Num das sete colinas de Lisboa, junto à estatua sisuda do Adamastor, fui surpreendida com boas notícias quando tive oportunidade de provar alguns dos novos pratos servidos no SUBA, pela mão do chef Fábio Alves e da sua equipa. A novidade? São vegetarianos!

O SUBA ‘esconde-se’ dentro do hotel Verride Santa Catarina, um antigo palácio oitocentista, transformado num oásis de luxo e bem-estar no meio da cidade, em que sobressaem as características únicas da arquitetura original harmonizada com uma decoração elegante, um projeto que foi da responsabilidade de arquiteta Teresa Nunes da Ponte e que que abriu portas em 2018.

Se o hotel está encerrado temporariamente até setembro, mantém as portas abertas o restaurante que nos dá a possibilidade de desfrutar de um dos cartões de visita deste boutique hotel – a fabulosa vista. Porque é o casario típico de Lisboa, descendo traquinas pelas colinas, e o azul vigoroso do Tejo que nos recebem mal chegamos ao SUBA, num daqueles dias de verão que tornam a cidade (ainda) mais bela. Não vi todas as ‘vistas’ de Lisboa, mas será, sem dúvida, uma das mais bonitas e podemos desfrutar dela quer na sala do restaurante, com 30 lugares sentados e janelas amplas, como no incrível terraço (ou rooftop como agora se diz), ideal para almoçar nos dias de verão. E se quiser subir mais uns degraus, eis que é apanhado de surpresa por um pequeno miradouro que lhe oferece uma perspetiva de 360 graus. Impressiona, mesmo e é quase impossível parar de tirar fotografias do mais instagramável que há!

Ok, mas então e a comida? Pois é, ninguém se alimenta de vistas, por mais empolgantes que sejam, mas o que vem a seguir mais do que justifica a visita ao SUBA. Tendo deixado a carne há uns largos meses, o desafio foi experimentar o novo menu vegetariano de degustação criado pelo chef Fábio Alves, uma opção para quem optou por uma dieta essencialmente baseada em proteína vegetal ou para quem aprecia os sabores de uma alimentação que tira o máximo partido do que nos chega da terra.

 

Composto por cinco momentos de degustação, a experiência começou com uma Mozarella com água de tomate, pesto e pepino – aqui convém alertar que o menu não exclui totalmente os lacticínios. Deliciosos, chegaram à mesa os Cannelloni de espinafres com legumes da estação e parmesão. Seguiu-se ‘A Horta’, um prato de bolbo de aipo, batata-doce fumada e cogumelos e o Tofu salteado, com bulgur e abacate. Terminou-se com um Tártaro Silvestre, de frutas silvestres e tropicais, yuso e sorete de maçã e poejo (dois sabores tão típicos da nossa gastronomia).  O que há a dizer? Que o espírito criativo do chef esteve presente em todos os pratos, com a ousadia de combinar, experimentar e acabar por nos envolver num mar de sabores produtos que se querem frescos e locais. Por isso mesmo, não conte com opções fixas, porque o menu é elaborado à medida do que há de mais fresco e sazonal.

Mas como nem só de vegetarianos vive o mundo, é preciso contar com outros pratos, com destaque para o Mil-folhas de foie-gras e pera bêbada, o Ouriço do mar, e o Black Angus curado. Do mar, A Lula em duas confeções, com estufado de legumes e guacamole, e O Lavagante, com tortellinis do mesmo e caviar. Já para os apreciadores de carne, o Suba sugere o Cabrito de Leite e a Vitela Maturada. Para terminar a refeição, as criações do chef são várias, desde a emblemática Esfera de Chocolate. à A Nossa “Banana Flambé”, uma reinterpretação da receita clássica, ou Doces das Nossas Tradições, uma fusão de mil-folhas de Sericaia, leite-creme em folha de hóstia e gelado de Abade de Priscos.

Todos os dias, ao almoço e jantar, as criações do chef podem ser apreciadas em três menus de degustação, com valores entre os 50€ e os 110€ (sem bebidas incluídas), estando também disponível o serviço à carta. Em paralelo aos menus de degustação, o Suba propõe o Menu do Chef, onde a identidade da cozinha do Suba é apresentada em cinco momentos, renovados a cada quinze dias. Este menu tem o valor de 65€ por pessoa, sem bebidas incluídas.

Durante a semana ao almoço, de terça a sexta-feira, o SUBA propõe também um Menu Executivo, renovado semanalmente, e sempre com duas opções de entrada, prato principal e sobremesa, além de couvert e café, por um valor de 25€, sem bebidas.

Informações:

Horários
Terça-feira a Sábado das 12h30 às 15h00 e das 19h00 às 22h30
Encerra ao Domingo e segunda-feira
Telefone – +351 211 573 055
Email – info@verridesc.pt
Morada: Rua de Santa Catarina nº 1, Hotel Verride Palácio de Santa Catarina, 1200-401 Lisboa

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Moda

As 12 peças de vestuário Parfois que vai querer usar este outono

Desde coletes a casacos.

Saúde

7 sinais físicos que indicam que está mais stressado do que pensa

Esteja atento ao que o seu corpo lhe diz.

Saúde

A aparência das palmas das mãos pode indicar se tem cancro

Esteja atenta.

Celebridades

Médico legista afirma que Gabby Petito foi assassinada

As autoridades já confirmaram que o corpo encontrado pertence à blogger.

Lifestyle

Quer passar umas férias na casa de Winnie the Pooh?

Uma casa inspirada no Winnie the Pooh, da Disney, no Bosque dos Cem Acres, disponível no Airbnb

Moda

10 casacos para usar na próxima estação

Conheça estas sugestões de diferentes estilos.

Saúde

Os bebés devem ou não usar sapatos?

Veja a explicação de um ortopedista.

Celebridades

Morreu o ator que deu vida a Stanford Blatch, em "O Sexo e a Cidade"

Willie Garson tinha 57 anos.

Comportamento

Diferenças comuns que podem colocar a sua relação em perigo

De acordo com uma psicóloga.

Lifestyle

“Y: O Último Homem” estreia hoje no Disney+

Um drama de 10 episódios baseado na banda desenhada da DC Comics.