@chey_maya

Já começou a terceira fase do desconfinamento e, com ela, a abertura de muitos estabelecimentos, a possibilidade de fazermos mais atividades no exterior e a oportunidade de nos reunirmos (em número controlado) em esplanadas e restaurantes. Este aliviar de medidas quer também dizer que voltamos a poder estar com quem gostamos – ou gostávamos de conhecer melhor.

Mas, para algumas pessoas, esta nova etapa acarreta algumas preocupações, nomeadamente com a saúde, por conta da COVID-19, ou com ansiedade social por voltar a interagir com pessoas na vida real. Se se identifica com algum destes cenários, saiba que não está sozinha e que este fenómeno até tem um nome: FOMU – “Fear Of Meeting Up” (“medo de voltar a encontrar-se com alguém”, em tradução livre).

 O Felizes.pt, a maior plataforma de encontros portuguesa, partilhou connosco um guia para a ajudar a superar os receios:

Ser honesta sobre como está a sentir-se

Já podemos sair, mas não quer dizer que o devamos fazer. A plataforma aconselha a que faça isto ao seu próprio ritmo e que diga a verdade; discuta o assunto com a outra pessoa. Pode ser honesta com o que se sente confortável ou não e definir regras para um encontro como, por exemplo, manter sempre a distância de segurança.

Marcar o primeiro encontro por videochamada

As plataformas que possibilitam simular a vida real em direto continuam a existir e podem ser muito úteis nesta fase. A recomendação é que faça um pré-encontro online antes de “saltar” para a vida real. Pode aproveitar este momento para fazer algumas perguntas sobre os hábitos da pessoa, que contactos sociais tem, etc, e assim poderá decidir melhor se se sente confortável em encontrar-se com ela.

Pensar em temas fáceis de conversa e não centrar a conversa à volta da COVID-19

Falar com pessoas na vida real, e depois de tanto tempo, pode causar estranheza e desconforto. A plataforma sugere preparar de antemão alguns temas que possam afastar a ansiedade como os planos que tem para quando tudo acabar, os mais recentes vícios televisivos, entre outros. Tente não focar a conversa na pandemia. Embora seja quase impossível não tocar no assunto, muitas pessoas podem sentir que monopoliza os temas de conversa, deixando pouco espaço para que possam conhecer-se.

Planear uma atividade

O que se pode fazer está limitado mas se ainda estiver desconfortável com os encontros em esplanadas, a plataforma dá algumas ideias como um passeio junto ao rio, uma caminhada por um parque, passeio de ténis ou até mesmo um jogo de ténis, por exemplo.

Transformar um momento estranho num momento memorável

O Felizes.pt explica que o importante é que se divirta apesar dos momentos embaraçosos que a falta de convívio social pode causar, afinal, “conhecer novas pessoas é uma pausa bem-vinda na rotina”. Aproveite para fazer uma atividade que não teria coragem de experimentar sozinha.

Pensar nos aspetos positivos

Apesar de haver um impacto negativo nas relações no último ano, também houve alguns aspetos positivos: a plataforma Felizes.pt, por exemplo, teve mais pessoas à procura do amor, durante o último ano. Os encontros online ajudaram a criar ligações românticas mais fortes e as conversas no digital tornaram-se mais detalhadas e emocionais. Depois disto tudo, quem quiser “aventurar-se” a sair vai provavelmente estar mais aberto a trabalhar numa relação ou a criar laços significativos com a outra pessoa.

Manter-se segura – usar ou não usar máscara?

Enquanto desconfina, uma das maiores preocupações deve ser não contrair ou espalhar o vírus. É importante que todos nós respeitemos o mais possível o distanciamento social, e tomemos precauções tais como usar máscaras, desinfetante de mãos e fazer o nosso melhor para seguir os regulamentos governamentais e garantir que estamos tão seguros quanto possível quando estamos em contacto próximo com outros, mesmo quando desejamos ser fisicamente afetuosos com aqueles que nos rodeiam.

