@itsrosieandharry

Com a crise de COVID-19 a impedir a possibilidade de os solteiros procurarem romance pessoalmente, as aplicações de encontro têm prosperado. 

Embora estas plataformas sejam muito associadas a sexo casual, um estudo sugere que os casais que ficam juntos depois de ‘deslizarem para a direita’ têm um relacionamento tão satisfatório quanto aqueles que se conheceram através de formas convencionais – e até podem ter mais vontade de assentar. Isto de acordo com um estudo recente, publicado na revista científica “PLOS One”.

“Descobrimos que, de certas formas, os casais que se conheceram através de aplicações de encontros têm uma formação familiar de longo prazo ou intenções de relacionamento ainda mais fortes do que outros casais que se conheceram offline, ou através de outras formas de encontros digitais”, afirmou a Dra. Gina Potarca, autora deste estudo da Universidade de Genebra.

Potarca e a sua equipa analisaram os dados de um inquérito nacionalmente representativo de 2018, conduzido pelo Escritório Federal de Estatísticas da Suíça, sendo que se focaram numa amostra de 3235 adultos que estavam numa relação e tinham conhecido o parceiro nos últimos 10 anos. Os resultados indicam que os casais que se conheceram numa app tinham mais motivação para morarem juntos do que os restantes. 

“O estudo não diz se a intenção final era viverem juntos a longo ou curto prazo, mas dado que não há diferença na intenção de casar, e que o casamento ainda é uma instituição central na Suíça, alguns destes casais provavelmente veem a coabitação como um período de experiência antes do casamento”, acrescenta a investigadora.

As mulheres que conheceram os parceiros em aplicações de encontros também mencionaram querer e planear ter filhos num futuro próximo, dizem os investigadores, sublinhando que isto era mais comum neste tipo de plataformas do que nas outras formas de conhecer alguém.

Os pares que se conheceram através de aplicações estavam tão satisfeitos com a qualidade dos respetivos relacionamentos e das suas vidas quanto aqueles que se conheceram noutras circunstâncias. Por isso mesmo, Portarca afirma que “a internet está a transformar profundamente as dinâmicas de como as pessoas se conhecem”.

O estudo também diz que as aplicações de encontros encorajam uma “mistura” de pessoas com diferentes níveis de formação, especialmente entre mulheres altamente qualificadas e homens com baixo nível de escolaridade. As apps também facilitam as relações à distância, uma vez que os utilizadores podem conectar-se com outros membros da comunidade a mais de 30 minutos de distância.

“Saber que as aplicações de encontros provavelmente se tornaram ainda mais populares durante os períodos de lockdown e distanciamento social de 2020, é reconfortante descartar as preocupações alarmantes sobre os efeitos a longo prazo do uso destas ferramentas”, conclui a Dra. Gina Potarca.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

O maior preditor da felicidade numa relação pode não ser o que pensa

Recente estudo teve resultados inesperados - e bastante esclarecedores.

Comportamento

O medo surpreendente que impede o sucesso de muitas relações amorosas

Um estudo recente foca-se num receio específico que tem o poder de minar envolvimentos românticos.

Comportamento

Quarentena: homens e muheres sentiram efeitos diferentes

Eis as grandes consequências do isolamento.

Mais no portal

Mulheres Inspiradoras

#SairParaVotar. Fotógrafa portuguesa lança campanha online de apelo ao voto

"É um projeto fotográfico e a decisão do futuro", escreveu Inês Costa Monteiro nas redes sociais.

Beleza e Saúde

Afinal, o que é skinimalism?

Esta será uma das grandes tendências de cuidados de pele para 2021.

Moda

Estas bailarinas provam que o calçado vegan está na moda

Estes três novos modelos, que fazem parte da coleção vegan de uma marca nacional, são criados à mão por mestres sapateiros portugueses e feitos a partir de faux leather.

Lifestyle

Home staging: como (bem) decorar uma casa para vender ou arrendar

Com a ajuda do Habitissimo, explicamos como pode preparar um imóvel em apenas cinco passos.

Faits Divers

O simbolismo da onda roxa que vimos na tomada de posse de Joe Biden

A cor que marcou a cerimónia no Capitólio serviu para transmitir várias mensagens importantes.

Moda

Lily Collins mostra como usar um cardigã com muito estilo

A protagonista de "Emily in Paris" foi fotografada a usar uma peça acessível de uma marca que conhecemos bem.

Moda

Conheça três tendências que já chamam pela primavera

Diz Quem Sabe

Barriga inchada depois das festas? O motivo pode não ser assim tão óbvio

Um artigo de opinião assinado por Rita Verdasca, nutricionista nos Laboratórios SYNLAB.

Finanças de A a Z

Tudo o que deve saber antes de contrair um crédito pessoal

Este é o tema do novo episódio da rubrica Finanças de A a Z.

Faits Divers

A relação das mulheres com o batom vermelho está enraizada na História

A cor é conhecida por aumentar instantaneamente a confiança de muitas mulheres, mas também é um símbolo histórico de poder.

Beleza e Saúde

Eis um grande aliado da libido e fertilidade

É natural, acessível e rico em nutrientes essenciais ao nosso bem-estar.