@antonovakseniya

Não existem estereotipos no que diz respeito a pessoas controladoras. Praticamente qualquer pessoa pode dar por si num relacionamento tóxico, sendo que o comportamento controlador por parte de um dos parceiros não conhece limites — indivíduos de qualquer idade, género, orientação sexual ou status socioeconómico podem estar em relações controladoras, em qualquer um dos papéis.

“Para algumas, deixar uma relação controladora pode resumir-se apenas a algumas palavras desagradáveis e a um corte limpo. Porém, para muitas, o comportamento controlador vai persistir durante o término e depois”, explica a psicóloga Andrea Bonior, num artigo para a revista Psychology Today.

Uma pessoa controladora nem sempre é abertamente ameaçadora ou agressiva. Às vezes, é emocionalmente manipuladora e age por insegurança. As táticas de controlo num relacionamento incluem ameaças veladas, depreciação ou provocação e o uso da culpa como ferramenta de influência. Se reconhece este cenário, a especialista sugere alguns passos para se libertar das dinâmicas de um relacionamento pouco saudável:

  1. Avaliar o nível de segurança. Documente as suas preocupações. Trace um plano que garanta o seu bem-estar físico e emocional;
  2. Reunir um sistema de apoio. Diga a amigos, familiares ou outras pessoas aquilo que realmente tem estado a acontecer;
  3. Mapear caminhos e cenários. Se vai deixar a relação, que passos vai dar a seguir? Do que vai precisar?
  4. Praticar o self-care. Nunca foi tão importante cuidar de si através de comportamentos que promovem o bem-estar em geral;
  5. Pedir ajuda a pessoas de confiança. Seja específica em relação às suas necessidades;
  6. Ter a noção de que terá sentimentos mistos. Mas não perca o foco e lembre-se do motivo que a fez querer colocar um ponto final no relacionamento; 
  7. Dar seguimento. O término não é um evento único, é uma escolha que continua a fazer.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Comportamento

Porque é que os humanos fazem sexo? Estudo descobre 237 razões

De acordo com os autores, os resultados refutaram muitos estereótipos de género.

Moda

11 formas de usar blazers com calças de ganga neste outono

Inspire-se nestes visuais de influencers.

Activa Brand Studio

Estes são os visuais de Catarina Gouveia perfeitos para estarmos em casa... e fora!

Nas Bancas

A ACTIVA de novembro, com Eunice Muñoz na capa, já nas bancas!

Uma edição especial, que dá a conhecer a história de vida e as histórias do teatro da atriz.

Lifestyle

Sim, é possível fazer uma granola na frigideira

Opte pela versão caseira deste pequeno almoço apreciado por muitos, sem ter de recorrer ao forno. Simples e mais que saboroso!

Lifestyle

A felicidade é já aqui!

Uma escapadinha em família a menos de 30 minutos de Lisboa

Comportamento

As palavras gregas para amor incluem 7 tipos que podemos experienciar

Saiba quais são e no que consiste cada um deles.

Moda

Sweaters e saias: a fórmula mais simples e elegante para os meses de outono/inverno

Inspire-se nesta combinação elegante de peças para o dia a dia.

Comportamento

Saiba o que gemer (ou não) durante o sexo diz sobre si

Porque será que algumas pessoas são mais barulhentas que outras? Descubra a explicação para esta e outras questões e saiba como pode alterar a sua 'performance'.

Mulheres Inspiradoras

Alemã cria anticoncecional masculino inovador

Que funciona através de ultrassom.

Comportamento

Traição emocional: o que é e como saber se está a acontecer no seu relacionamento

Uma especialista explica quando é que amizades com terceiros podem ser ameaçadoras para uma relação amorosa.

Saúde

Afinal, o descafeinado é ou não saudável?

Entenda o processo de eliminação da cafeína e o respetivo nível de segurança.