@nechaev_np

Existem poucos sentimentos melhores no mundo do que explorar aquela química recém-descoberta. Nos estágios iniciais de um relacionamento, até mesmo o menor toque ou contacto visual é suficiente para enviar ondas de choque por todo o corpo. Esse sentimento é geralmente conhecido como química. Mas existe uma explicação científica para o que presumimos ser a dita ‘faísca’ entre duas pessoas?

A Dra. Kelly Campbell, professora de Psicologia na Universidade Estadual da Califórnia, nos EUA, diz que sim. “A química acontece quando vários fatores convergem no momento certo”, afirma, em declarações ao portal Brides.com. “Por exemplo, a química é mais provável quando as pessoas estão abertas à experiência. Não será tão ‘magnético’ ou fácil de promover uma conexão se elas estiverem com pressa, com raiva ou já envolvidas num ótimo relacionamento romântico — pessoas que têm um compromisso feliz tendem a não prestar atenção a potenciais parceiros alternativos (uma premissa conhecida como ‘derrogação de alternativas’)”.

A especialista partilha ainda seis características que podem aumentar a química romântica:

  1. Interesse mútuo. “Este fator leva ao entusiasmo sobre futuras interações. Quando não está na presença da outra pessoa, pensa nela e fica ansiosa para vê-la novamente”;
  2. Franqueza recíproca. “Quando isto está presente, as pessoas sentem que podem dizer qualquer coisa uma à outra sem serem julgadas”;
  3. Afabilidade. A afabilidade — ou a expressão de cordialidade, gentileza, consideração e compreensão — é mostrada para provocar atração interpessoal para ambos os sexos em todos os tipos de relacionamento”;
  4. Intimidade. “Quando a intimidade está presente, as pessoas sentem que podem falar uma com a outra sobre qualquer coisa, que podem confiar no parceiro parceiro e que o companheiro é uma pessoa sincera e com os pés assentes na terra”;
  5. Semelhança. “Refere-se a correspondências em atributos essenciais, como valores, moral, crenças e objetivos de vida”;
  6. Atração física. “É interessante que esta característica tenha impacto inclusive na química da amizade, possivelmente porque, subconscientemente, as pessoas estão a avaliar até que ponto esse indivíduo ajudará no sentido de atrair potenciais parceiros (…) Os amigos facilitam os ‘arranjinhos’ (muitas pessoas conhecem o cônjuge através de amigos) e, portanto, ter amigos atraentes também pode aumentar a atratividade de possíveis parceiros românticos”.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal