É muito comum que as pessoas usem a palavra ‘vagina’ para se referirem a toda a área genital feminina externa, entre as pernas, em vez do termo mais correto: ‘vulva’. Há quem acredite que significam exatamente a mesma coisa mas, na verdade, são diferentes e cada uma tem as suas características.

Lembro-me perfeitamente de o meu pai me ter explicado as terminologias corretas relativamente cedo e, à medida que fui crescendo, este erro sempre me fez confusão. Afinal de contas, como vamos ter intimidade com algo que chamamos pelo nome errado? Perceber a diferença não só é empoderador, mas também pode ser útil e até mesmo necessário — por exemplo, em momentos de intimidade com um(a) parceiro(a) ou em consultas médicas.

Então, o que é a vulva?

Vulva é o termo correto para descrever o conjunto das partes externas da genitália feminina, incluindo o monte púbico, os grandes e pequenos lábios, a cabeça do clitóris e as aberturas externas da uretra (a.k.a, o canal que conduz a urina para fora da bexiga) e da *vagina* (o intróito vaginal), bem como todo o tecido ao redor dessas estruturas. 

E a vagina?

A vagina, por sua vez, é o canal que conduz ao colo do útero e que se abre na vulva. É pela vagina que o bebé sai durante o parto normal e também é através dela que o sangue menstrual é eliminado. Para além disso, é usada para a inserção do pénis no sexo com penetração, dos dedos, de preservativos femininos, de brinquedos sexuais, de tampões ou copos menstruais. 

O motivo para ser importante diferenciar as duas

Há uma análise feminista que explica a relevância deste tema: “Ao usarmos o termo ‘vagina’ erradamente, estamos a referir-nos aos nossos órgãos sexuais pela parte que dá mais prazer aos homens heterossexuais”, explica Laurie Mintz, professora de aconselhamento psicológico na Universidade da Flórida, ao site do Huffington Post.

A maioria das mulheres precisam de estimulação clitoriana para terem orgasmos e muitas dizem que não a recebem o suficiente durante as relações sexuais. Usar a terminologia incorreta pode desempenhar um grande papel nessa realidade, acrescenta a especialista. “Sempre que usamos a palavra ‘vagina’ quando realmente queremos dizer ‘vulva’, estamos a apagar a parte de nós que nos dá mais prazer. Se isso importa? Acho que a um nível muito inconsciente e subtil, sim, importa muito”.

 

Palavras-chave

Relacionados

Saúde

É verdade que a vulva muda consoante as estações do ano?

Há quem jure a pés juntos que sim. Com a ajuda de uma especialista, explicamos-lhe exatamente o que acontece ao corpo feminino.

Saúde

Tudo o que precisa de saber sobre higiene e cuidados íntimos

A saúde íntima feminina exige cuidados específicos durante o ano todo.

É só uma sugestão

Falar de livros: "Viva a Vagina!" é um guia que desmistifica os genitais femininos

Um livro feito em paceira pelas dra. Nina Brochmann e dra. Ellen Stokken Dahl e publicado pela Porto Editora.

Mais no portal

Comportamento

O fenómeno que promete afetar o início de novas relações num mundo pós-pandemia

A sigla assemelha-se a um palavrão e os especialistas estimam que poderá dificultar novos relacionamentos.

Beleza

Nem imagina o impacto que uma fronha pode ter na pele do rosto

Parece um detalhe inofensivo, mas pode fazer toda a diferença na condição da tez.

Finanças de A a Z

Animais domésticos: como cuidar bem deles e ainda poupar dinheiro

Este é o tema do novo episódio da rubrica Finanças de A a Z.

Saúde

Entenda a relação entre o stress e a queda de cabelo

Um estudo recente da Universidade de Harvard debruçou-se sobre o tema e, para além disso, encontrou uma substância que poderá estimular o crescimento dos fios.

Moda

5 'looks' perfeitos para um casamento intimista (mas de sonho)

A estilista Elsa Barreto regressa ao segmento nupcial.

Moda

Saiba como escolher (sempre) o modelo perfeito de calças de ganga

Com tantas opções no mercado, é fácil ficarmos confusas.

Moda

Estas cinco combinações de cores são a definição de luxo

Quer dar mais cor ao seu guarda-roupa? Então, inspire-se nestes visuais que encontram equilíbrio em apostas inesperadas.

Moda

Parfois: 10 artigos imperdíveis em promoção

Confira as sugestões que selecionámos.

Saúde

Um beijo, três consequências para a saúde oral

O Dia do Beijo celebra-se anualmente a 13 de abril, e Portugal não foge aos festejos. Aqui ficam três consequências (boas e más) deste gesto de carinho na saúde oral.

Body Shaper

A receita caseira que combate três grandes preocupações estéticas das mulheres

No novo episódio da rubrica Body Shaper, partilho uma massagem que ajuda a eliminar a celulite, a má circulação e a retenção de líquidos.