@aimeesong

Imagine este cenário: está a fazer o melhor que pode para superar um término devastador e, um dia, recebe uma notificação no telemóvel. Sente um peso no coração quando vê que é uma mensagem do seu ex. Independentemente do assunto, fica claro que ele está a pensar em si e, de alguma forma, tem saudades suas.

Uma onda fria de ansiedade toma conta do seu corpo enquanto a mente fica a mil, a pensar no que deve fazer a seguir. Não quer responder, mas ainda se vê como responsável pelas emoções dele — e, se ele tiver mudado, talvez a conversa possa ser diferente desta vez. Parece-lhe familiar? 

Se já deu por si a repetir mais um ciclo vicioso depois de um ex entrar em contacto consigo, então foi vítima de hoovering. O fenómeno, que ganhou este nome por causa dos aspiradores da marca Hoover, consiste num esquema que os narcisistas usam para “aspirar” alguém para a órbita deles. É uma dinâmica energeticamente drenante que perpetua um padrão tóxico de idealização, desvalorização e descarte.

“É uma característica chave dos relacionamentos tóxicos e manifesta-se de variadas formas, com foco em tentar atrair a pessoa e controlá-la”, explica a psicoterapeuta Nicholas Moran à plataforma mindbodygreen. “É como um pescador que está a pescar ou um titereiro com uma marioneta”.

A técnica pode ser devastadora para o destinatário, uma vez que se dá uma mudança cognitiva quando este volta a concentrar-se no ex e no mundo dele, às custas da própria recuperação emocional após a separação. “Tenha atenção aos padrões no comportamento dele e seja honesta em relação aos motivos do seu ex-parceiro”, aconselha o especialista. “Assim que reconhecer os padrões abusivos, poderá encontrar formas de terminar o relacionamento com segurança”.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal