O Homem das Castanhas é um livro de Søren Sveistrup publicado pela Suma de Letras. Obra que fez sucesso e ganhou uma adaptação para uma série de seis episódios na Netflix. A produção dinamarquesa, com o mesmo nome do livro, está a fazer sucesso e figura no top de conteúdos mais vistos da plataforma de streaming

Se são como eu, não perdem oportunidade de conhecer os livros que deram origem a filmes ou séries. Curiosamente já tinha lido O Homem das Castanhas antes, tendo ficado impressionada pela intensidade da narrativa, pelas personagens cativantes, pelas reviravoltas e pelas dificuldade em desvendar o grande mistério da trama.

Thulin e Hess são os dois agentes de forças policiais que acompanhamos na resolução de um crime. São duas figuras diferentes, que têm em comum o facto de estarem desiludidas com a situação profissional atual. Ainda assim, as suas mentes são desafiadas por este mistério e, apesar de tudo, eles empenham-se ao máximo para o resolver. É curioso que, ao início, sentia-me cativada com a independência feminina de Thulin, mas no final estava rendida ao misterioso Hess. Estas duas figuras são a prova de que as primeiras impressões podem trazer conclusões erradas e que as pessoas são muito mais do que aquilo que aparentam e do que os rumores que correm sobre elas.

A construção deste enredo é impressionante. Ao início, Søren Sveistrup, o autor, parece estar a contar diferentes histórias dentro do mesmo livro, sem que nada faça adivinhar em como elas se tocam. Contudo, com o avançar da leitura, torna-se impressionante constatar todas as ligações que existem, ficando provando que tudo foi bem pensado. O leitor fica sempre intrigado com o que está a acontecer e quer continuar a ler para saber o que vem a seguir, na ânsia de perceber o cruzamento entre os diferentes dados disponibilizados. No final, é impossível não ficar rendido à mestria do autor em ligar tudo de forma tão natural e credível.

Os crimes em questão são descritos de uma forma que choca o leitor. Não estamos lá a ver o que se passou, mas é impossível não sentir arrepios e até aversão com algumas das descrições. Nestes casos, o ponto que sempre me causa maior intriga é a motivação do assassino ou assassinos. Devo dizer que nesta obra esse factor está muito bem conseguido. 

Quando estou a ler este tipo de histórias, há algo que é inevitável fazer: tentar a tudo custo adivinhar quem cometeu o crime, como e porquê. Fico orgulhosa quando chego a estas conclusões antes do susposto, mas também fico com a sensação que o autor não se esforçou para esconder estes mistérios. Sobre  O Homem das Castanhas, posso dizer-vos: não estive nem lá perto! Fiquei muito surpreendida com as revelações. O autor teve a excelente capacidade de nos fazer sempre olhar para outro lado enquanto escondia a verdade. No final, tudo é exposto de uma forma chocante e sem perder a coerência e força da história. Aplaudo esta capacidade.

O Homem das Castanhas revela-se um livro que se destaca dentro do seu género. Com um ambiente negro, personagens reais, uma história bem construída, crimes arrepiantes e reviravoltas impressionantes, esta obra tem tudo para agarrar o leitor da primeira à última página. 

Sinopse:

A jovem e ambiciosa detective Naia Thulin é designada para desvendar o caso. Com o seu colega Mark Hess, um investigador que acabou de ser expulso da Europol, descobrem uma misteriosa prova sobre “o homem das castanhas”, nome com que os media baptizaram o assassino. Existem evidências que o ligam a uma menina que desapareceu um ano antes e foi dada como morta: a filha da ministra Rosa Hartung. Mas o homem que confessou o assassínio da menina, um jovem que sofre de uma doença mental, já está atrás das grades e o caso há muito tempo fechado.

Quando uma segunda mulher é encontrada morta e, junto dela, mais um boneco de castanhas, Thulin e Hess suspeitam de que possa haver uma ligação entre o caso Hartung e as mulheres assassinadas. Mas qual é a relação entre as duas mortes?

Thulin e Hess entram numa corrida contra o tempo. O assassino tem uma missão# e está longe de a terminar.

Palavras-chave

Assine a ACTIVA

Deixe-se inspirar, assine a ACTIVA, na sua versão em papel ou digital, a partir de €2,00 a edição. Saiba tudo aqui ASSINAR

Mais no portal

Comportamento

Porque é que os humanos fazem sexo? Estudo descobre 237 razões

De acordo com os autores, os resultados refutaram muitos estereótipos de género.

Moda

11 formas de usar blazers com calças de ganga neste outono

Inspire-se nestes visuais de influencers.

Activa Brand Studio

Estes são os visuais de Catarina Gouveia perfeitos para estarmos em casa... e fora!

Nas Bancas

A ACTIVA de novembro, com Eunice Muñoz na capa, já nas bancas!

Uma edição especial, que dá a conhecer a história de vida e as histórias do teatro da atriz.

Lifestyle

Sim, é possível fazer uma granola na frigideira

Opte pela versão caseira deste pequeno almoço apreciado por muitos, sem ter de recorrer ao forno. Simples e mais que saboroso!

Lifestyle

A felicidade é já aqui!

Uma escapadinha em família a menos de 30 minutos de Lisboa

Comportamento

As palavras gregas para amor incluem 7 tipos que podemos experienciar

Saiba quais são e no que consiste cada um deles.

Moda

Sweaters e saias: a fórmula mais simples e elegante para os meses de outono/inverno

Inspire-se nesta combinação elegante de peças para o dia a dia.

Comportamento

Saiba o que gemer (ou não) durante o sexo diz sobre si

Porque será que algumas pessoas são mais barulhentas que outras? Descubra a explicação para esta e outras questões e saiba como pode alterar a sua 'performance'.

Mulheres Inspiradoras

Alemã cria anticoncecional masculino inovador

Que funciona através de ultrassom.

Comportamento

Traição emocional: o que é e como saber se está a acontecer no seu relacionamento

Uma especialista explica quando é que amizades com terceiros podem ser ameaçadoras para uma relação amorosa.

Saúde

Afinal, o descafeinado é ou não saudável?

Entenda o processo de eliminação da cafeína e o respetivo nível de segurança.