Já estamos fartos de ouvir falar na crise do papel higiénico, bem como das piadas sobre o assunto, certo? Mas, afinal, será que entendemos mesmo como tudo começou? Desde a opinião de um especialista em psicologia, à pesquisa feita pela Vice, várias foram as nossas inspirações para tentar perceber porque é que os rolos de papel higiénico foram dos primeiros produtos a deixar prateleiras vazias, assim que foi declarada pandemia devido à rápida propagação do novo coronavírus.

O jornalista Eddy Lim, da Vice, teve a interessante tarefa de se dirigir a um supermercado e perguntar às pessoas, uma por uma, o motivo pelo qual levavam quantidades anormais de papel higiénico. Um resumo?

“Só sei que todos os meus amigos estão loucos por causa do papel higiénico”

“Tenho medo que as outras pessoas o comprem antes de mim e, quando realmente precisar, terá esgotado”

“[Estamos a comprar tantos] Porque somos idiotas”

“Acho que estamos apenas assustados de não poder sair de casa e o papel acabar”

“Não entendo porquê papel higiénico”

Ora, estas foram algumas das declarações conseguidas pelo jornalista, de pessoas na casa dos 21 aos 65 anos de idade. Mas numa coisa concordaram todas: sem dúvida que as notícias acerca da corrida a este produto, bem como as imagens a correr nas redes sociais foram o grande impulsionador para que esta se intensificasse.

Walter Veit, autor de Science and Philosophy e especialista em psicologia, escreve, na PsychologyToday, que pesquisas recentes sugerem que existe uma série de mecanismos psicológicos, mas também económicos, a causar esta crise do papel higiénico. O principal culpado? Um fenómeno cultural ao qual foi dado o nome de Efeito Bandwagon – ou Efeito Adesão -, que descreve o facto de uma determinada tendência, comportamento ou ideias serem “contagiosos”, à medida que mais pessoas os vão adotando.

Outros dos culpados, diz o autor, são os media. “Estou disposto a apostar que, se nenhum artigo tivesse sido publicado acerca do papel higiénico, agora não teríamos esta ‘crise’“, escreveu. Ou seja, ao nos ser dada a sensação de que o papel higiénico ia acabar, mais cedo este acabou, efetivamente, porque as pessoas correram aos supermercados, com receio de que tal viesse a acontecer.

Veit acrescenta ainda que a economia também consegue explicar este fenómeno, com uma teoria de jogo. “Isto pode parecer uma ‘irracionalidade coletiva’, mas faz sentido que cada indivíduo começasse a comprar papel higiénico, já que tinham medo que as restantes pessoas o açambarcassem“, afirma, referindo que as notícias que apelam ao senso comum, muito provavelmente, não resultarão. “O investimento no papel higiénico parece mais racional“, rematou.

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Moda

Inspire-se no que há de novo nestas marcas de moda populares

A nova estação traz muitas novidades e estas marcas dão o mote para o que vamos querer usar nos dias quentes.

Exclusivo
Beleza

Bárbara Corby: "Considero que a beleza vem de dentro"

A influencer é o novo rosto da Vichy em Portugal, depois de ter sido embaixadora digita da marca durante algum tempo. Em conversa com a ACTIVA falou sobre o novo papel e a a relação que tem com o mundo da beleza.

Imagem de Sucesso

Como usar o cinto para modernizar looks e valorizar a silhueta

Quer seja fino, grosso, de metal ou de couro, o cinto pode ser um grande aliado para no que toca ao styling.

Mulheres Inspiradoras

Joana Pessoa: um novo fado

É fadista desde os 15 anos, mas isso está longe de resumir a sua vida. Estivemos à conversa sobre escolhas, caminhos, filhos, divórcio, destino, amor, velhice, para voltarmos ao fado e fecharmos o círculo. Levei-lhe quase quatro horas de vida. É o que dá conversar com uma das mulheres mais interessantes que já entrevistei.

Celebridades

O momento exato em que o palácio anunciou a morte do duque de Edimburgo

Algumas pessoas já foram deixar flores nos portões de Buckingham para homenagear Philip, que morreu nesta quinta-feira, 9 de abril. Veja as primeiras imagens.

Comportamento

Existem quatro tipos de vinculação num relacionamento - saiba qual é o seu

Este tipo de apego é construído na infância e pode acabar por ter repercussões na vida adulta.

Lifestyle

O guia de cinco passos para começar a praticar o "self-care"

Este tipo de cuidados consigo mesma é capaz de gerar mais qualidade de vida e bem-estar.

Celebridades

Os motivos para a polícia ter ido nove vezes à mansão de Meghan e Harry na Califórnia

O afastamento da família real trouxe vários problemas de segurança para a vida dos duques de Sussex nos Estados Unidos.

Moda

Estas novidades de moda prometem fazer furor nos meses quentes

São mais de 20 artigos que aliam elegância, estilo e cor. A combinação ideal para receber a primavera.

Moda

Conheça esta coleção de roupa sustentável para a primavera/verão

Com direção criativa de Sara Carbonero.