Um novo estudo de psicologia focado em qual será a melhor forma de agradecer oferece algumas dicas preliminares para aqueles que procuram fortalecer os seus relacionamentos românticos.

Os psicólogos responsáveis por esta investigação, publicada na revista científica “Journal of Social and Personal Relationships”, concluíram que a melhor forma de expressar gratidão é elaborar por palavras o quanto a pessoa amada respondeu às suas necessidades. Por exemplo, algo como “Não teria chegado a esta reunião a tempo se não me tivesses dado boleia até ao escritório hoje” tende a gerar uma resposta mais positiva de um parceiro tanto em laboratório como no dia-a-dia.

Independentemente do tom ou da comunicação não verbal de quem está a falar, quanto mais um “obrigado” transmitir o quanto alguém foi valorizado e incluído nos objetivos do companheiro, “mais positivamente o benfeitor verá a gratidão e o afeto no relacionamento”. Por outro lado, destacar a extensão do sacrifício de alguém – algo do estilo “Eu sei que foi um incómodo para ti levares-me ao escritório na hora de ponta” – não é tão eficaz nesse sentido.

“Estas descobertas são consistentes com a noção de que os relacionamentos românticos são de natureza comunal e que dar e receber benefícios entre parceiros é algo baseado na capacidade de resposta às necessidades um do outro”, escrevem os autores. “Ou seja, os benfeitores ficam satisfeitos ao saber que o que eles fizeram atendeu às necessidades dos seus parceiros precisamente porque o seu comportamento foi motivado por uma preocupação com o bem-estar dos seus parceiros.”

Há muito que a gratidão é celebrada como uma virtude e, nas últimas duas décadas,  o acúmulo de evidências sugere que essa emoção positiva pode desempenhar um papel importante na sociedade humana. Entramos assim no território da teoria “find‐remind‐and‐bind”, que defende que as expressões de agradecimento são evolutivamente vantajosas, porque reforçam os laços entre os humanos.

Até mesmo os estudos sobre primatas indicam que ser ou estar grato é mais do que uma simples construção social. Trabalhos anteriores mostram que um chimpanzé tem uma probabilidade muito maior de partilhar comida com outro primata que o tenha ajudado no passado. Nós, humanos, não somos assim tão diferentes. Evidências correlacionais recentes sugerem que este tipo de reconhecimento é importante no crescimento pessoal e relacional, possivelmente mais do que outras emoções positivas, o que geralmente tem efeitos muito benéficos. 

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

Mais de 60% dos portugueses passou a sorrir menos depois do confinamento

Este é o resultado de um estudo recente desenvolvido pela Colgate, em conjunto com a Marktest.

Comportamento

3 formas de fazer com que os seus filhos parem de brigar

Um tema pertinente, especialmente depois de assistirmos ao vídeo viral destas duas irmãs brasileiras.

Comportamento

A razão científica surpreendente por trás da atração física

No que diz respeito à atração física, há um fator inesperado que entra em jogo.

Mais no portal

Beleza e Saúde

Cabelos: Risco ao meio ou de lado? A melhor opção para cada formato de rosto

A forma como reparte o cabelo pode mudar muito o seu visual - num cenário ideal, sempre para melhor. Saiba como valorizar o seu rosto.

Comportamento

5 formas de ultrapassar momentos menos bons

De acordo com vários especialistas.

Beleza e Saúde

O resultado de uma semana sem qualquer tipo de exercício físico

Para qualquer adepto de um estilo de vida ativo, estar parado é um verdadeiro desafio. E foi assim que encarei esta semana.

Lifestyle

Saiba como fazer a deliciosa salada de espinafres de Julie Deffense

Simples e deliciosa.

Beleza e Saúde

Chiara Ferragni mostra-nos como o azul com glitter resulta sempre para fazer os nossos olhos brilhar

A influencer criou novamente uma coleção com a Lancôme, em que o glitter é a aposta.

Moda

O vídeo que nos fala de Paris, de mulheres e do que acontece quando se trocam duas malas

Esta produção é uma viagem ao mundo das mulheres parisienses com toda a emoção e “joie de vivre” da cidade de Paris.

Beleza e Saúde

Não vai acreditar com que idade Halle Berry teve o primeiro orgasmo

A confissão da atriz veio surpreender o público.

Moda

Esta é a prova de que o 'nightwear' pode ser usado o dia todo

Seda, cetim ou caxemira?

Beleza e Saúde

Quando deve anunciar a gravidez?

A norma é que se ultrapasse a meta das 12 semanas. Mas será que é mesmo preciso?