Fazer scroll nas redes sociais até se perder a noção do tempo não é necessariamente um fenómeno novo. Mas os contornos atípicos de 2020 alteraram profundamente este ‘pequeno prazer’, bem como os efeitos que ele pode ter no bem-estar geral.

Agora, um fluxo de informações negativas invade constantemente os nossos feeds, quer sejam as últimas atualizações sobre a pandemia ou imagens de injustiças raciais, e este novo hábito de consumo até já tem um nome: doomscrolling”.

❝ Doomscrolling: A tendência de continuar a navegar ou fazer scroll em más notícias, apesar de serem tristes, desanimadoras ou deprimentes.
— Merriam Webster

Pense no “doomscrolling” como ser intolerante à lactose e, mesmo assim, decidir consumir imenso queijo — sabe que não é uma boa ideia, mas não consegue evitar. A grande diferença é que em vez de levar ao desconforto físico, esta escolha pode afetar a saúde mental. “Coloca a mente numa espiral descendente de ansiedade e negativismo, e este ciclo é difícil de quebrar”, explica a psicóloga Nina Vasan à revista “Shape”.

Causas e Consequências

A especialista acrescenta que muitos caem nesta tentação porque, neste momento, passam demasiado tempo em casa e sem as atividades que normalmente os mantêm afastados dos telemóveis e dos computadores ao longo do dia. “As redes sociais parecem ser a única forma de estarmos conectados com o resto do mundo”. Para além disso, há a ‘armadilha’ da informação, visto que estas plataformas oferecem atualizações praticamente em tempo real daquilo que se passa no mundo.

Procuramos mais certeza e controlo numa altura que, para muitas pessoas, é a mais caótica das suas vidas. Há uma sensação de que algo positivo está apenas a um clique de distância, portanto procuramo-lo constantemente. Em vez disso, somos bombardeados com cada vez mais informações negativas”, afirma a Dra. Vasan.

Essa procura incessante pelo controlo acaba por ter um efeito contrário ao pretendido, deixando sentimentos de descontrolo e tristeza. Isto pode ser particularmente problemático para quem já sofre de depressão ou ansiedade. Para reverter este cenário, as recomendações passam por evitar navegar nas redes sociais pela manhã e antes de ir dormir.

“As primeiras horas da manhã, especialmente logo após acordar, dão o mote para o resto do dia, portanto se começar a fazer ‘doomscrolligng’, está a preparar o cérebro para captar mais negatividade”, esclarece a profissional de saúde. “Fazê-lo antes de dormir também é prejudicial, porque a mente é ocupada com conteúdos negativos e torna-se mais difícil adormecer”.

Veja, abaixo, cinco outras formas de quebrar o mau hábito do “doomscrolling”.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

Cinco dicas para ser feliz no mundo pós-pandemia

Especialista em psicologia da Doctorino dá cinco concelhos para cuidar da saúde mental em tempos atípicos.

#CartaBranca

Inteligência Emocional: as 11 questões que mudaram o meu dia

E que, a partir de agora, farão parte de uma rotina que não tinha até então.

Diz Quem Sabe

Não se esqueça de se amar primeiro

Uma lição de autoestima inspirada numa famosa série. “Porque Carry Bradshaw teria sido uma ótima Coach!”.

Mais no portal

Comportamento

O fenómeno que promete afetar o início de novas relações num mundo pós-pandemia

A sigla assemelha-se a um palavrão e os especialistas estimam que poderá dificultar novos relacionamentos.

Beleza

Nem imagina o impacto que uma fronha pode ter na pele do rosto

Parece um detalhe inofensivo, mas pode fazer toda a diferença na condição da tez.

Finanças de A a Z

Animais domésticos: como cuidar bem deles e ainda poupar dinheiro

Este é o tema do novo episódio da rubrica Finanças de A a Z.

Saúde

Entenda a relação entre o stress e a queda de cabelo

Um estudo recente da Universidade de Harvard debruçou-se sobre o tema e, para além disso, encontrou uma substância que poderá estimular o crescimento dos fios.

Moda

5 'looks' perfeitos para um casamento intimista (mas de sonho)

A estilista Elsa Barreto regressa ao segmento nupcial.

Moda

Saiba como escolher (sempre) o modelo perfeito de calças de ganga

Com tantas opções no mercado, é fácil ficarmos confusas.

Moda

Estas cinco combinações de cores são a definição de luxo

Quer dar mais cor ao seu guarda-roupa? Então, inspire-se nestes visuais que encontram equilíbrio em apostas inesperadas.

Moda

Parfois: 10 artigos imperdíveis em promoção

Confira as sugestões que selecionámos.

Saúde

Um beijo, três consequências para a saúde oral

O Dia do Beijo celebra-se anualmente a 13 de abril, e Portugal não foge aos festejos. Aqui ficam três consequências (boas e más) deste gesto de carinho na saúde oral.

Body Shaper

A receita caseira que combate três grandes preocupações estéticas das mulheres

No novo episódio da rubrica Body Shaper, partilho uma massagem que ajuda a eliminar a celulite, a má circulação e a retenção de líquidos.