isto é especialmente importante no que toca à partilha de fotos de crianças: o que pensam os pais a respeito disso? É normal que as pessoas não estejam sempre de acordo, mas as cedências devem resultar de genuíno interesse acerca do que o outro sente.”


Não lavar a ‘roupa suja’ em público

É compreensível: mas não aceitável. “Consigo perceber a aflição de quem faz isto, mas não consigo validar esse comportamento, em primeiro lugar porque ele é danoso para a própria pessoa”, explica Cláudia Morais. “Eu tenho de ter consciência de que quem está no outro lado não tem sempre as melhores intenções a meu respeito, que há pessoas que pela frente me ajudam mas por trás até são capazes de me criticar. E não há nada de positivo que possa resultar daí, mesmo que do outro lado estejam pessoas que procuram animar, isso não vai ajudar à resolução das dificuldades.” Claro que no meio de uma crise é difícil perceber isto: a pessoa está tão desamparada, tão solitária, que busca por ali algumas migalhas de apoio, mas isso não se traduz em apoio verdadeiro. “Se eu desabafar com um familiar ou amigo, isso pode ser terapêutico porque há alguém ali para mim, que quer realmente saber. Mas no Facebook não há essa disponibilidade, porque as redes são meios baseados no imediatismo. A pergunta ‘O que é que se passa?’ é mais curiosidade do que genuíno interesse. Porque se eu estiver mesmo interessada, ligo.”
E depois há todo o prejuízo para a relação. “É muito fácil que a pessoa se sinta traída, humilhada e desrespeitada. É muito saudável que os casais discutam, mas deve haver limites. Os casais felizes, mesmo quando discutem, respeitam algumas barreiras implícitas: vão até certo ponto mas não passam daí, porque há um bem maior a proteger. Ir para o Facebook dizer mal é ultrapassar esses limites.”

Não seguir o ex

Para a maior parte dos casais, isso não é saudável. Em primeiro lugar, há a preocupação com os sentimentos do outro. “Mesmo que não se mantenha qualquer ligação romântica com a outra pessoa, isso não significa que a pessoa ao nosso lado se sinta tranquila e há que respeitar isso. Porque é tão importante manter a relação com aquela pessoa no Facebook? Claro que se eu mantive essa amizade fora do Facebook, nesse caso é natural que a mantenha online. Mas se não, o que é que aquilo me acrescenta?”
Sobretudo é preciso não transformar estas questões, que até podem não significar nada, em braços de ferro. “Além disso, costuma haver muita comparação entre as pessoas e as relações, porque queremos sempre a relação perfeita e podemos ficar agarradas ao que aquela relação teve de positivo. Para além da insegurança da pessoa ao nosso lado, nós próprios vamos estar focados no que falta, sem apreciar totalmente a pessoa que temos.”

Não ‘flirtar’ online

De novo, as regras deveriam ser definidas pelo casal. “O nosso comportamento online está ligado ao nossos comportamento cá fora: há pessoas mais físicas, mais afetuosas, que se expressam sem maldade e abertamente. Será natural que ajam da mesma maneira no Facebook. Mas se esses comportamentos forem diferentes do que são cá fora, ou que passem por cima daquilo que a pessoa que está ao nosso lado sente, isso pode trazer problemas.” Mas o casal deve sentir-se livre para pôr as suas dúvidas ao outro, e tudo deve ser conversado, sem acusações, sem ataques.”

Não enviar mensagens românticas a outra pessoa

São as situações que mais aparecem no consultório de Cláudia, e já têm a ver geralmente com quebra de confiança e algum tipo de traição. “Aí, normalmente, quando há fumo há fogo. Eu tenho o direito à minha privacidade. Mas a partir do momento em que me dou conta de que a outra pessoa está insegura em relação àquilo que eu possa estar a fazer no Facebook, tenho de tranquilizar a outra pessoa. E se sou eu que me sinto insegura, devo confrontar o outro diretamente, e de forma tão assertiva quanto possível.” O que não se deve fazer: vasculhar o Facebook do outro. “Mais uma vez percebo, mas não posso aconselhar. Porque isso não vai trazer nada de bom e só vai degradar a autoestima. Tenho sempre a escolha de me distanciar. Que, obviamente, não é fácil.”

