É um tema que fascina a muitas pessoas ao redor do mundo. Desde a década de 1970, quando o FBI começou a desenvolver as primeiras definições de serial killer, os jornais e, depois, o cinema, renderam-se aos criminosos que impressionam pela frieza e métodos particularmente cruéis de matar. Ted Bundy, Ed Kemper, John Wayne Gacy tornaram-se personagens célebres na cultura popular e estão presentes até hoje em filmes, livros e canções.

Mas afinal, os homicidas em série são mesmo génios? Estes criminosos são assim tão solitários como se pensa? E, será que os serial killers conseguem parar de matar? A Activa procurou saber as respostas a estas perguntas com o Dr. Mauro Paulino, psicólogo forense, que responde a estas e outras perguntas, no vídeo.

Durante todo o mês de novembro, o canal Crime+Investigation está a exibir um programa especial dedicado a serial killers, com as 25 mentes criminais mais aterradoras da história. Os episódios são exibidos aos sábados e domingos.

 

Palavras-chave

Já nas bancas!

Assine a ACTIVA e receba dois coffrets da Rituals Assine já

Relacionados

Psicólogo revela 6 motivos pelos quais as pessoas mentem

Confira!

Despersonalização: sabe o que é? (por Inês Ribeiro Psicóloga Clínica)

Já alguma vez se sentiu num sonho? Sentiu que estava dentro de uma ...

Psicopatas: eles estão no meio de nós!

O jornalista de investigação Jon Ronson decidiu perceber o que faz ...

Mais no portal

ASSINE 1 ANO (12 edições) POR 30€ E RECEBA 30€ EM OFERTAS

Assine Já!