@thebirdspapaya

Quando os pais são ausentes, deprimidos, agressivos, narcisistas ou controladores, podem surgir dinâmicas pouco saudáveis entre os filhos, incluindo a polarização, o favoritismo e o bullying.

“Quando o relacionamento um irmão é abalado, muitas vezes, ficamos com um desejo persistente de reconciliação“, explica a psicoterapeuta Imi Lo à revista Psychology Today. “Às vezes, a solução está em fazer um esforço para que a reconciliação aconteça. Noutros casos, o melhor é aceita que o amor fraternal não existe e desistir”, acrescenta.

A especialista partilha ainda 3 exemplos de dinâmicas de relacionamento entre irmãos que são super tóxicas:

  1. O Filho Pródigo e a Ovelha Negra
    Por vezes, os pais favorecem um dos filhos. Quando isto acontece, uma criança pode ser reverenciada enquanto a outro se torna o bode expiatório.

  2. O Maduro e a Eterna Criança
    Quando uma criança é impulsiva, espontânea e irresponsável, a outra pode tornar-se extremamente responsável, disciplinada consiliatória. 

  3. O Bully e o Silenciado
    Quando os pais falham em disciplinar o comportamento abusivo de um dos filhos, a vítima pode tornar-se silenciada e interiorizar a sua vergonha e raiva.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal