Poucas marcas revolucionaram a forma como consumimos produtos de skincare como a The Ordinary. Isto porque a gigante canadiana veio democratizar o acesso a ingredientes ativos potentes e de alta qualidade para cuidar da pele, a preços bastante reduzidos.

O conceito gerou buzz e, inevitavelmente, despertou a minha curiosidade no final de 2020. Foi nessa altura que fiz a minha primeira encomenda no site do grupo DECIEM, a empresa-mãe desta e de outras marcas de renome, e comecei a tratar os conhecidos frasquinhos transparentes com pipetas por tu.

A The Ordinary tem uma abordagem clínica e baseada na Ciência aos cuidados de pele. Como tal, especializa-se em produtos formulados com apenas um ingrediente estrela, podendo haver pequenas combinações, que oferecem resultados direcionados. Nenhum deles ultrapassa os 20 euros, sendo que o grosso dos tratamentos fica abaixo dos 10 euros. Uma característica que se tornou possível graças à dedicação da empresa à transparência, o que resultou em preços que não são largamente arredondados para cima.

Esta filosofia estilo “what you see is what you get” também se reflete no packaging e nos rótulos minimalistas. À primeira vista, e em particular para principiantes nestas lides, a falta de floreados aliada aos nomes super clínicos dos produtos, que são todos certificados vegan pela PETA, pode intimidar. Mas cada um deles foi concebido para ir direto ao ponto, explicando exatamente no que consiste e qual é o seu propósito aos consumidores. Em caso de dúvidas ou se estiver confusa, pode consultar os especialistas da marca para construir uma rotina personalizada.

A minha experiência

Eu já tinha uma ideia bem definida daquilo que queria e, entre outras coisas, apostei no sérum hidratante com 2% de ácido hialurónico + suporte de hidratação com B5 (P.V.P. 6.80€) e no sérum anti-imperfeições com 10% de niacinamida, também conhecida como vitamina B3, e 1% de sal de zinco do ácido carboxílico pirrolidona (P.V.P. 5,90€).

A hidratação da pele não se resume apenas a usar um bom creme. Daí a popularidade do ácido hialurónico, que é capaz de atrair 1000 vezes o seu peso em água. O sérum da The Ordinary, contém moléculas de ácido hialurónico de tamanhos distintos que penetram a pele em profundidades diferentes. Já a vitamina B5 atua na superfície para aumentar a hidratação e suavizar a aparência de linhas finas. O resultados notam-se ao nível da textura e viço da tez, que fica iluminada, mas não oleosa. O acabamento é tão bonito que dá vontade de dispensar a maquilhagem.

Para quem tem acne ou borbulhas, a niacinamida pode ser a solução. Um ingrediente poderoso que reduz a inflamação, melhora a condição da barreira da pele, protegendo-a de agressões externas, e ajuda a amenizar a aparência de manchas. Graças à combinação leve com zinco, o sérum tem-se mostrado eficaz em controlar o excesso de produção de sebo e, logo após algumas semanas de uso diário, também deu conta de algumas manchas teimosas.

Tanto um como outro entraram definitivamente para a minha rotina de cuidados cosméticos. Começo sempre pelo método da limpeza dupla, de modo a garantir que removo toda a maquilhagem (se for o caso) e impurezas. De seguida, aplico 2-3 gotas de ácido hialurónico, para potencializar os benefícios dos produtos que vêm a seguir, e  2-3 gotas de niacinamida, que evita que a pele perca água e protege-a de poluentes e irritantes. Por fim, resta selar tudo isto com um creme hidratante.

De sublinhar que, embora seja tendência nas redes sociais, as pipetas dos produtos da The Ordinary não devem tocar no rosto. Com este hábito, no mínimo, estará a criar caixas de petri cheias de bactérias, o que pode ser bastante problemático para quem tem acne ou feridas expostas. Estes aplicadores existem precisamente para tornar a experiência mais sanitária, bem como para garantir que o produto funciona melhor e dura mais tempo.

Valeu a pena?

Não podia estar mais satisfeita com as minhas escolhas. É claro que o facto de eu ter feito certas alterações no que diz respeito ao meu estilo de vida como, por exemplo, na alimentação, prática de exercício físico e ingestão de água, tiveram um impacto positivo no estado da minha pele, mas já conseguia ver melhorias significativas muito antes de começar a cuidar mais de mim. O preço super acessível dos produtos fazem com que valha a pena dar-lhes uma chance e, se as coisas correrem como correram comigo, é bem capaz de conseguir transformar a sua pele.

 
 

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

É só uma sugestão

O meu antes e depois de usar a nova base da Make Up Factory

A coleção Light Weight promete uma aplicação leve, de acabamento luminoso e que se funde naturalmente com a nossa pele. E cumpre!

Comportamento

Porque é que é tão difícil aceitar um elogio?

Há uma justificação simples para quem sofre desta dificuldade.

Saúde

A aparência das palmas das mãos pode indicar se tem cancro

Esteja atenta.

Celebridades

Médico legista afirma que Gabby Petito foi assassinada

As autoridades já confirmaram que o corpo encontrado pertence à blogger.

Lifestyle

Quer passar umas férias na casa de Winnie the Pooh?

Uma casa inspirada no Winnie the Pooh, da Disney, no Bosque dos Cem Acres, disponível no Airbnb

Moda

10 casacos para usar na próxima estação

Conheça estas sugestões de diferentes estilos.

Saúde

Os bebés devem ou não usar sapatos?

Veja a explicação de um ortopedista.

Celebridades

Morreu o ator que deu vida a Stanford Blatch, em "O Sexo e a Cidade"

Willie Garson tinha 57 anos.

Comportamento

Diferenças comuns que podem colocar a sua relação em perigo

De acordo com uma psicóloga.

Lifestyle

“Y: O Último Homem” estreia hoje no Disney+

Um drama de 10 episódios baseado na banda desenhada da DC Comics.