Deixei de tomar a pílula há mais de cinco anos. Na altura, a sensação de bem-estar que consegui foi tanta que me lembro de pensar que não queria voltar a tomá-la nunca mais. As dores de cabeça diminuíram consideravelmente, as alterações de humor também e senti-me bem, no geral, como não me sentia há algum tempo. Afinal, o motivo pelo qual quis deixar de tomar foi mesmo esse: sentir-me melhor comigo.

Não sendo entendida no assunto, não sendo médica ou especialista, sou curiosa. E, desde então, tenho vindo a querer saber mais sobre o corpo feminino, como funcionamos e como podemos funcionar melhor. Ainda me lembro de pensar o quanto o nosso organismo é incrível quando, depois de cerca de um ano sem pílula, voltei a ter a menstruação todos os meses.

Um dia, do nada, apareceu. E continuou a aparecer naturalmente, mês após mês. Regulou sozinha – quão incrível isso é? Não sei se compreendem o meu entusiasmo mas, na altura, foi uma grande vitória e sensação de que o meu corpo estava a voltar ao normal, sem “ajudas”. Para mim, foi motivo de celebração e não vejo qualquer razão para não celebrarmos o corpo feminino todos os dias.

Uma página – das muitas – que gosto bastante de seguir no Instagram que fala sobre as influências das hormonas e respetivos desequilíbrios no nosso dia-a-dia é a @balancedbeyars. Recentemente, publicaram por lá um gráfico (reproduzido em seguida) que mostra o quão diferentes são as flutuações hormonais entre homens e mulheres ao longo de um mês.

E o que é que isto significa? Como explicam em diversas partilhas informativas, devemos adaptar o nosso dia-a-dia – desde o que comemos, ao tipo de exercício físico que realizamos – à fase do ciclo em que nos encontramos. Isto porque, enquanto os homens se mantêm praticamente constantes ao longo do mês, as mulheres têm várias alterações que afetam o metabolismo, o cérebro, o sistema imunitário, entre outros.

As fases do nosso ciclo

Eis algo que, durante muito tempo, não soube: passamos por quatro fases ao longo do nosso ciclo. Temos a fase menstrual, a folicular, a ovulatória e a lútea. A primeira, dura cerca de 4-7 dias, a segunda 7-10 dias, a terceira 3-4 dias e a última 10-14 dias. E é importante que o nosso estilo de vida seja adequado a cada uma – podem encontrar, na página que referi, dicas de alimentação e exercícios físicos para cada fase.

Ora, seja para prevenir uma gravidez, para tentar engravidar ou, simplesmente, para entender se o nosso ciclo está dentro do que é considerado saudável, devemos conhecer os sinais que cada fase nos dá. Uma das formas de o conseguirmos, é através da análise do nosso muco cervical, que muda ao longo do ciclo. No ebook “Método Natural de Fertilidade”, da Patrícia Lemos, da página @circuloperfeito_, encontramos várias informações úteis.

Em relação ao muco, é explicado que o podemos observar sob 4 principais formas: seco/ esfarelado, cremoso, aquoso/ clara de ovo e pastoso (tipo cola). O terceiro é consideado o mais fértil, com capacidade de transportar os espermatozóides ao “destino”. Uma boa forma de perceber como está o muco é observando o que fica nas cuecas ou introduzindo um dedo na vagina (com mãos bem lavadas). Se se parecer à clara de ovo e for bastante elástico, é fértil.

Para uma explicação mais detalhada acerca do tema, aconselho a que peçam o ebook, disponível gratuitamente através deste link, que o leiam e que apliquem as muitas dicas oferecidas. Além disso, e tendo em conta o tempo que passamos nas redes sociais, deixo, na galeria, algumas contas de Instagram que abordam este tema – e outros associados – e que gosto de seguir.

Por fim, quero referir que deixar a pílula foi uma decisão tomada com o conhecimento da minha ginecologista – e é algo que deve sempre ser feito com o devido acompanhamento e consoante as necessidades individuais. Quanto ao que tenho vindo a aprender, deixei aqui um breve resumo e a certeza de que esta é uma a aprendizagem contínua e que nos permite valorizar o quão especiais somos.

Sigam-nos nas redes sociais – @activarevista – e enviem as vossas dicas e/ou sugestões. Fiquem bem! Até para a semana!

Palavras-chave

Mais no portal

Imagem de Sucesso

Estas dicas vão facilitar a escolha das suas próximas calças de ganga

Do corte às lavagens, saiba que modelos mais favorecem as mulheres.

Beleza

Descubra qual é o melhor Gua sha para si

Uma ferramenta de beleza que se tornou indispensável na rotina de beleza de muitas mulheres.

Saúde

Ter plantas em casa aumenta a felicidade e a esperança de vida

Estes são apenas dois dos muitos benefícios comprovados pela ciência de apostar na botânica de interiores.

Moda

Que sapatos usar com calças de ganga flare? Temos a resposta

Inspire-se nestes 12 "looks" de influencers internacionais.

Beleza

Este truque deixa as sobrancelhas no lugar de uma vez por todas

É simples, prático e surpreendentemente acessível. A melhor parte? Só vai precisar de duas coisas para ter sobrancelhas de sonho.

Comportamento

As mulheres usam quatro técnicas específicas para aumentar o prazer durante o sexo

Um estudo recente pretende disponibilizar uma linguagem clara e que empodere as mulheres para tornarem o ato sexual mais satisfatório.

Saúde

A pandemia trouxe maus hábitos que sugam a energia do corpo

Saiba como corrigi-los e ganhar qualidade de vida.

Beleza

Estas fotografias provam que o lob é tão versátil quanto elegante

Por isso mesmo, é um dos cortes preferidos das influencers neste momento.

Comportamento

O que acontece quando uma mulher tem um orgasmo?

O cérebro, mais especificamente o lobo frontal, fica a todo o vapor!

Beleza

Os motivos para ser uma boa ideia investir numa bruma facial

Um produto de beleza bastante útil nos dias quentes, cujos benefícios vão muito além da hidratação.