Podemos ser todas diferentes, podemos ter ambições ajustadas à nossa personalidade, à nossa realidade, ao contexto e à cultura. Acredito que mesmo assim todas temos um objectivo comum: sermos felizes. Podemos estar em Portugal, na Lapónia, Venezuela. Todas queremos e merecemos ser felizes, não concorda comigo?

Então atrevo-me a perguntar: sendo este um objectivo comum, porque é que não conseguimos caminhar no mesmo sentido? Aqui é certo que as questões que se prendem com o “ego” e com as comparações, falam mais alto do que qualquer outro bem comum, e é aqui que encontramos o mundo como está. Mas não é disso que quero falar nesta artigo : ) Quero falar sobre coisas positivas e felizes!

Ser feliz é desafiante. Recordo-me de uma vez que tive uma cliente de Coaching que me indicou que o seu principal objectivo de vida era “ser feliz para sempre”. Ao início confesso que fiquei assustada com este objectivo, porque a minha necessidade de racionalização levou-me a pensar “mas isto não é um objectivo SMART!” (específico, mensurável, atingível, realista e definido no tempo). Depois percebi que sim: ser feliz para sempre é um objectivo perfeitamente legítimo, e bem definido. E dá trabalho, e exige obviamente um plano de acção que nos ajude a lá chegar! Ser “feliz para sempre” não é fácil, mas é possível, desde que se trace uma estratégia e um plano de acção para lá chegar. Não há ciência, há que entrar em acção rumo a uma vida mais feliz. E isso dá trabalho.

Defendo a ideia de que somos 100% responsáveis pela nossa felicidade. Não somos responsáveis por alguns acontecimentos da vida (e a questão da COVID-19 é exemplo disso), mas somos sim responsáveis pela forma como decidimos reagir a esses acontecimentos. E, se decidirmos ser felizes, melhor para nós e para os que nos rodeiam.

Então, vamos a algumas dicas para conseguirmos ser (ainda) mais felizes?

1. Valorizar cada pequena conquista na nossa vida. Tantas vezes nos focamos na carência, e nas “falhas”, e tão poucas vezes olhamos para o que fazemos bem e para o que a vida nos dá de positivo.

2. Agradecer no final do dia, antes de dormir. O que podemos agradecer? As coisas mais simples, os acontecimentos mais discretos. Mas há que treinar o cérebro para se focar nas coisas boas, agradecendo, forçando-o a recordar razões para isso.

3. Viver no presente, meditar, nem que sejam 5 minutos por dia. E por favor! Não se desculpe com a típica frase “não tenho tempo”. Se tem 5 minutos para navegar nas redes sociais, também tem 5 minutos para meditar, para antecipar, para visualizar a sua felicidade. Os temas que se prendem com “ansiedade” ou “depressão” são maioritariamente de pessoas que vivem no passado ou no futuro. Sendo assim, peço por favor que faça o seu maior esforço para viver no presente. Acredite que vai dar mais valor à vida, ao que tem, à pessoa que é, ao que conseguiu até aos dias de hoje.

4. Rodeie-se de pessoas felizes. Diz-se, no âmbito do desenvolvimento pessoal e profissional, que “somos a média das 5 pessoas que nos rodeiam”. Por isso, atenção!

Estamos todas no mesmo caminho rumo a uma vida mais feliz e mais satisfatória. Existe sempre espaço para trabalharmos, nem que seja com a intenção de manter o nosso nível de felicidade nos níveis mais elevados.

Por isso atrevo-me a perguntar: qual o seu plano de acção rumo a uma vida mais feliz? Conte-me tudo!

www.mafaldaalmeida.com | mafalda@mafaldaalmeida.comInstagram | Linkedin | Facebook

Próximas acções de formação:

Academia online de desenvolvimento pessoal e profissional – RISING ACADEMY, já a aceitar inscrições. Mais informação em: www.mafaldaalmeida.com/rising-academy

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

Gestão de tempo descomplicada

Na estreia da rubrica Sucesso Pessoal e Profissional, decidi falar sobre a gestão de tempo. Um tema que tem grande impacto sobre as mulheres.

Mais no portal

Moda

10 artigos da Zara que vão arrasar em qualquer destino de férias

Estes visuais prontos a usar prometem fazer furor nos seus dias de descanso.

Comportamento

Como lidar com a frustração sexual?

Existem várias causas para a insatisfação com a vida íntima, que pode afetar a qualidade de vida em geral.

Moda

Saiba como fazer uma mala de férias sem complicações

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para escolher os derradeiros essenciais de viagem.

Moda

Encontrámos as Havaianas perfeitas para dar brilho ao verão

Se é fã da famosa marca brasileira e gosta de dar um toque de brilho a tudo o que faz, vai delirar com esta novidade.

Lifestyle

6 dicas para viajar de carro tranquilamente com crianças

"Estou com fome! Quanto chegamos? Preciso de fazer xixi!" Viajar com crianças durante um longo período de tempo pode ser um verdadeiro pesadelo.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é uma "depressão de baixo grau"?

Recentemente, Michelle Obama fez um desabafo sobre a sua saúde mental. Entenda o que se passa com a antiga Primeira-dama dos Estados Unidos.

Celebridades

Michelle Obama admite que sofre de uma "depressão de baixo grau"

A pandemia aliada a todo o clima de tensão que se vive nos Estados Unidos afetou a saúde mental da antiga Primeira-dama do país.

Celebridades

Daisy Coleman, de documentário da Netflix sobre abuso sexual, morre aos 23 anos

O caso da jovem, que se tornou uma defensora das vítimas de violação, é retratado numa série documental do serviço de streaming.

Lifestyle

Estes podem ser os motivos para continuarmos a ver filmes para adolescentes

Sim, tenho mais de 30 anos e por vezes vejo (e revejo) filmes com histórias para adolescentes. Mas sei que não sou a única!

Celebridades

O interior do frigorífico de Selena Gomez revela muito sobre a cantora

A estrela norte-americana mostrou o que armazena neste eletrodoméstico, bem como no congelador.

Beleza e Saúde

5 produtos de skincare que testei há um ano e agora fazem parte da minha rotina

O mais barato custa menos de 3 euros.

Moda

Criei 5 visuais diferentes com uma peça de roupa que todas temos no roupeiro

Por vezes - e falo por experiência própria -, só precisamos de um pouco de originalidade para não nos cansarmos daquilo que vestimos.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel