@danibonnor

No ano de 2020, as percentagens de divórcios subiram cerca de 34%, lê-se na revista Parents. E a terapeuta Beth Proudfoot parece ter uma simples explicação: “estamos todos no limite“. Graças à pandemia – entre outros fatores -, o maior tempo passado em casa levou também a mais discussões e desentendimentos. E aqui surge a antiga dúvida: é aceitável discutir à frente dos filhos?

De acordo com Beth, a verdade é que torna-se difícil não o fazer – afinal, todos vivem na mesma casa e, com a covid-19, são raros os momentos em que a família não está toda em casa. Assim sendo, a especialista explica que se torna problemático discutir acerca de coisas que não conseguimos mudar ou aceitar em relação ao outro, como opiniões políticas ou questões familiares. Por outro lado, discussões construtivas até podem servir como lição para os mais novos.

Discutir é uma forma de comunicação. Não concordar com algo e ter a necessidade de resolução é algo natural e parte da vida familiar“, garante Penny Mansfield, especialista em relacionamentos. Porém, acrescenta que o grande erro que os pais cometem é começar uma discussão em frente aos filhos e não a terminar com eles a assistir. Isto porque as crianças podem continuar preocupadas com a discussão e beneficiariam de saber como esta fora resolvida.

Como discutir “melhor”?

  1. Foque-se na respiração
  2. Escute a outra pessoa com atenção
  3. Não mude o assunto
  4. Use frase como ‘penso que’ ou ‘sinto que’
  5. Escolha o momento ‘ideal’ (por exemplo, se o outro já estiver stressado por um assunto de trabalho, mais vale deixar a conversa para depois)
  6. Não use métodos destrutivos (desde ameaças ao silêncio)
  7. Pense nas crianças (se elas mostrarem desconforto ou pedirem para a discussão terminar, respeite-as)

Lembre-se sempre também de pedir desculpa por tê-los envolvido na discussão e oiça aquilo que têm a dizer acerca de como a situação os fez sentir. Com a prática e o tempo, as discussões podem tornar-se momentos destrutivos e não apenas “ataques de raiva” sem resolução definida.

Palavras-chave

Mais no portal

Beauty Spot

As melhores técnicas e produtos para fazer sardas falsas

A rubrica Beauty Spot desta semana é dedicada a esta tendência divertida, que combina na perfeição com visuais mais naturais de maquilhagem.

É só uma sugestão

Falar de Livros: "D.A.D. - Desempregado, Artista, Dona de Casa" é um retrato humorista da vida de um pai

Um livro de Alexandre Esgaio publicado pela Suma de Letras.

Moda

Olivia Wilde elege sobretudo acessível para se proteger do frio em Londres

Não sabíamos que precisávamos de um sobretudo azul... até vermos um dos visuais mais recentes da atriz.

Comportamento

3 formas de manter a conta bancária emocional do seu relacionamento com saldo positivo

Este conceito está diretamente relacionado com a forma como os casais gerem discussões de conflito.

#ActivaEmCasa

Braços e pernas: cinco exercícios para maior definição muscular

Aqui fica mais um circuito de treino completamente gratuito, preparado e exemplificado por Susana Carromeu, coach do CrossFit Cais.

Beleza

Cabelo: Os produtos que temos de experimentar

Conhece as novidades mais recentes? Para fortalecer, dar brilhou ou obter o styling perfeito.

Moda

Inspire-se no que há de novo nestas marcas de moda populares

A nova estação traz muitas novidades e estas marcas dão o mote para o que vamos querer usar nos dias quentes.

Exclusivo
Beleza

Bárbara Corby: "Considero que a beleza vem de dentro"

A influencer é o novo rosto da Vichy em Portugal, depois de ter sido embaixadora digita da marca durante algum tempo. Em conversa com a ACTIVA falou sobre o novo papel e a a relação que tem com o mundo da beleza.

Imagem de Sucesso

Como usar o cinto para modernizar looks e valorizar a silhueta

Quer seja fino, grosso, de metal ou de couro, o cinto pode ser um grande aliado para no que toca ao styling.

Mulheres Inspiradoras

Joana Pessoa: um novo fado

É fadista desde os 15 anos, mas isso está longe de resumir a sua vida. Estivemos à conversa sobre escolhas, caminhos, filhos, divórcio, destino, amor, velhice, para voltarmos ao fado e fecharmos o círculo. Levei-lhe quase quatro horas de vida. É o que dá conversar com uma das mulheres mais interessantes que já entrevistei.

Comportamento

Existem quatro tipos de vinculação num relacionamento - saiba qual é o seu

Este tipo de apego é construído na infância e pode acabar por ter repercussões na vida adulta.