Como nos cumprimentarmos?

Em termos de toque físico, a plataforma comenta que as pessoas terão de se tornar explícitas acerca das suas preferências e daquilo com que se sentem confortáveis. Se tem de o fazer com os seus amigos e colegas de trabalho, terá certamente de o fazer numa nova relação. Opte por perguntar à outra pessoa com o que se sente mais confortável e faça-o sempre em cada uma das fases da relação

Não deixar de pensar em como está a sentir-se

Por fim, o Felizes.pt comenta que o que sente em relação ao encontro pode mudar e, por isso, deverá fazer uma verificação mental com a outra pessoa de como estão a sentir-se durante todo o processo do desconfinamento e da nova relação. O reencontro com a sociedade deixou muitos de nós desconfortáveis mas devemos lembrar-nos que ir devagar é natural, e o que importa é sermos honestos connosco e com os outros.

Palavras-chave

Relacionados

Comportamento

O fenómeno que promete afetar o início de novas relações num mundo pós-pandemia

A sigla assemelha-se a um palavrão e os especialistas estimam que poderá dificultar novos relacionamentos.

Diz Quem Sabe

Desconfinar: 5 dicas para gerir a ansiedade

"Dúvidas, receios, o stress de ter de gerir tudo de novo, as saudades e o aperto no coração ao deixar os filhos na escola. Sentir tudo faz parte do processo"

Comportamento

Como manter uma relação saudável à distância? Duas psicólogas respondem

Não é fácil manter um relacionamento à distância, especialmente em tempos de pandemia.

Mais no portal

Beleza

"Pre-poo": os grandes benefícios deste tratamento para cabelos crespos

E para todos os tipos de caracóis, que estão sempre sedentos de hidratação.

#VozActiva

Isabela Valadeiro: "Se não salvarmos os oceanos, não há futuro"

A nossa protagonista de julho fala sobre a relação com o mar e da necessidade de preservarmosos oceanos no #VozActiva deste mês.

Saúde

5 mitos e verdades sobre proteção solar

O verão chegou esta segunda-feira, dia 21, e nunca é demais recordar a importância de manter a pele protegida. Em qualquer altura o ano.

Moda

Descobrimos onde pode comprar um casaco desportivo igualzinho ao de Bella Hadid

A modelo rendeu-se a uma criação que custa menos de 50 euros.

Comportamento

5 hábitos de bons ouvintes - e como eles podem melhorar relações

Pode parecer simples e intuitivo mas ouvir (mesmo) outra pessoa requer um esforço sincero e muita prática.

Diz Quem Sabe

Saiba como preparar a mente para o regresso ao escritório em seis passos

Um artigo de opinião assinado por Joana Freitas, mental coach e CEO da empresaespecializada em serviços de Gestão de Stress Up Your Mind.

Diz Quem Sabe

Todos juntos para um bom ritmo cardíaco

O Dia Mundial do Ritmo Cardíaco assinalou-se no passado dia 13 de junho e inspirou este artigo de opinião assinado pelo Dr. Rogério Ferreira, médico especialista em medicina interna.

Diz Quem Sabe

Eu sou a minha paixão, não a minha doença

Um artigo de opinião assinado por Elsa Mateus, presidente da Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas.

Celebridades

Karlie Kloss mostra os bastidores da nova realidade como mãe

"A primeira saída à noite da mamã", diz a legenda de uma fotografia (literalmente) sem filtros.

Comportamento

Saiba como quebrar um ciclo de procrastinação

Em apenas quatro passos, de acordo com um especialista.

Celebridades

Khloé Kardashian admite que fez rinoplastia

A estrela abriu o coração sobre os rumores de cirurgia plástica num episódio especial de "Keeping Up with the Kardashians".

Moda

Os vestidos de verão que adoramos neste momento

Tem espreitado as novidades da Zara recentemente?