Antes de começar, só dois esclarecimentos: não gosto particularmente da ideia de pratos compostos ao nosso gosto (dá muito trabalho a pensar o que joga bem o quê) e menos ainda de tomar por certo um restaurante só porque anda nas bocas do mundo. Quem nunca teve a experiência de compreender que ser ‘instagramável’ não era necessariamente sinónimo de boa cozinha ou serviço? Mas o conceito do Honest Greens agradava-me: comida a sério, sabores a sério, aposta na produção local, sem utilização de plásticos e opções para quem, por exemplo, não come carne nem peixe. Será que eram assim tão boas?

O conceito do Honest Greens nasceu primeiro em Madrid e Barcelona, antes de chegar a Portugal. Os ‘culpados’ foram três amigos que procuravam comida saudável e saborosa no mesmo prato. Foi assim que o norte-americano Christopher Fuchs, o dinamarquês Rasmus B. e o chef de origem gaulesa Benjamin Bensoussan levaram a cabo esta aventura que se tornou rapidamente um sucesso em Espanha, ao apostar na qualidade dos ingredientes e nas técnicas profissionais de confeção. 

Neste momento, o Honest Greens está presente no nosso país com dois espaços: um no Parque das Nações, outro no Amoreiras Plaza, que foi o que visitei. Ao chegar pelas 12h30, o espaço amplo estava quase vazio, mas rapidamente encheu, em conformidade com as normas impostas pela pandemia, circulação com máscara e separadores em acrílico entre as mesas. Vasos com plantas espalhados por todo o lado criavam a sensação de um jardim urbano meets Bali e convidavam a dois dedos de conversa não fosse a música não ajudar (estava só um bocadinho alta de mais).

O esquema era mais simples do que pensava: primeiro escolhia-se o que se ia comer – e os empregados estavam sempre prontos a dar uma ajuda – pagava-se e esperávamos na mesa, sendo-nos atribuído um número.  O menu é baseado em carnes magras, peixe como o salmão e o atum, muitos legumes, frutas e poucos açúcares e processados. Os molhos e os sumos – estes últimos adoçados com xarope de Agave – são todos produzidos no restaurante e podemos encher o copo à discrição. E para os fãs da bebida que chegou do Oriente, também há Kombucha (Honest, claro!), de gengibre, limão e frutos vermelhos.

Primeiro, escolhem-se as guarnições e não é fácil, porque são todas plant-based e parecem logo deliciosas na descrição. Provei a lasanha de legumes com pesto e tomate seco (lasanha de courgette, beringela e beterraba com molho de tomate, pasta de tomate semi-seco, pesto de caju, pinhões torrados, crême fraîche plant-based e rebentos) e a abóbora mint-melancia (abóbora torrada, molho de gengibre picante, amêndoas torradas, tahini de limão, melancia, hortelã e lima ralada) e estavam deliciosas. De fora (com pena) ficaram o gaspacho de morango (com couve-flor ralada e ginger keto granola), o guacamole (com jalapeños, cebola, romã, coentros e sementes de abóbora picante) e a kale quinoa summer salad (com base de arroz negro e integral, kale e quinoa tricolor, com tâmaras, maçã, sementes de girassol torradas, molho de mostarda e tahini de beterraba). 

A seguir a escolher a guarnição, pode adicionar a sua proteína à escolha e tem várias opções: Frango com ervas ou com piripíri, vitela grelhada, falafel caseiro com molho Tahini (a minha opção), Crispy Miso Tofu, Spicy Salmon ou Honest Salmon e Tataki de Atum.

Quanto ao sabor do que por lá se servia, a primeira dentada foi esclarecedora e deu-se quando chegaram à mesa um dos best sellers do espaço: as Ben Sweet Potato Fries (deliciosas!). De fora, entre as outras propostas de pratos para dividir- mas a experimentar mais tarde – ficou a beringela assada com húmus e os tacos de kale & abacate.

Gulosa, rematei com o Matcha Love Cheesecake, Tarte de chá Matcha, maracujá e malagueta, e ainda provei o Macadâmia Miso Cheesecake.

Para este verão, a aposta do Honest Greens são também as Garden Bowls, regressando para a carta de verão a Summer Burrata (com gaspacho de cereja, melancia, espinafre, rúcula, kale, tomate cherry, nozes caramelizadas, ameixa, azeitonas kalamata e pesto) e juntando-se a estreia da Strawberry & Mango Fields (morangos, molho de manga, rúcula, espinafres, alface romana, nozes caramelizadas, pickle de cebola roxa, quinoa tricolor, pico de gallo de manga, milho fresco assado e vinagrete de morango com sementes de papoila).

 

Processed with VSCO with c1 preset

Para quem quiser aproveitar, há menus de pequeno-almoço e lanche (afternoon menu) compostos por opções variadas de ovos, crepes, burritos, smoothies, tostas, panquecas, bowls de açaí, entre outros. O menu de pequeno-almoço está disponível nos dois restaurantes Honest Greens (Parque das Nações e Amoreiras) de segunda-feira a domingo, entre as 9h e as 11h30. E o menu lanche está disponível, em ambos os espaços, entre as 16h e as 18h30.

Os restaurantes Honest Greens estão a funcionar de segunda-feira a domingo entre as 9h e as 22h30. Pode ainda optar pelo serviço delivery, nas plataformas UberEats, Glovo e BoltFood ou takeaway. 

Localização Parque das Nações: Alameda dos Oceanos, lote 2.11.01 | 1190-225 Lisboa

Localização Amoreiras: Edifício Amoreiras Plaza, R. Maria Ulrich 1, Loja 11/12 | 1070-169 Lisboa

Palavras-chave

Assine a ACTIVA e receba uma fabulosa OFERTA da LIERAC. ASSINE AQUI

Mais no portal