@felixruizdiez

A população feminina tem sido a que mais sofreu com o impacto nos rendimentos, na alimentação e no bem-estar emocional desde o início do isolamento social, por conta da pandemia de COVID-19.

Esta é uma das principais conclusões de um estudo da organização sem fins lucrativos CARE, que entrevistou mais de 10 mil pessoas de 38 países diferentes. Os resultados indicam que as mulheres têm três vezes mais probabilidade de terem a saúde mental impactada pela pandemia do que o sexo oposto. Na verdade, 27 por cento das inquiridas confessou ter tido mais problemas emocionais, comparativamente a 10 por cento dos homens.

Os investigadores também revelaram que as mulheres relataram ter dificuldades em dormir e com a manutenção dos rendimentos, preocupações com o trabalho e até mesmo perda de apetite; fatores que podem levar ao aumento da ansiedade, por exemplo.

“Esse resultado reforça a importância de entender o que as mulheres precisam e mostrar como a sua experiência difere da dos homens”, afirma Emily Janoch, diretora de gestão do conhecimento e aprendizagem da CARE, que liderou o estudo.

A disparidade resulta das desigualdades verificadas nos sistemas locais e globais, sendo que as mulheres estão sujeitas a situações que tendem a não afligir tanto os homens. Nos Estados Unidos, por exemplo, entre fevereiro e maio, 11.5 milhões de mulheres foram colocadas em layoff – os números relativos ao sexo masculino ficam-se pelos nove milhões – e essas perdas de empregos ocorreram num sistema em que as mulheres já representam 66,6% da força de trabalho nos 40 empregos mais mal pagos do país.

A divisão de tarefas em casa também é um fardo mais pesado para as mulheres. Ainda de acordo com o exemplo dos Estados Unidos, 55% das mulheres no mercado de trabalho cumprem tarefas domésticas em comparação com 18% dos homens.

As americanas também passam mais tempo com os filhos. Quando as escolas fecham e as crianças têm de depender do ensino à distância, a responsabilidade de mantê-las concentradas e de dar apoio recai desproporcionalmente sobre as mães. A realidade da amostra feminina usada para este estudo é ainda mais dura nos países em desenvolvimento.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

A maioria dos colaboradores já não quer voltar ao modelo de trabalho tradicional

Em vez de voltarem ao “business as usual”, os funcionários já estão a moldar o que será o futuro do trabalho, de acordo com as suas preferências.

Diz Quem Sabe

Quebre o ciclo de stress em 2021

Com pequenos gestos podem chegar grandes mudanças.

Comportamento

Saiba como recuperar de um despedimento em 8 passos

Ser dispensado de um emprego dificilmente é encarado como algo positivo, mas há formas de superar a situação e passar a ver o copo "meio cheio".

Mais no portal

Moda

Hoje, temos todos lugares marcados na primeira fila do desfile de Elisabetta Franchi

Uma apresentação digital imperdível da coleção FW21/22.

Imagem de Sucesso

Renove o closet com estas propostas de peças clássicas - e cheias de estilo

No novo episódio da rubrica Imagem de Sucesso, mostro alguns exemplos de artigos de movas que nunca irão falhar-vos.

Saúde

Afinal, o que significam as áreas desbotadas no tecido das cuecas?

É uma coisa perfeitamente normal e tem uma explicação muito simples.

Fora da Caixa

Estas lojas online são verdadeiros paraísos para quem tem caracóis

Encontro tudo o que preciso (e muito mais) para cuidar do meu afro nestas plataformas.

Moda

Tons pastel: não há dúvidas de que o lilás é a sensação do momento

Aqui ficam três sugestões de visuais que incorporam a cor romântica.

Saúde

Não escovar os dentes pode causar estes problemas de saúde inesperados

Pelo bem da saúde em geral, este é um hábito que não deve ser descurado.

Comportamento

Isto é melhor do que qualquer pedido de desculpas

Num relacionamento, durante uma discussão de conflito, existem seis passos que ajudam os casais a evitar que a negatividade fique fora de controlo

Moda

A elegância de uma camisa branca em 20 combinações infalíveis

Esta é bem capaz de ser a peça mais versátil do seu guarda-roupa.

Pera Doce

'Querido diário': fui vegan durante duas semanas e agora não quero outra coisa

Durante duas semanas, fiz-me à cozinha, usei ingredientes que me eram completamente estranhos e não meti nem uma fatia de queijo na boca. Isto foi o registo da experiência.

Saúde

4 hábitos saudáveis que podem prejudicar a saúde oral

Não escolhemos uma fotografia de alguém a beber um sumo verde por acaso.

Beleza

Revelado o produto de beleza que Angelina Jolie tem sempre na mala

A atriz é fã de um óleo facial aquoso conhecido pelas propriedades hidratantes e antienvelhecimento.

Comportamento

Comportamentos gordofóbicos variam consoante o biótipo das mulheres

Se duas mulheres tiverem o mesmo peso e altura, a localização da gordura corporal altera o nível de preconceito de que são alvo.