@itsrosieandharry

Com a crise de COVID-19 a impedir a possibilidade de os solteiros procurarem romance pessoalmente, as aplicações de encontro têm prosperado. 

Embora estas plataformas sejam muito associadas a sexo casual, um estudo sugere que os casais que ficam juntos depois de ‘deslizarem para a direita’ têm um relacionamento tão satisfatório quanto aqueles que se conheceram através de formas convencionais – e até podem ter mais vontade de assentar. Isto de acordo com um estudo recente, publicado na revista científica “PLOS One”.

“Descobrimos que, de certas formas, os casais que se conheceram através de aplicações de encontros têm uma formação familiar de longo prazo ou intenções de relacionamento ainda mais fortes do que outros casais que se conheceram offline, ou através de outras formas de encontros digitais”, afirmou a Dra. Gina Potarca, autora deste estudo da Universidade de Genebra.

Potarca e a sua equipa analisaram os dados de um inquérito nacionalmente representativo de 2018, conduzido pelo Escritório Federal de Estatísticas da Suíça, sendo que se focaram numa amostra de 3235 adultos que estavam numa relação e tinham conhecido o parceiro nos últimos 10 anos. Os resultados indicam que os casais que se conheceram numa app tinham mais motivação para morarem juntos do que os restantes. 

“O estudo não diz se a intenção final era viverem juntos a longo ou curto prazo, mas dado que não há diferença na intenção de casar, e que o casamento ainda é uma instituição central na Suíça, alguns destes casais provavelmente veem a coabitação como um período de experiência antes do casamento”, acrescenta a investigadora.

As mulheres que conheceram os parceiros em aplicações de encontros também mencionaram querer e planear ter filhos num futuro próximo, dizem os investigadores, sublinhando que isto era mais comum neste tipo de plataformas do que nas outras formas de conhecer alguém.

Os pares que se conheceram através de aplicações estavam tão satisfeitos com a qualidade dos respetivos relacionamentos e das suas vidas quanto aqueles que se conheceram noutras circunstâncias. Por isso mesmo, Portarca afirma que “a internet está a transformar profundamente as dinâmicas de como as pessoas se conhecem”.

O estudo também diz que as aplicações de encontros encorajam uma “mistura” de pessoas com diferentes níveis de formação, especialmente entre mulheres altamente qualificadas e homens com baixo nível de escolaridade. As apps também facilitam as relações à distância, uma vez que os utilizadores podem conectar-se com outros membros da comunidade a mais de 30 minutos de distância.

“Saber que as aplicações de encontros provavelmente se tornaram ainda mais populares durante os períodos de lockdown e distanciamento social de 2020, é reconfortante descartar as preocupações alarmantes sobre os efeitos a longo prazo do uso destas ferramentas”, conclui a Dra. Gina Potarca.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

O maior preditor da felicidade numa relação pode não ser o que pensa

Recente estudo teve resultados inesperados - e bastante esclarecedores.

Comportamento

O medo surpreendente que impede o sucesso de muitas relações amorosas

Um estudo recente foca-se num receio específico que tem o poder de minar envolvimentos românticos.

Comportamento

Quarentena: homens e muheres sentiram efeitos diferentes

Eis as grandes consequências do isolamento.

Mais no portal

Moda

Inspire-se no que há de novo nestas marcas de moda populares

A nova estação traz muitas novidades e estas marcas dão o mote para o que vamos querer usar nos dias quentes.

Exclusivo
Beleza

Bárbara Corby: "Considero que a beleza vem de dentro"

A influencer é o novo rosto da Vichy em Portugal, depois de ter sido embaixadora digita da marca durante algum tempo. Em conversa com a ACTIVA falou sobre o novo papel e a a relação que tem com o mundo da beleza.

Imagem de Sucesso

Como usar o cinto para modernizar looks e valorizar a silhueta

Quer seja fino, grosso, de metal ou de couro, o cinto pode ser um grande aliado para no que toca ao styling.

Mulheres Inspiradoras

Joana Pessoa: um novo fado

É fadista desde os 15 anos, mas isso está longe de resumir a sua vida. Estivemos à conversa sobre escolhas, caminhos, filhos, divórcio, destino, amor, velhice, para voltarmos ao fado e fecharmos o círculo. Levei-lhe quase quatro horas de vida. É o que dá conversar com uma das mulheres mais interessantes que já entrevistei.

Celebridades

O momento exato em que o palácio anunciou a morte do duque de Edimburgo

Algumas pessoas já foram deixar flores nos portões de Buckingham para homenagear Philip, que morreu nesta quinta-feira, 9 de abril. Veja as primeiras imagens.

Comportamento

Existem quatro tipos de vinculação num relacionamento - saiba qual é o seu

Este tipo de apego é construído na infância e pode acabar por ter repercussões na vida adulta.

Lifestyle

O guia de cinco passos para começar a praticar o "self-care"

Este tipo de cuidados consigo mesma é capaz de gerar mais qualidade de vida e bem-estar.

Celebridades

Os motivos para a polícia ter ido nove vezes à mansão de Meghan e Harry na Califórnia

O afastamento da família real trouxe vários problemas de segurança para a vida dos duques de Sussex nos Estados Unidos.

Moda

Estas novidades de moda prometem fazer furor nos meses quentes

São mais de 20 artigos que aliam elegância, estilo e cor. A combinação ideal para receber a primavera.

Moda

Conheça esta coleção de roupa sustentável para a primavera/verão

Com direção criativa de Sara Carbonero.

Beleza

Beleza: as novidades que estão na ordem do dia

Os produtos que temos de experimentar