Com as medidas de distanciamento social a tornarem-se mais comuns e os colaboradores a terem de se adaptar a novos ambientes de trabalho – incluindo as várias divisões das suas próprias casas – a barreira entre a vida privada e a vida profissional torna-se cada vez menor. De acordo com as últimas conclusões do relatório da Kaspersky How COVID-19 changed the way people work , 51% dos indivíduos que se encontram a trabalhar a partir de casa e que começaram a assistir a mais conteúdo para adultos admitiram que os visualizam através dos mesmos dispositivos que utilizam para trabalhar.

O “novo normal” que os trabalhadores estão agora a enfrentar está a começar a ter impacto no equilíbrio entre a sua vida pessoal e profissional. Quase um terço (31%) dos mesmos admite que está a trabalhar mais tempo neste período de pandemia. Por outro lado, 46% revelou que tem mais tempo para se dedicar à sua esfera privada, o que poderá estar relacionado com o facto de agora não terem que de deslocar a tantos sítios ou viajar como antes.

O novo relatório da Kaspersky também permitiu concluir que está a tornar-se cada vez mais difícil para os trabalhadores separarem o trabalho da sua vida pessoal, especialmente no que diz respeito à área de IT. Tornando-se uma preocupação para as empresas, 51% dos trabalhadores inquiridos que admitiram ter começado a assistir a mais conteúdo para adultos desde que ficaram em teletrabalho, estão a utilizar os dispositivos que utilizam para trabalhar para ver este tipo de conteúdos. Cerca de um quinto (18%) dos trabalhadores chega, inclusive, a utilizar os dispositivos cedidos pela sua empresa e 33% revela que assiste a conteúdo para adultos em aparelhos pessoais, nos quais também fazem algumas tarefas relacionadas com o trabalho.

Adicionalmente, 55% afirma que está a ler mais notícias agora do que antes devido ao regime de teletrabalho. Apesar de ser compreensível que tal aconteça – uma vez que as pessoas querem manter-se atualizadas sobre os últimos desenvolvimentos da COVID-19 – 60% da sua atividade é realizada nos dispositivos que utilizam para trabalhar. E isto pode levar a potenciais infeções de malware, caso os colaboradores não sejam cuidadosos com os recursos e sites que visitam.

Além disso, os trabalhadores estão também a habituar-se a utilizar os seus dispositivos pessoais para trabalhar, aumentando assim potenciais riscos provenientes das “shadow IT”, que podem incluir a revelação de informação sensível. Por exemplo, 42% dos trabalhadores utiliza as suas contas pessoais de email para fins de trabalho, enquanto 49% dos mesmos admite que a sua utilização aumentou com o regime de teletrabalho. Já 38% utiliza messengers pessoais que não foram aprovados pelos departamentos de IT da sua empresa e 60% confessa que os utiliza ainda mais neste novo contexto.

“As organizações não podem satisfazer todos pedidos dos seus colaboradores, como permitir que as equipas utilizem os serviços que desejam. É necessário encontrar um equilíbrio entre a conveniência dos utilizadores, a necessidade da empresa e a segurança. Para conseguir garantir o mesmo, as empresas devem ceder o acesso a serviços com base no princípio de apenas fornecer privilégios mínimos e necessários, implementar uma VPN e utilizar sistemas corporativos seguros e aprovados. Este tipo de software pode ter certas restrições que reduzem ligeiramente a utilização, mas oferecem bastantes garantias no fornecimento de medidas de segurança”, comenta Andrey Evdokimov, Chief Information Security Officer da Kaspersky.

RECOMENDAÇÕES:

Para garantir que as empresas fazem tudo o que lhes seja possível para manter os colaboradores e os seus dados corporativos seguros, a Kaspersky recomenda as seguintes medidas:

· Agendar uma sessão de formação e sensibilização básica de segurança para os seus colaboradores. A mesma poderá ser feita online e conter as práticas essenciais, como a gestão de contas e palavras-passe, segurança no email e de endpoint. A Kaspersky e a Area9 Lyceum prepararam um módulo gratuito para ajudar as equipas a trabalharem em segurança a partir de casa;

· Garantir que dispositivos, softwares, aplicações e serviços são sempre atualizados com as últimas correções lançadas;

· Instalar uma proteção de software comprovada, como o Kaspersky Endpoint Security Cloud, em todos os endpoints, incluindo dispositivos móveis, e ativar todas as firewalls. Qualquer solução que se utilize deve incluir proteção contra ciberameaças e email phishing.

Para colaboradores que estejam a trabalhar a partir de casa e a utilizar os seus dispositivos pessoais, recomenda-se: · Utilizar uma solução de segurança de confiança, como o Kaspersky Security Cloud, para uma proteção alargada contra um conjunto vasto de ameaças;

· Fazer download de conteúdos educativos e de entretenimento apenas de fontes de confiança.

Palavras-chave

Mais no portal

Beleza e Saúde

Experimentei um hidratante facial caseiro que só leva um ingrediente

E estou aqui para contar os resultados. Não se deixem enganar pela imagem - garanto que o creme não ficou branco, muito menos tão artístico.

Beleza e Saúde

Esta é a atividade física que nos deixa com mais fome

Estudo concluiu que pessoas que a praticam ingerem mais calorias.

Celebridades

Ariana Grande assume novo namorado

A artista partilhou fotografias bastante explícitas.

Moda

Parfois: a mala do verão a menos de 8 euros

Não há como não adorar os saldos.

Beleza e Saúde

Coronavírus: Casados há 53 anos, morreram de mãos dadas, no mesmo dia

Falamos de um casal do Texas, de 80 e 79 anos, internados por pouco mais de uma semana.

Beleza e Saúde

O mundo é um lugar estranho, portanto experimentei fazer Reiki — e acabei em lágrimas

Aqui, a cura faz-se pelas mãos e, mesmo sem toques, é impossível não nos sentirmos tocados por esta experiência libertadora.

Lifestyle

Livro da semana: "Uma Gaiola de Ouro", uma história que é um grito feminista

Um livro de Camilla Läckberg, publicado pela Suma de Letras.

Inspirações

10 inventoras negras que tornaram as nossas vidas bem mais fáceis

Sem o espírito de inovação e de empreendedorismo de cada uma destas mulheres, estas 10 invenções poderiam nunca ter existido.

Lifestyle

Vídeo viral mostra como picar um dente de alho em 10 segundos

Quer a cozinha seja ou não o seu forte, esta técnica promete facilitar o processo.

Lifestyle

4 dicas de poupança financeira para mulheres empreendedoras

No primeiro episódio da rubrica Finanças de A a Z, deixo algumas sugestões para criar um negócio e potenciar o seu crescimento.

Celebridades

Em tempos de pandemia, foi assim que Khloé Kardashian celebrou o aniversário

O evento teve direito a máscaras personalizadas - mas não só.

Inspirações

Normalizar corpos normais: o movimento que se tornou viral

Pessoas de todo o mundo têm partilhado imagens dos respetivos corpos, de modo a provar que é normal sermos diferentes.

€2,95 por edição 20% desconto  

Papel