Recentemente experimentei na pele uma nova técnica. Fui à Royalty Clinic Lisboa, no Largo de São Sebastião da Pedreira, com o intuito de de descontrair numa massagem de relaxamento. Mas, quando fui recebida pela massoterapeuta Joana Varão, fui desafiada a submeter-me também a uma sessão de reflexologia podal.

Ora, já tinha visto aquelas imagens de pés com pontos que fazem referência a várias partes do nosso corpo (coloco em baixo uma imagem, para o caso de não estarem a perceber do que estou a falar), mas nunca tinha experimentado esta técnica. Fiquei curiosa e aceitei! Afinal, porque não?

Já na sala de tratamento, com ambiente relaxante graças à música tranquilizante, luz baixa e cheiros de óleos, deixei-me levar. Antes da massagem de relaxamento que estava agendada, chega a reflexologia. Confesso que o meu maior receio era ter cócegas nos pés durante a sessão. Mas não aconteceu. 

Os movimentos executados eram precisos. Depressa percebi que os meus pés também precisavam de atenção, até porque dias antes tinha feito algumas caminhadas de quilómetros (estive de férias e a passear. Gosto de andar, é a verdade). O toque da terapeuta surpreendeu por ter sido mais agradável do que imaginei. Apesar da hesitação inicial, senti-me a relaxar e a aproveitar. 

Contudo, sabia que esta técnica não servia apenas para relaxar e deixar os meus pés com uma sessão de relaxamento e leveza. No final de toda a sessão, conversei com a terapeuta que me esclareceu sobre a reflexologia, explicou os benefícios e tirou todas as minhas dúvidas. A entrevista a Joana Varão segue em baixo.

O que é a Reflexologia podal?

A Reflexologia podal é uma massagem realizada nos pés. A particularidade e princípio desta técnica é que todos os órgãos e sistemas do corpo estão espelhados na planta do pé como zonas reflexas, por via de múltiplas terminações nervosas que refletem o funcionamento do organismo.

A estimulação desses pontos – que reportam ao nosso sistema nervoso periférico e que estão devidamente mapeados – informa o sistema nervoso central de que é necessário restabelecer o equilíbrio em determinado órgão (homeostase), com consequente aumento dos níveis de energia e oxigenação na zona reflexa à zona de pressão. Deste modo, a Reflexologia promove a saúde e “combate” os desequilíbrios energéticos (tanto áreas do corpo pouco ativas são estimuladas, como as áreas hiperactivas são relaxadas).

Esta técica tornou-se um recurso popular como terapia complementar, sendo utilizada para intensificar tratamentos. Por exemplo, em alguns países a reflexologia é utilizada para aliviar os sintomas de pacientes oncológicos.

É como uma massagem aos pés?

É correto dizer que a Reflexologia requer movimentos de massagem aos pés, mas é um tratamento que se distingue, por exemplo, de uma massagem de relaxamento quer pela manipulação técnica, quer pela sua finalidade / propósito (trabalhar as regiões reflexas).

A massagem consiste na manipulação dos tecidos do corpo, com objetivo de relaxar a musculatura, aliviar tensões e melhorar a circulação sanguínea. Essa prática melhora a saúde e o bem-estar geral do paciente.

Por sua vez, a Reflexologia, visa procurar desequilíbrios nos órgãos ou sistemas (que se manifestam por sensibilidade em pontos específicos), estimulando os processos de homeostasia – cura – do organismo.

Qual a diferença entre Reflexologia nos pés e noutras partes do corpo?

A Reflexologia pode ser realizada noutras regiões do corpo para além dos pés – mãos, face e orelhas. Todas estas regiões estão devidamente mapeadas, e o princípio de atuação é o mesmo (estimular as terminações nervosas).

A aplicação desta técnica nos pés acabou por se popularizar porque a acessibilidade aos pontos é mais fácil, menos evasiva, acabando por alcançar resultados de forma mais célere.

Quando surgiu e de que forma se tem adaptado aos novos tempos?

Esta técnica remota à antiguidade e teve a sua origem no oriente. Não é consensual o período exato ou região onde surgiu primeiramente, mas é sabido que as suas origens são milenares, e que tem sido praticada por diversas culturas ao longo da história.

Atualmente é utilizada em todo o mundo e reconhecida pela OMS (Organização Mundial de Saúde), estando incluída no grupo das medicinas tradicionais, complementares e integrativas (MTCI).

Que benefícios traz para o corpo?

A técnica de Reflexologia Podal promove o equilíbrio bioenergético do organismo enquanto proporciona um bem-estar físico e emocional.

Como são estimuladas inúmeras terminações nervosas (regiões reflexas de sistemas / órgãos internos), os benefícios que se podem sentir são múltiplos, e dependem das patologias em tratamento. Exemplos de resultados alcançados são:

  • Melhorias nos padrões de sono,
  • Diminuição dos níveis de ansiedade,
  • Diminuição das crises de enxaquecas,
  • Entre outros.

Esta técnica também promove uma autoconsciência do estado de saúde (física e emocional) do paciente, pois – e através do toque – é possível sentir os pontos de carência do organismo, com reações que não se restringem à planta do pé (ou seja, que muitas vezes se fazem sentir nas regiões reflexas do corpo).

 

Qualquer pessoa pode fazer a si própria?

Esta pergunta é de resposta complicada! Na prática o procedimento é acessível a qualquer pessoa; inicia-se com o polegar da mão, que “varre” as várias regiões do pé procurando desequilíbrios de energia (estes podem manifestar-se por sensibilidade no ponto ou sensação de areia debaixo da pele) e, uma vez encontrados, deve realizar-se uma pequena massagem para estimular os processos curativos no local afetado.

