Com base numa análise do Google Trens, psicólogos americanos descobriram que houve um aumento acentuado nas pesquisas por determinadas perturbações mentais, que podem estar a afetar milhões de pessoas. 

O grupo de investigadores recorreu à plataforma para analisar uma lista extensa de termos relacionados com a saúde mental que os utilizadores pesquisaram antes e depois de a Organização Mundial da Saúde declarar uma pandemia de COVID-19, no passado mês de março. Os especialistas concluíram que as buscas por “ansiedade, ataques de pânico e tratamentos para ataques de pânico”, especialmente técnicas remotas de autocuidado, aumentaram nas semanas que se seguiram à declaração. 

“Embora não sejam, de todo, uma ‘janela para a alma’, as pesquisas refletem desejos relativamente não censurados por informações e, portanto, não possuem muitos dos preconceitos das pesquisas de relato próprio tradicionais”, diz o estudo. “As análises da Google Trends já serviram para prever resultados sociais importantes, como a transmissão de doenças e o comportamento eleitoral, e também podem ser usadas para prever sintomas e necessidades de saúde mental da população“.

Os ataques de pânico são períodos de ansiedade extrema, com manifestação de sintomas a nível físico, incluindo palpitações, aumento da frequência cardíaca, transpiração excessiva, dificuldade em respirar, náuseas e tonturas, explica o site do Hospital da Luz.

Os cientistas não encontraram um aumento nas pesquisas por depressão, solidão, abuso e suicídio, o que não significa necessariamente que as pessoas não estejam a enfrentar tais problemas. Contudo, podem aponta para aquilo que Michael Hoerger, professor universitário de Psicologia e coautor do estudo, descreve como um “tsunami de saúde mental” .

“As nossas análises são a ponta do iceberg”, diz Hoerger. “Com o passar do tempo, é possível que assistamos a um maior declínio na saúde mental da sociedade. Isto, provavelmente, incluirá depressão, perturbação de stress pós-traumático, violência comunitária, suicídio e luto complexo”, acrescenta. “Por cada morto por COVID-19, existem aproximadamente nove parentes afetados, e as pessoas vão carregar esse luto durante muito tempo”.

Os cientistas afirmam ainda que a monitorização contínua da Google Trends pode revelar outros problemas de saúde mental a longo prazo e não detectados nesta análise. Informações essas que podem orientas as iniciativas, a vários níveis, para mitigar o custo psicológico da CVID-19.

Palavras-chave

Relacionados

Lifestyle

Testei um hábito que promete reduzir a ansiedade. Será que funciona?

Depois de passar uma semana a meditar diariamente, aventurei-me com uma outra rotina "mindfulness". Desta vez, à noite. Espreitem como correu.

Comportamento

O stress está a aumentar com a pandemia. Saiba como combatê-lo

Um artigo de opinião de Rita de Botton, médica patologista clínica da SYNLAB, para assinalar o Dia Mundial do Stress.

Beleza e Saúde

Diz quem sabe: Quatro conselhos para combater o stress ao retomar da rotina

Um artigo de opinião do Dr. Manuel Portela, diretor da Portela Clínica, para que o regresso ao “novo normal” seja um sucesso.

Mais no portal

Beleza e Saúde

Cabelos: Risco ao meio ou de lado? A melhor opção para cada formato de rosto

A forma como reparte o cabelo pode mudar muito o seu visual - num cenário ideal, sempre para melhor. Saiba como valorizar o seu rosto.

Comportamento

5 formas de ultrapassar momentos menos bons

De acordo com vários especialistas.

Beleza e Saúde

O resultado de uma semana sem qualquer tipo de exercício físico

Para qualquer adepto de um estilo de vida ativo, estar parado é um verdadeiro desafio. E foi assim que encarei esta semana.

Lifestyle

Saiba como fazer a deliciosa salada de espinafres de Julie Deffense

Simples e deliciosa.

Beleza e Saúde

Chiara Ferragni mostra-nos como o azul com glitter resulta sempre para fazer os nossos olhos brilhar

A influencer criou novamente uma coleção com a Lancôme, em que o glitter é a aposta.

Moda

O vídeo que nos fala de Paris, de mulheres e do que acontece quando se trocam duas malas

Esta produção é uma viagem ao mundo das mulheres parisienses com toda a emoção e “joie de vivre” da cidade de Paris.

Beleza e Saúde

Não vai acreditar com que idade Halle Berry teve o primeiro orgasmo

A confissão da atriz veio surpreender o público.

Moda

Esta é a prova de que o 'nightwear' pode ser usado o dia todo

Seda, cetim ou caxemira?

Beleza e Saúde

Quando deve anunciar a gravidez?

A norma é que se ultrapasse a meta das 12 semanas. Mas será que é mesmo preciso?