Relacionados

Mais no portal

Mais Notícias

EXAME 464 - Dezembro de 2022

EXAME 464 - Dezembro de 2022

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

Portugueses sem poder de compra para tornar a casa mais eficiente

A reorganização do enoturismo

A reorganização do enoturismo

Em “Sangue Oculto”: Vanda acusa Teresa de a ter espancado

Em “Sangue Oculto”: Vanda acusa Teresa de a ter espancado

João Galamba assegura que agricultura conta com 90 ME em apoios desde 2021

João Galamba assegura que agricultura conta com 90 ME em apoios desde 2021

Urgência Geral do Hospital de Setúbal com constrangimentos até às 20:00 de hoje

Urgência Geral do Hospital de Setúbal com constrangimentos até às 20:00 de hoje

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os

Atitude, arrojo e inovação: Recorde os "looks" de Letizia na entrega dos prémios Francisco Cerecedo

Filha de Heidi Klum arrasa com foto em lingerie

Filha de Heidi Klum arrasa com foto em lingerie

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

Primeiro contacto: Toyota bZ4X, o elétrico com garantia de um milhão de quilómetros para a bateria

Portugal faz bem: matéria natural

Portugal faz bem: matéria natural

Decskill chega aos 500 consultores

Decskill chega aos 500 consultores

Rota do Vinho de Talha: Uma viagem no Alentejo, de copo na mão

Rota do Vinho de Talha: Uma viagem no Alentejo, de copo na mão

Natal: Presentes essenciais

Natal: Presentes essenciais

Está com Covid-19? Saiba o que fazer de acordo com as novas regras

Está com Covid-19? Saiba o que fazer de acordo com as novas regras

Hospital de Santa Maria teve mais 30% de afluência nas urgências no sábado

Hospital de Santa Maria teve mais 30% de afluência nas urgências no sábado

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Dyson quer desenvolver máquinas que usam software e conectividade para se autoaperfeiçoarem

Gary Lineker e Piers Morgan pegados por causa de Messi e Ronaldo

Gary Lineker e Piers Morgan pegados por causa de Messi e Ronaldo

O centenário de José-Augusto França

O centenário de José-Augusto França

E ainda... Saramago

E ainda... Saramago

Livros: Os melhores de 2022

Livros: Os melhores de 2022

Pastelaria Versailles: 100 anos de histórias, sabores e algumas novidades

Pastelaria Versailles: 100 anos de histórias, sabores e algumas novidades

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Eduardo Carpinteiro Albino e José Carlos Figueiredo vencem Campeonato de Portugal de Novas Energias

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

Carolina Norton de Matos, irmã da atriz Bárbara Norton de Matos, está noiva de Cameron Hudson

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Porque é que numa maratona se correm exatamente 42,195 quilómetros?

Em “Sangue Oculto”: Olavo pede o divórcio a Vanda

Em “Sangue Oculto”: Olavo pede o divórcio a Vanda

Hospital de Almada pediu desvio de doentes não críticos para outros hospitais

Hospital de Almada pediu desvio de doentes não críticos para outros hospitais

PR dá posse a seis secretários de Estado incluindo novo adjunto do PM

PR dá posse a seis secretários de Estado incluindo novo adjunto do PM

Fátima Lopes inaugura nova loja na Avenida da Liberdade, em Lisboa

Fátima Lopes inaugura nova loja na Avenida da Liberdade, em Lisboa

Abra as portas ao Natal e vista a casa a rigor

Abra as portas ao Natal e vista a casa a rigor

Sofia Ribeiro sofre novo susto de saúde: “Tinha sintomas estranhos”

Sofia Ribeiro sofre novo susto de saúde: “Tinha sintomas estranhos”

Wrapped do Spotify: conheça os artistas, músicas, álbuns e podcasts mais ouvidos em 2022

Wrapped do Spotify: conheça os artistas, músicas, álbuns e podcasts mais ouvidos em 2022

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Passatempos: vê o que podes ganhar este mês!

Georgina declara-se a Cristiano em pleno Mundial de Futebol

Georgina declara-se a Cristiano em pleno Mundial de Futebol

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

Universidade de Évora e Cruz Vermelha testa com sucesso baterias de segunda vida em cenário de catástrofe

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

6 podcasts de true crime para detetives de bancada

Manifestação no Campus de Justiça em solidariedade com ativistas em julgamento

Manifestação no Campus de Justiça em solidariedade com ativistas em julgamento

VISÃO Júnior, uma prenda de Natal original

VISÃO Júnior, uma prenda de Natal original

O centenário de Saramago

O centenário de Saramago

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

VISÃO Se7e: Os dias em modo Natal

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Tutankhamon, Nefertiti e Cleópatra: Do Antigo Egito a faraós superstars, na Fundação Gulbenkian

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Lancia ‘renasce’ como marca 100% elétrica

Moda: Fundo preto

Moda: Fundo preto