Todavia, é prudente que exista conhecimento sobre o mapa podal e sobre o método de estimulação dos pontos mais adequado (por exemplo, em casos de carência ou hiperactividade).

Na auto-massagem é também muito importante garantir que a pessoa em tratamento não padece de um quadro clínico que seja contra-indicado à aplicação de reflexologia.

Quais os focos de um terapeuta enquanto está a executar esta técnica?

Existem 2 importantes e distintos momentos nesta terapia. Inicialmente o foco do terapeuta deve ser o correcto mapeamento de como está a funcionar o organismo, recolhendo informação global das diferentes regiões do corpo (pontos mais hiperativos ou pontos energeticamente carentes).

Já num segundo momento, o foco deve ser o tratamento / correção dos desequilíbrios inicialmente identificados.

Para benefícios contínuos / prolongados, e caso ambos – terapeuta e paciente – se sintam confortáveis, pode ainda existir uma explicação / avaliação conjunta de quais as zonas mais bloqueadas e quais as consequências para o organismo, promovendo – mais uma vez – a saúde e a autoconsciência.

O que um terapeuta pode sentir quando está a fazer Reflexologia?

O toque pode, com facilidade, parecer inofensivo, mas um terapeuta experiente consegue reconhecer desconforto, dor, tensão ou sensibilidade através de subtis indícios que o corpo do paciente devolve ao seu toque.

No decorrer da reflexologia, e quando é trabalhado o equilíbrio energético dos pontos com necessidades, esse biofeedback é depois percecionado – ao toque – pela uniformização dos tecidos e ou relaxamento de regiões anteriormente bloqueadas.

Quem pode e não pode fazer?

A Reflexologia é aconselhada para a generalidade da população, hoje mais do que nunca dados os níveis de ansiedade em que vivemos. O stress está na base de muitas complicações (cardíacas, enxaqueca, dores musculares, entre outros), e esta técnica tem-se demonstrado muito eficaz na promoção do nosso equilíbrio orgânico / saúde.

Todavia, e apesar de a sua aplicação parecer inócua, é importante ressaltar que a reflexologia está contra-indicada em casos de:

  • Processos agudos de febre
  • Osteoporose
  • Doenças isquémicas do coração – angina de peito; enfarto do miocárdio
  • Gravidez de risco
  • Infeções agudas nos geral

Este tratamento é muito procurado na Royalty Clinic? Qual o feedback que costumam receber?

Este tratamento é recente na Clínica, foi introduzido há cerca de ano, mas – com grande alegria nossa – já conquistou vários adeptos. ´

É um tratamento muito requisitado como complemento à massagem de relaxamento, porque os pés são, de facto, uma zona com enorme impacto no organismo; mas já temos também alguns pacientes que nos procuram especificamente para uma sessão isolada / exclusiva de reflexologia, como tratamento complementar a uma patologia já diagnosticada, nomeadamente enxaqueca crónica; quadros de insónia ou sintomas da menopausa.

Além da reflexologia podal e da massagem de relaxamento, a Royalty Clinic Lisboa possui outros tratamentos. Está localizada no Largo de São Sebastião da Pedreira 32B, em Lisboa. Contacto telefónico: 918 547 271

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Lifestyle

Perda gestacional e interrupção voluntária da gravidez: este livro fala de ambas

"Camila, meu amor" conta na primeira pessoa a história de Renata Alves Marvão.

#VozActiva

Vera Kolodzig: "É cada vez mais importante vivermos em compaixão"

No Voz ACTIVA deste mês, a nossa protagonista de capa Vera Kolodzig fala sobre a missão de inspirar as pessoas a viverem de uma maneira mais positiva.

Nas Bancas

ACTIVA de outubro: as mulheres que são forças de mudança

A edição deste mês, com Vera Kolodzig na capa, já está nas bancas!

Celebridades

Kate regressa ao trabalho com abordagem fresca à tendência da alfaiataria

Depois de uma pausa de verão, a duquesa de Cambridge retomou os deveres oficiais com uma visita a oficias da Força Aérea Real.

Celebridades

Sofia Vergara celebra o trigésimo aniversário do filho com festa animada

A atriz foi mãe aos 19 anos e Manolo Gonzalez Vergara é o seu único filho.

Celebridades

O motivo para Morgan Freeman usar uma luva na mão esquerda

Muitos pensam que o ator teve a mão amputada ou que se trata de uma afirmação de moda, mas não é o caso.

Celebridades

Os artistas lusófonos que já se apresentaram na plataforma internacional ColorsxStudios

Carolina Deslandes fez manchetes recentemente ao apresentar o novo single "Eco", que homenageia a fadista Amália através do refrão de "Grito", neste palco global.

Moda

Como usar cabedal com estilo e elegância

Com o aproximar da nova temporada, é altura de tirar estas peças da gaveta.

Beleza

Cabelos: conheça as tendências fortes da nova temporada

Dos cortes aos penteados, estas são algumas das apostas fortes para os meses de outono e inverno.

Comportamento

Psicóloga recomenda estratégia de 7 passos para deixar um parceiro controlador

Neste tipo de dinâmica, uma pessoa domina ou participa na intimidação do parceiro. Pode acontecer a qualquer pessoa.

Moda

Ideias de looks casuais que exigem pouco esforço

Inspire-se nestas sugestões!