Se estava pronta para ler aqui milhares de críticas aos químicos presentes nos desodorantes e antitranspirantes que existem no mercado, nem precisa continuar. Não existem pesquisas conclusivas sobre os riscos de cancro da mama ou doença de Alzheimer que dizem por aí estarem associadas ao alumínio presente nos antitranspirantes. E sim, os produtos de higiene e beleza que estão nas prateleiras de farmácias e supermercados estão cheios de substâncias que não conhecemos, mas eu não sou daquelas pessoas que perde muito tempo a pensar nisso.

O motivo pelo qual eu experimentei esta receita de desodorante caseiro é muito simples: o meu desodorante acabou inesperadamente numa manhã apressada. E o meu dia foi salvo com óleo de coco, amido de milho e bicarbonato de sódio, uma receita que encontrei no blog da Cristal Muniz.

3 colheres de óleo de coco, 2 de amido e 1 de bicarbonato de sódio

A estrela desta receita é o bicarbonato de sódio (que eu diria ser um pózinho mágico – serve para a limpeza da casa, substitui o fermento de pão, tira manchas, e a lista segue…). Além de regular o pH da pele, o bicarbonato de sódio ajuda reduzir colónias de bactérias, que são responsáveis pelo mau cheiro embaixo dos braços. Mas atenção: peles sensíveis podem sofrer com esta substância, por isso é sempre bom testar e não insistir naquilo que arde, coça ou deixa a pele vermelha!

Já o amido de milho (ou outro tipo de amido) ajuda a absorver o suor e deixar as axilas mais sequinhas. Vai funcionar mais ou menos como um pó de talco, ao absorver a humidade. Por fim, tudo é emulsionado numa manteiga vegetal, que no meu caso foi o óleo de coco que eu já tinha em casa. A receita deu para encher dois potinhos de cerca de 15 ml.

Funciona! Como assim?

Naquele dia em que precisava de um desodorante a toque de caixa fiz a misturinha, passei embaixo do braço, dei duas espirradas de óleo seco (Huile Prodigieuse, da Nuxe) e fui trabalhar. E qual foi a minha surpresa ao final do dia… Sem mau cheiro!

Decidi experimentar durante uma semana e arrisquei nem ir ao supermercado buscar o desodorante comum. Até levei o potinho com a mistura para o trabalho, caso precisasse reaplicar, mas o mais impressionante é que nem foi preciso! E olha que já experimentei desodorantes sem alumínio e tive péssimas experiências…

Claro que este é um desodorante natural, o que significa que não vai agir como um antitranspirante que tem alumínio e cobre os poros para evitar o suor. Uma pessoa transpira… Mas ao final de sete dias de verão posso dizer que não foi o suficiente para me fazer desisitir do meu novo produto de beleza preferido. Também vale lembrar que cada pele é diferente e o que funciona para mim às vezes não funciona para outra pessoa. Mas as hipóteses são sempre positivas: se não der para usar nas axilas, ainda pode fazer um bolo delicioso!

Palavras-chave

Relacionados

Mais no portal

Diz Quem Sabe

Tudo o que precisa de saber sobre a reabilitação oncológica

Um artigo de opinião assinado pelo médico Énio Pestana, do Hospital CUF Cascais, sobre este tipo de cuidados.

Beleza

Conheça as grandes vantagens dos champôs sólidos

Preparámos também uma lista de produtos que pode incluir na sua rotina de cuidados capilares.

Nas Bancas

Como salvar as suas plantas

Na ACTIVA Verde, já em banca, os conselhos para escolher e cuidar das suas plantas.

Nas Bancas

Este casal mostra-nos como é viver "fora da rede"

Uma casa de madeira foi o início da mudança.

Nas Bancas

Receitas (de chef): desperdício zero

Sabia que está a deitar fora uma das melhores partes dos seus legumes?

Comportamento

A sustentabilidade chegou ao sexo

Conheça quatro formas de ajudar a salvar o planeta entre quatro paredes.

Moda

7 coleções que mostram que a moda sustentável é o estilo do futuro (a começar agora)

Coleções sustentáveis que são um “must-have” para receber o calor

Saúde

Experimentei um copo menstrual pela primeira vez - e foi assim que correu

Nunca é tarde para tomar uma decisão com impacto positivo no ambiente.

Beleza

Saiba como criar uma rotina de beleza mais sustentável

Pequenas mudanças de hábitos podem fazer uma grande diferença no compromisso com a sustentabilidade.

Lifestyle

Faça você mesma: receitas de detergentes ecológicos

Para além destas seis sugestões, partilhamos outros truques que podem ajudar o lar a ser mais "eco-friendly".

Nas Bancas

Activa Verde: é urgente mudar o futuro

Nas bancas!

Saúde

Como qualquer músculo, o cérebro tem de ser trabalhado: Sandra Martins explica-nos como

É possível ter um cérebro à prova de cansaço