Todos queremos ser “melhores”, numa competição cujo principal adversário somos nós mesmos, estabelecendo um paralelo entre o que somos hoje, e o que queremos ser num futuro risonho e feliz, plenamente realizados, onde sentimos felicidade pelo alcance das nossas metas, definidas num círculo de valores e crenças alinhadas com um propósito maior. A competição para chegar à nossa melhor performance, deve ser, acima de tudo, ser saudável e amigável, evitando guerras internas que possam gerar mais frustrações que resultados.

Vale a pena ter em conta relativamente à Alta Performance, as metodologias mais usadas nas grandes empresas mundiais e que estão na linha da frente quando falamos em inovação e sucesso. A Metodologia Agile usada nas maiores empresas do mundo, na área tecnológica e industrial, com resultados de ímpares na gestão e produtividade de equipas, e que têm atingido feitos notáveis quando aliadas às melhores técnicas de Coaching, descrevem as equipas de alta performance como sendo detentoras de características muito específicas, tais como: estabilidade; auto-organização e multifuncionalidade.

Mas também flexibilidade e criatividade, trabalhando para um propósito comum. Creio que a ausência de algumas destas características são o impedimento para que muitos de nós alcancem os seus melhores resultados, e possam tornar-se na Melhor Versão de Si Mesmos. Será que conseguimos auto-organizar nos e disciplinar-nos para cumprir as nossas metas? Será que conseguimos ser estáveis e manter a continuidade dos nossos esforços para executar os objectivos a que nos propomos? Muitos de nós, estarão neste momento, a responder mentalmente que NÃO, numa espécie de auto sabotagem permanente dos seus sonhos.

É claro, que o primeiro passo para a alta performance, será sempre a identificação clara do que são os seus pontos fracos e os pontos a melhorar e desenvolver. Para identificar estes pontos, é preciso ter em conta o próprio comportamento, analisar as experiências vividas e avaliar os resultados obtidos. O que implica, claramente, um profundo autoconhecimento. Sendo também importante envolver neste processo, pessoas da sua confiança que possam fornecer um feedback honesto sobre estes pontos.

Neste ponto, a ajuda profissional de um Coaching pode ser uma mais valia preciosa, auxiliando na identificação das emoções e crenças limitantes que atrapalham o seu desenvolvimento, estabelecendo um plano sobre o que é preciso mudar, de forma, a estimular a capacidade do cliente, ao mesmo tempo que faz com que este se responsabilize pelos resultados com os quais se comprometeu.

Definir objectivos desafiadores, de forma realista, exequível e temporalizada é fulcral (utilizando a tão conhecida metodologia SMART), mas não chega… Quantas vezes, não desistiu de ser o melhor que podia ser por factores inesperados de mudança, para os quais não tinha (nem podia ter) um plano b?

É preciso ter em conta as mudanças e não ter medo que elas ocorram, vendo isso como um factor natural durante todo o processo em que se pretende alcançar uma performance de excelência. A Metodologia Agile coloca a tónica num valor indispensável para quem pretende atingir a alta performance: responder à mudança mais do que seguir um plano. Este princípio poderia facilmente valer para qualquer área da vida, em qualquer circunstância.

Se realmente quer atingir a alta performance a nível profissional, seja antes de mais, flexível e adaptável. Aliada a esta ideia, de que apenas a mudança é um factor permanente no mundo, existe uma outra, igualmente decisiva para quem pretende atingir a alta performance: a necessidade contínua de aprendizagem.

Quem quiser atingir uma performance de excelência, além da necessidade de desenvolver skills de rápida adaptação e flexibilidade, aliada ao rigor, mudança de hábitos nocivos, quebra de crenças limitantes, deve ter um mindset growth. E tal significa, a humildade de saber que a Vida é um lugar onde existe algo novo aprender diáriamente, onde precisamos de ser curiosos e atentos às mudanças. Comprometendo-nos connosco próprios, acima e independentemente, de tudo.

Assim, antes de tudo, para atingir a alta performance, deve estar preparado para as mudanças constantes, e para saber reinventar-se a cada dia. Termino com uma frase conhecida do Livro “Alice no País das Maravilhas”: “Não posso voltar para ontem, porque lá eu era outra pessoa!” A adaptação é a chave! Lúcia Palma Coaching, ICC n.º 14551 Instragram: Luciapalma_Coach

Palavras-chave

Mais no portal

Moda

10 artigos da Zara que vão arrasar em qualquer destino de férias

Estes visuais prontos a usar prometem fazer furor nos seus dias de descanso.

Comportamento

Como lidar com a frustração sexual?

Existem várias causas para a insatisfação com a vida íntima, que pode afetar a qualidade de vida em geral.

Moda

Saiba como fazer uma mala de férias sem complicações

No episódio de hoje da rubrica Imagem de Sucesso, deixo algumas dicas para escolher os derradeiros essenciais de viagem.

Moda

Encontrámos as Havaianas perfeitas para dar brilho ao verão

Se é fã da famosa marca brasileira e gosta de dar um toque de brilho a tudo o que faz, vai delirar com esta novidade.

Lifestyle

6 dicas para viajar de carro tranquilamente com crianças

"Estou com fome! Quanto chegamos? Preciso de fazer xixi!" Viajar com crianças durante um longo período de tempo pode ser um verdadeiro pesadelo.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é uma "depressão de baixo grau"?

Recentemente, Michelle Obama fez um desabafo sobre a sua saúde mental. Entenda o que se passa com a antiga Primeira-dama dos Estados Unidos.

Celebridades

Michelle Obama admite que sofre de uma "depressão de baixo grau"

A pandemia aliada a todo o clima de tensão que se vive nos Estados Unidos afetou a saúde mental da antiga Primeira-dama do país.

Celebridades

Daisy Coleman, de documentário da Netflix sobre abuso sexual, morre aos 23 anos

O caso da jovem, que se tornou uma defensora das vítimas de violação, é retratado numa série documental do serviço de streaming.

Lifestyle

Estes podem ser os motivos para continuarmos a ver filmes para adolescentes

Sim, tenho mais de 30 anos e por vezes vejo (e revejo) filmes com histórias para adolescentes. Mas sei que não sou a única!

Celebridades

O interior do frigorífico de Selena Gomez revela muito sobre a cantora

A estrela norte-americana mostrou o que armazena neste eletrodoméstico, bem como no congelador.

Beleza e Saúde

5 produtos de skincare que testei há um ano e agora fazem parte da minha rotina

O mais barato custa menos de 3 euros.

Moda

Criei 5 visuais diferentes com uma peça de roupa que todas temos no roupeiro

Por vezes - e falo por experiência própria -, só precisamos de um pouco de originalidade para não nos cansarmos daquilo que vestimos.

€2,95 por edição 20% desconto  

Assine já!

Papel