thumbnail_nadia pereira .jpg

A chegada de um recém-nascido é sempre um momento de extrema emoção e mudança profunda da dinâmica familiar, sendo o sono um dos elementos que mais sofre alterações.

O recém-nascido necessita de dormir várias horas, cerca de 16 a 20h num dia, mas por razões nutricionais e de imaturidade dos ciclos de sono, o sono divide-se em períodos de 1-4h, após as quais está desperto para alimentação e cuidados.

A partir dos 3-5 meses de idade a maioria dos bebés tem a capacidade de dormir por períodos maiores durante a noite, de cerca de 5-6h, estando mais ativos e despertos durante o dia. E podemos dizer que, a partir dos 6-9meses, tem a capacidade de dormir a noite toda ou, melhor dizendo, tem a capacidade de durante a noite ter um período de sono mais longo, com microdespertares fisiológicos, não necessitando da intervenção dos pais para readormecer e não necessitando de ser alimentados.

Ciclos de sono

O sono de crianças e adultos organiza-se em ciclos, com cerca de 90-120 minutos de duração, e cada ciclo tem diferentes fases, desde sono mais superficial até sono mais profundo. Na transição de ciclo podem ocorrer pequenos despertares, que na criança maior e no adulto são imperceptíveis, mas na criança mais pequena, principalmente nas que têm alguma dificuldade em conciliar o sono sem ajuda dos pais, pode significar um acordar a meio da noite e o reclamar da atenção dos cuidadores.

Associações ao Sono

As condições em que o bebé adormece, seja a mamar, beber biberon, chuchar na chupeta ou no dedo, aconchegar a uma fralda, segurar na mão da mãe, são comportamentos que, se repetidos ao longo do tempo, se tornam elementos de conforto para o adormecer, ou seja, associações ao sono.

O que acontece é que, sempre que o bebé quiser adormecer, vai necessitar destes elementos. Tendo em conta que numa noite de sono existem vários micro-despertares, o mais provável é que a criança necessite da repetição do comportamento que a faz adormecer habitualmente, e se este estiver dependente da presença dos pais, irá certamente reclamar a sua atenção.

Ou seja, um bebé que só consegue adormecer a mamar, quando durante a noite despertar irá chamar a atenção da maneira que melhor sabe, e geralmente é através do choro, até a mãe lhe dar de mamar, independentemente de ter fome ou não. Muitas das vezes as próprias mães referem que basta mamar por alguns minutos e está de novo a dormir. O mesmo é verdade para o biberon.

É claro que um recém-nascido tem necessidade de ser alimentado várias vezes durante a noite, e mesmo o bebé até aos 9 meses pode necessitar de refeições a meio da noite. Mas podemos dizer que depois dos 12 meses, salvo indicação médica específica, já não há necessidade de alimentar a criança no período noturno.

Porque não adormecer a comer, então?

Porque se a rotina do bebé para adormecer incluir leite materno ou biberon, que são momentos que aumentam a sensação de bem-estar, esta vai tornar-se uma associação positiva ao sono. E naturalmente, sempre que quiser readormecer, vai necessitar destes elementos.

Por outro lado, sabemos que a partir do ano, as refeições a meio da noite são um factor de risco para o desenvolvimento de cáries e outros problemas dentários.

O que fazer se o meu bebé só adormece a comer?

Devemos gentilmente fazer a transição para novas associações ao sono, estimulando a autonomia do bebé no momento do adormecer.

Deve criar-se uma rotina agradável antes da hora de dormir, privilegiando o afecto e evitando atividades muito estimulantes, que se irá repetir consistentemente ao longo dos dias. Após esta rotina, que poderá em casos de crianças mais pequenas incluir uma pequena ceia (leite materno ou biberon), o bebé deverá ser colocado no berço ainda acordado e calmamente fazer a transição para o sono, idealmente sem a presença dos pais.

Em crianças maiores os objectos de transição (peluche, doudou, fraldinha,…) e a chupeta são bons auxílios para um adormecer tranquilo.

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA e receba o perfume da Carven. Dans Ma Bulle Assine já

Mais no portal

Diretoras da Executiva.pt inspiram com histórias de mulheres no poder em Portugal

O que une as maiores empreendedoras nacionais? O que distingue uma mulher no poder de um homem? É fácil para uma mulher de um alto cargo conciliar carreira e profissão? Maria Serina e Isabel Canha respondem a estas e a outras questões!

A coleção de Beyoncé para a Adidas esgotou em 24 horas

Conheça as novidades que levaram celebridades e fãs à loucura.

Calças efeito balão para usar em qualquer parte do mundo

Um dos must-have desta temporada.

Fã de um estilo pouco convencional e criativo? Então olhe bem para estes ténis

Diz quem sabe: A verdade sobre as dietas detox

Estes programas visam uma suposta desintoxicação no entanto é dúbio qual ou quais são os “tóxicos” visados na mesma.

Kim Kardashian mostra o interior de mais 5 dos seus frigoríficos

A socialite voltou a fazer uma visita guiada a divisões da sua mansão em Los Angeles.

Instagram passa a sinalizar as imagens com Photoshop

Saiba o que vai mudar na rede social.

Oprah Winfrey ensina a fazer o chá perfeito

A apresentadora aprendeu a preparar a bebida com uma família indiana.

Isabel II decidiu não fazer desta vez a vontade a Harry

O anúncio foi feito este sábado pelo Palácio de Buckingham.

As referências que marcam o estilo de Jean Paul Gaultier

O estilista, que completa 50 anos de carreira, anunciou que vai deixar as passareles.

Kylie Jenner anunciou que vai lançar uma linha de maquilhagem dedicada a Stormi

E a internet não está a saber lidar.

Inspire-se no estilo de Valentina Ferragni com estas peças de roupa

A irmã de Chiara Ferragni é também um exemplo a seguir no mundo da moda.

Assine 1 ano (12 edições) por 42€ e receba um perfume Carven

Assine Já!